search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

O fim das muletas...
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


O fim das muletas...

Miguel Ramirez, Quique Setién, Sebastian Beccacece, Gabriel Heinze e Ariel Holan. Thiago Nunes, Roger Machado, Vanderlei Luxemburgo, Ney Franco e Mozart. A frustração dos executivos do Palmeiras se confunde com a angústia dos dirigentes do Coritiba. Os dois clubes interromperam o trabalho com seus treinadores no decorrer da temporada e agora encontram dificuldades para remontar a estrutura.

Os nomes citados acima foram sondados pelos dois clubes e, de uma forma ou de outra, não obtiveram acordo. Um sinal claro de que algo precisa ser modificado na cultura do futebol brasileiro.

E é bom que os torcedores estejam atentos. Porque quando os radicais se aliam aos intransigentes na cobrança do resultado de curto prazo acabam induzindo seus dirigentes a uma tomada de decisão que pode significar prejuízos técnico e financeiro.
Falta de critérios

A falta de critérios dos clubes para a realização de trabalhos estruturados é um dos sintomas do atraso do futebol brasileiro neste século.

A má fama atravessou os mares e a estimativa da vida útil de um treinador por aqui, que na última década era de quatro meses, hoje possui números oficiais levantados por pesquisadores da Universidade do Esporte de Colônia, na Alemanha, que se propuseram a estudar tal fato.

Coordenada pelo brasileiro Matheus Galdino, mestre na ciência do esporte, a pesquisa levantou dados das 16 últimas edições do Brasileiro para aferir o impacto trazido pelas mudanças da troca de comando nos clubes.

E comprova em suas 26 páginas que a troca do comando, por si só, não traz eficácia desportiva. Um desfecho fundamental para quem ainda têm dúvidas sobre a necessidade da construção da identidade metodológica.

Trocas

Os números extraídos com base científica mostram que houve 594 trocas de comando entre as edições de 2003 e 2018, com 41 clubes movimentando 264 treinadores em 6.506 partidas oficiais do Brasileiro.

Em média, 37 mudanças por temporada — marca que é de 7,7 na Premier League, e de 7,3 na Bundesliga. O tempo médio de permanência de um treinador durante o campeonato é de 65 dias — se for estrangeiro, 70.

O estudo conclui que os técnicos precisam de um mínimo de sete jogos para chegar a 31% de chances de vitória ao assumir o time durante a competição - 40% para o empate. Ao que parece, os mais conceituados tiveram acesso a estes dados e já não se deixam ser usados como muletas para o final da caminhada...

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas Impressões...

O final de semana não poderia ter sido melhor para as pretensões do Flamengo, no traumático pós-eliminação da Copa do Brasil. Todos os principais concorrentes na parte de cima da tabela do Brasileiro …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Drama em preto e branco...

De volta ao oceano das incertezas, Vasco e Botafogo precisam construir rotas mais seguras na travessia deste mar revolto que costuma ser o returno do Brasileirão. Porque senão suas embarcações irão a …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Ofensa ao esporte...

O veto do argentino Martin Benitez, por Covid-19, horas antes do empate de ontem entre Vasco e Fortaleza, é mais uma prova de que o protocolo de testagem da CBF não é seguro. Os vascaínos fizeram a …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

A outra Copa...

Superar o São Paulo esta noite, no Morumbi, e seguir firme na caminhada pelo título da Copa do Brasil é importante para o Flamengo – claro. Mas não apenas pelo aspecto lúdico de poder gritar "é …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

A rodada marcada pelo excessivo número de jogadores afastados dos gramados pela contaminação com a Covid-19 ganhou destaque pela recuperação dos clubes paulistas que lutam na parte de cima da tabela. …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Vivam as diferenças!

Em abril deste ano, em palestra por videoconferência organizada pela Associação Uruguaia de Treinadores de Futebol (Audef), o venezuelano César Farias, técnico da seleção boliviana, elogiado pelo …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Nau à deriva...

O Vasco entrou numa espiral tão perigosa na reta final de seu processo eleitoral que a única notícia boa em meio à avalanche de fatos ruins que desabou sobre os vascaínos acabou sendo a decisão do …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Rodada trágica para os cariocas. O Flamengo foi goleado, de novo. Fluminense e Vasco foram derrotados em casa. E o Botafogo perdeu um jogo com gol de pênalti na última bola. Uma abertura de returno …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O ponto fraco

Apesar de dez clubes não terem jogado as 19 partidas do turno, o returno do Brasileiro começa com três cariocas fazendo confrontos dos mais interessantes. O jogo entre Vasco e Palmeiras, com o duelo …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O Vasco arde...

Doze grandes clubes do futebol brasileiro (onze da Série A e um da B) têm eleição presidencial marcada para este final de ano. Mas o Vasco surge, de novo, como um dos cenários mais complexos para …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados