Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


“Não me envolverei na disputa”

O governador Renato Casagrande (PSB) disse que não vai se envolver na eleição para o comando do PSDB-ES, que deve ocorrer em abril. Grupo ligado ao prefeito de Vila Velha, Max Filho, quer não só que ele entre na disputa mas também conta com o apoio do governador contra o deputado Vandinho Leite.

“Pode ter certeza que não me envolverei em disputas partidárias. Nem mesmo no meu partido, se houver. Tenho de contar com o apoio de todas as forças para governar em uma hora difícil como essa que estamos vivendo”, disse Casagrande ao ser questionado sobre a expectativa dos tucanos de Vila Velha.

O atual presidente tucano, o ex-vice-governador César Colnago, disse à coluna, no último dia 25, que está tentando formar uma chapa de consenso, mas o grupo que acompanha Max – o prefeito disputou a última eleição estadual contra Colnago e perdeu por poucos votos – tem resistência a Vandinho.

“Saí muito machucado”
O prefeito Max Filho não parece muito motivado a disputar o comando do PSDB-ES. “Tenho sido estimulado por alguns companheiros, mas não devo pleitear isso não. Saí muito machucado (da disputa passada). Vou procurar o consenso, não tenho veto ao nome de Vandinho, mas prefiro um nome que contemple a todos”, disse, sem citar quem poderia apoiar.

Fundo contra corrupção
O governo assina hoje o Programa de Integridade do Estado e, junto com ele, anuncia investimentos para ações de prevenção e combate à corrupção. Os recursos serão disponibilizados por meio do Fundo Estadual de Combate à Corrupção, que vai receber valores provenientes de multas e sanções aplicadas a empresas envolvidas em fraudes.

Gafe do Itamaraty
O senador Marcos do Val foi convidado para participar do almoço entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente do Paraguai, Mario Benitez. Mas o Itamaraty não consultou os convidados sobre restrição alimentar e nem disponibilizou o cardápio. Do Val, que não pode comer mandioca, peixes e frutos do mar, preferiu não arriscar e foi embora.

Capixabas em comissões
O deputado federal Helder Salomão será o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. “Sei o tamanho da responsabilidade neste momento de resistência contra os ataques aos direitos humanos”.

Já Amaro Neto entrou como membro titular das comissões de Desenvolvimento Econômico e Turismo. “Vai nos ajudar a promover ações para o Estado”.

Hudson convoca prefeitos a boicotar Gilson Daniel
As feridas criadas na campanha eleitoral entre o deputado Hudson Leal e o prefeito de Viana, Gilson Daniel, ainda estão abertas. Na sessão de ontem, Hudson subiu o tom contra o ex-aliado e o chamou de traidor, além de o acusar da prática de vários crimes. Por fim, convocou os prefeitos a boicotarem a eleição da Amunes – Gilson é candidato em chapa única – votando nulo ou não comparecendo. “Ele vai trair o governador Casagrande”, disse.

Questão de amargura
Procurado para comentar os ataques, o prefeito Gilson Daniel respondeu por nota que lamenta a atitude do deputado Hudson Leal que foi movida por “amarguras” partidárias.

Ajuste fiscal no Recife
O ex-governador Paulo Hartung apresenta hoje o modelo de gestão fiscal aplicado no Estado numa palestra no Recife (PE).

Massacre na escola
O deputado Danilo Bahiense, que preside a Comissão de Segurança da Assembleia, vai reunir representantes das prefeituras da Grande Vitória, da PM e da Polícia Civil para debater a segurança nas escolas. “Não vamos esperar que uma tragédia aconteça aqui para poder agir”. Será na próxima terça, às 9h, na Ales.

Pelo em ovo
A Polícia Federal, em dois inquéritos, afirma que Adelio Bispo agiu sozinho no atentado ao Presidente. Mesmo assim, Bolsonaro continua perguntando quem mandou matá-lo.