Música

O "genial bruxo musical" Hermeto Pascoal foi o grande brasileiro no Grammy Latino


 (Foto: )
(Foto: )

O multi-instrumentista Hermeto Pascoal foi o único brasileiro a vencer em categorias com concorrentes estrangeiros. Anitta estava indicada em duas e saiu sem nenhum prêmio. O alagoano de 82 anos venceu na categoria Melhor Álbum de Jazz Latino com o álbum No Mundo dos Sons.

Jorge Drexler foi o grande nome na 19ª cerimônia do Grammy Latino, em Las Vegas. O uruguaio levou três prêmios, inclusive os de Canção e Gravação do Ano, e na qual a espanhola Rosalía confirmou com dois prêmios a repercussão internacional de suas músicas.

Com os prêmios de melhor álbum de música popular brasileira e melhor canção em língua portuguesa, Chico Buarque foi um dos destaques entre os artistas brasileiros.

Em 2017, ao lado de seu quinteto, lançou disco “No Mundo dos Sons” depois de 15 anos sem novidades. O álbum duplo foi editado em CD e lançado nas plataformas digitais.

“São 18 temas jazzísticos ecoando ritmos brasileiros, compostos e arranjados por ele, que também assinou a direção musical. As faixas de No Mundo dos Sons homenagiaram outros grandes músicos: Para Thad Jones, Para Miles Davis, Para Tom Jobim, Para Ron Carter, Viva Piazzolla!, Viva Edu Lobo!, Forró da Gota para Sivuca, Um Abraço Chick Corea – que Hermeto chama de “Chiquinho Corrêia””, afirma o Dicionário Cravo Albim de Música Brasileira.

“A referência não ficou apenas no título: as composições sempre evocam em algum momento o estilo musical de cada um dos citados – no caso de Piazzolla, inclusive citando um trecho de Adiós Nonino”, completa.