O câncer curou a minha alma

O outubro rosa é uma campanha mundial de conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente do câncer de colo do útero também. É uma doença muitas vezes silenciosa e que não faz distinção, pode acontecer com qualquer uma de nós. Alertar sobre o assunto e divulga-lo cada vez mais, pode salvar muitas vidas.

Para fechar esse mês tão importante, eu divido com vocês a história da Lucia Helena de Oliveira, de 54 anos, que descobriu a doença há pouco mais de um e durante este período, em meio aos tratamentos e a todos os sofrimentos que ele traz, ela se redescobriu, se purificou e tornou-se um ser humano melhor. Acompanhe na íntegra o seu depoimento inspirador e cheio de fé e gratidão pela vida:

“No dia 26 de junho de 2017 recebi o diagnóstico de câncer de mama que me colocou à beira do abismo. Senti que eu estava sendo chamada para olhar de modo mais atento para mim. Senti que tinha que olhar para minhas sombras, minhas dores, minhas crenças e minhas cavernas para poder limpá-las.

Senti que em meio ao tratamento oncológico eu ia ter um tempo para ir fundo no processo de autoconhecimento, ouvir o meu coração e o propósito da minha alma. Foi então, que uma voz interna começou a me mostrar tudo que eu tinha que perdoar, aceitar e amar. Eu voltei para dentro de mim mesma e me reconectei com minha essência, com minha divindade e com minha consciência.

No total fiz 16 quimioterapias, uma mastectomia total, uma reconstrução da mama esquerda e uma assimetria da mama direita. No momento faço um tratamento para bloquear os hormônios (vai durar 10 anos) e não ocorrer recidiva, pois o câncer que tive é receptor hormonal.

Também venci os efeitos colaterais com muita fé em Deus, orações, meditação, Yoga, Reiki, ThetaHealing, atividade física, alimentação saudável e outras técnicas de auto cura. E ao final deste processo, a grande lição que o câncer me ensinou foi: Perdão 365 dias do ano; Amor incondicional; Gratidão; Aproveitar o caminho; Que tudo é perfeito do jeito que é e que a vida é no aqui e agora”.

E se você hoje está enfrentando esta doença, desejo muita força e fé! Assim como a Lucia venceu e hoje comemora ao lado de sua família, você também vencerá! Até a próxima!