search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

O fator Galhardo
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


O fator Galhardo

Sei que o futebol exige respeito entre os competidores; que o jogo é disputado nas quatro linhas; e que não há favorito no confronto entre dois grandes clubes. Mas, seja lá qual for o clichê que se use, há neste play-off entre Grêmio e Flamengo pelas semifinais da Copa Libertadores uma verdade irrefutável: jogador por jogador, o time de Jorge Jesus é melhor do que o de Renato Gaúcho.

Por isso, a tendência é que o clube carioca leve a melhor neste duelo de 180 minutos e faça a final do torneio sul-americano contra o vencedor da disputa entre os argentinos River Plate e Boca Juniors.

A linha de defesa que Renato Gaúcho leva a campo esta noite para a primeira parte do duelo, sem Leonardo Gomes e Geromel, não é a que sofreu apenas seis gols em 10 partidas do torneio. E isso não passa despercebido por mim.

Tecnicamente, a formação para o jogo na Arena, com Paulo Victor, Rafael Galhardo, David Braz, Kannemann e Bruno Cortez, é a parte frágil da equipe gaúcha que desequilibra em favor do Flamengo de Éverton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa.

E o jeito comedido do próprio Renato em sua última coletiva, elogiando o elenco adversário, me faz crer que ele enxergou o óbvio.

Jorge Jesus não mudará o jeito de o Flamengo jogar. Podem ter certeza de que o português vai subir as duas linhas de quatro e forçar o erro na saída de bola do Grêmio. Até porque Rafael Galhardo, afastado do time do Vasco em 2018 por deficiência técnica, não tem qualidade para acompanhar a constante troca de posições no ataque rubro-negro, onde laterais, volantes, meias e atacantes se revezam na ocupação dos espaços.

A estratégia defensiva de Renato terá de estar muito bem afiada para que a fase ofensiva do time possa fazer a diferença e equilibrar o duelo. E essa é a sua única chance.

Nas duas semifinais de Libertadores disputadas pelo Grêmio sob o comando de Renato — em 2017, contra o Barcelona de Guayaquil; e em 2018, contra o River Plate —, a equipe venceu a primeira partida, fora, e perdeu a segunda, em casa.

E, na última, deixou escapar a vaga na final justamente por conta de desfalques na defesa.
O Flamengo de Jorge Jesus, em condições normais de temperatura e pressão, terá a chance de mostrar já neste jogo que não há comparação entre os dois times.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Por que não?

O retorno de Fred ao Fluminense era questão de tempo e disso não se tinha dúvidas – falamos, inclusive, em janeiro, neste espaço, quando tive a confirmação do interesse recíproco. E de que o acordo …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Outro infectado

O presidente do Flamengo Rodolfo Landim anunciou na tarde de segunda-feira (25), em entrevista ao canal Fox Sports, que o clube tem mais um vice-presidente infectado com o coronavírus. Não revelou o …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Jogo ensaiado

O movimento liderado pelos presidentes de Flamengo e Vasco, visando à quebra do isolamento social para seus jogadores de futebol, com o apoio da Federação de Futebol do Rio (Ferj), deu ontem mais um …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Mais uma baixa

Há também uma explicação financeira que justifica a pressa dos dirigentes do Flamengo na retomada dos treinos no Centro de Treinamento George Helal. O clube já recebeu a informação de que o banco Bs2 …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O pé na porta

Internacional, Grêmio e Atlético/MG já estão treinando em seus CTs desde a última segunda-feira. Na terça-feira, o Flamengo meteu os pés na porta, peitou estado e prefeitura, e pôs seus jogadores em …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Treinos fantasmas...

A nova comissão técnica do Vasco nem bem assumiu o comando do time e já se vê em apuros com um antigo problema: a falta de pagamento dos salários. A coluna apurou que os jogadores já comunicaram que …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Os recuperáveis

Longe dos olhos da crônica esportiva das principais praças do País, o gaúcho de Cruzeiro do Sul, Mário Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Athletico/PR, passa a imagem de um …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O baixo-astral

O Instituto de Pesquisa Inteligência Esportiva (IPIE) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) vem se debruçando sobre o impacto da pandemia da Covid-19 no futebol. E um dos recentes trabalhos colheu …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Espírito Santo...

Por incrível que pareça, vem da Federação do Espírito Santo a decisão que deveria ser a mais sensata para a retomada do futebol no País. Segundo o jornalista capixaba Flávio Dias, a proposta do …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Dura realidade

A demissão do ex-zagueiro Sebastião Leônidas, várias vezes campeão pelo Botafogo entre 1968 e 1970, gerou comoção e certa revolta com a atitude da diretoria alvinegra. Mas a falta de empatia, tão em …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados