Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Na ponta do lápis
Painel da Folha de São Paulo

Na ponta do lápis

O grupo de deputados que trabalha pela aprovação da reforma da Previdência começou a mapear o apoio à proposta no plenário da Câmara. Hoje, essa ala prevê contar com o aval de 80% a 85% de cada sigla que endossa a medida.

Já entre os 145 deputados da oposição, há 10 votos favoráveis. A estimativa, considerada otimista, é de 325 votos a favor das mudanças nas regras de aposentadoria –17 a mais do que os 308 necessários. O plano é votar o texto antes do recesso.

*

Condições - O mapa de votos, porém, leva em consideração que o relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) sofrerá alterações em pontos cruciais para garantir o apoio, como a redução na idade mínima para professores e uma nova regra de transição.

Pelas beiradas - A alteração desses pontos também são negociadas entre as centrais sindicais e partidos de centro e centro-direita. Dirigentes da Força, da CUT, da UGT e da CSB estiveram na terça (18) com líderes de DEM, PP, PL, PRB e Solidariedade para discutir o relatório de Moreira.

Pelas beiradas 2 - Os sindicalistas estiveram ainda com o PC do B. Eles trabalham para mexer em cinco questões, entre elas a regra de cálculo das aposentadorias. Uma nova rodada de conversas está marcada para terça-feira (25).

Força do exemplo - Integrantes da equipe econômica consideram importante para a defesa da reforma junto à sociedade que o governo imponha uma contribuição aos bancos. O relator propôs taxar as instituições financeiras.

Isonômico - Um membro do time de Paulo Guedes (Economia) é claro ao falar sobre o assunto. "Todo mundo está fazendo sacrifício. Como a gente vai seguir financiando um banco que empresta a empresários enquanto o trabalhador está quebrado? Não dá."

Ide pelo mundo... - Na esperança de que o julgamento do habeas corpus do ex-presidente no STF não seja adiado, o Movimento Lula Livre prepara um "dia nacional de agitação" em 24 de junho, véspera da data prevista para a análise do caso na Segunda Turma.

...e pregai - O HC de Lula aborda a alegação de suspeição do hoje ministro Sergio Moro (Justiça). O grupo que apoia o petista quer distribuir nas principais capitais 500 mil exemplares de um tabloide com as principais conversas reveladas pelo The Intercept.

Vai ter luta - A deliberação da Câmara sobre o decreto de Jair Bolsonaro que facilita a posse e o porte de armas promete ser mais catimbada do que a votação que derrubou o texto no Senado. Os deputados armamentistas contam não só com o apoio da bancada da bala, mas também com a do boi.

Vai ter luta 2 - Entusiastas do decreto dizem ter, no mínimo, 252 votos –eles precisam de maioria simples para não deixar o texto cair, ou seja, havendo quorum, metade dos presentes mais um.

Abusou - No caminho dos deputados pró-armas estão os líderes dos principais partidos, que vão trabalhar para confirmar o entendimento do Senado e derrubar o texto do presidente. Eles avaliam que o decreto embute ingerência nas funções do Legislativo e, por isso, as Casas devem rejeitá-lo em uníssono.

Deixe recado - O líder do PSL na Assembleia Legislativa de São Paulo, Gil Diniz, está com dificuldades de angariar as 32 assinaturas que precisa para protocolar sua proposta que extingue o recesso de julho para os deputados estaduais.

Quem mandou perguntar - Antes de levar o projeto aos pares, Gil Diniz submeteu a ideia a seus seguidores no Twitter. A maioria, como se poderia supor, foi a favor.

Nem tanto ao mar - Além da pausa em julho, os deputados estaduais de São Paulo têm direito a 45 dias de recesso entre dezembro e janeiro. Diniz tem sido aconselhado a propor a divisão desses 45 dias entre o meio e o fim do ano como opção mais amena à ideia de acabar com todo um período.

Todos por uma - Após desavenças sobre os rumos do partido e medidas do governo Bolsonaro, Janaina Paschoal (PSL-SP) conseguiu unir a bancada em torno do projeto que amplia o direito a cesariana no SUS. A aprovação do texto é prioridade entre os deputados estaduais do PSL.

*

TIROTEIO

Ele desqualificou uma grande legislação porque a lei dele é armar as pessoas para matar mulheres e trabalhadores rurais

Da deputada Benedita da Silva (PT-RJ), sobre Bolsonaro ter chamado de "leizinha" a lei do feminicídio em sua live na última quinta (20)

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Como água e óleo

É crescente o incômodo do meio jurídico com a interação revelada pelas mensagens obtidas pelo The Intercept entre o ex-juiz Sérgio Moro e procuradores da Lava a Jato. O ministro Marco Aurélio Mello, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Somando esforços contra arquivamento de investigações

O grupo que articula recorrer ao plenário do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) contra o arquivamento de investigações sobre a atuação de Deltan Dallagnol e outros nomes da força-tarefa …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Jogo de gente grande

A polêmica decisão em que Dias Toffoli suspendeu ações baseadas em informações obtidas sem o aval da Justiça é a expressão máxima da capacidade de arquitetura política do ministro. A medida, um …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Procuradores divididos em relação à Lava a Jato

Nota publicada nesta segunda-feira (15) pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), um braço do Ministério Público Federal (MPF), escancarou a divisão que existe no órgão em …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

E te direi quem és

A nova leva de mensagens da Lava Jato, revelada neste domingo (14) pela Folha e pelo The Intercept, fez integrantes do STF ironizarem membros do Conselho Nacional do Ministério Público que avalizaram …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Se não pode vencê-los

Após forte reação no Senado de parlamentares que compõem a ala moderada do Congresso, o Ministério da Economia decidiu suspender por 30 dias os efeitos de portaria que facilita a importação de …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Apoiadores dizem que Bolsonaro errou no timing

A decisão de Jair Bolsonaro de indicar o filho Eduardo a embaixador em Washington foi considerada um erro por dirigentes de partidos que apoiaram mudanças na Previdência. O Presidente, dizem, errou …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

A República somos nós

A indicação de Eduardo Bolsonaro para a Embaixada do Brasil em Washington repercute politicamente em diversas camadas. Quem conhece os meandros do Itamaraty diz que a escolha acaba com qualquer …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

De alma lavada

Ao concluir missão que tomou como pessoal, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), enviou recados explícitos ao Planalto. No discurso que selou a aprovação em primeiro turno da reforma da …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Linha de corte mais alta

Os últimos vazamentos de mensagens trocadas entre a Lava Jato e o ex-juiz Sergio Moro tendem a aprofundar a cisão que já existe no Supremo. Há uma ala da corte que, a despeito de críticas emitidas …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados