search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Número dois do FBI pede demissão em meio a queda de braço com Trump

Notícias

Publicidade | Anuncie

Internacional

Número dois do FBI pede demissão em meio a queda de braço com Trump


O vice-diretor do FBI, Andrew McCabe, anunciou nesta segunda (29) que irá se aposentar e deixar o posto -um anúncio inesperado, em meio à investigação do órgão sobre a interferência russa nas eleições.
McCabe é um dos personagens centrais nas suspeitas de obstrução de justiça pelo presidente Donald Trump, que é crítico da investigação e já afirmou que o FBI promove uma "caça às bruxas".

O investigador é visto por alguns republicanos como um opositor da Casa Branca no FBI. Ele era considerado o braço direito de James Comey, diretor do FBI que foi demitido por Trump. Sua mulher foi candidata ao Senado pelo partido democrata há dois anos, e recebeu milhares de dólares em doações de um aliado próximo de Hillary Clinton.

O vice-diretor do FBI, Andrew McCabe. Foto: AP
O vice-diretor do FBI, Andrew McCabe. Foto: AP

No ano passado, quando assumiu interinamente a chefia do órgão (equivalente à polícia federal americana), McCabe chegou a ser questionado por Trump em quem ele havia votado nas eleições de 2016.

O episódio, revelado pela imprensa americana na semana passada, foi narrado ao procurador especial Robert Mueller, que lidera o inquérito sobre a interferência russa e que vem se aproximando do Salão Oval. Para a oposição, o fato pode ser caracterizado como uma tentativa de intimidar os investigadores -o que poderia levar a um pedido de impeachment.

McCabe não se manifestou publicamente sobre o pedido de demissão. Aos 49 anos, o advogado teria direito de se aposentar a partir de março, mas resolveu adiantar a aposentadoria.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, informou que Trump não interferiu na decisão e negou que o presidente tivesse qualquer intenção de demitir McCabe.

Sanders ainda afirmou que a Casa Branca tem cooperado e agido com total transparência em relação à investigação do FBI.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados