Notícias

Ciência e Tecnologia

Novo iPad Pro custará até R$ 15.999 no Brasil


Apresentados na terça-feira (30) em evento no Brooklyn, em Nova York, os novos iPads Pro chegarão ao Brasil por até R$ 15.599.

O preço é o da versão topo de linha, com tela maior (12,9 polegadas) e memória de 1 terabite, na opção com conexão wifi e com chip de celular.

Se o usuário quiser acrescentar a nova versão da canetinha (Apple Pencil), terá de desembolsar mais R$ 979. O teclado de nova geração sairá por mais R$ 1.349. Deixar o tablet com cara de laptop, nesse caso, custará R$ 17.927.

Ou seja: o usuário pagará mais do que por um computador de mesa iMac, com tela de 27 polegadas e resolução 4K, que sai hoje no Brasil por R$ 17.599.

De acordo com a Apple, o novo iPad Pro é mais potente e mais rápido que a maioria dos computadores.

Os R$ 15.599 cobrados pela versão top do iPad Pro no Brasil representam 127% a mais que o preço dos EUA. Lá, o tablet sai por US$ 1.899 (o equivalente a R$ 7.045 pelo câmbio atual), fora o imposto –em Nova York, por exemplo, é de 8,875%.

O iPad Pro menor, de 11 polegadas, custará a partir de R$ 6.799 no país.

A data de lançamento dos novos iPads nas lojas brasileiras ainda não foi divulgada.

A Apple também apresentou no evento de terça novas versões do MacBook Air e do Mac mini.

Os novos iPad Pro eliminam o botão "home", introduzido originalmente com o primeiro iPhone, de 2007, e ganham o reconhecimento facial, presentes nos novos iPhones.

Só os iPads básicos (que não foram atualizados) ainda contam com o botão circular.

Os novos iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone XR também tiveram seus preços revelados no Brasil. A versão mais cara chega a R$ 10 mil, caso do iPhone XS Max de 512 GB. Nos EUA, o mesmo modelo sai pelo equivalente a R$ 5.375.

Já o iPhone XS, a versão menor do iPhone XS Max, sairá por R$ 7.299 na versão mais barata, de 64 GB.

O iPhone XR, versão "pop" que chegou às lojas dos EUA na semana passada, partirá de R$ 5.199.

As datas de lançamento no Brasil também não foram anunciadas pela Apple -os novos modelos chegaram às lojas dos EUA e de vários outros países em setembro.