Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Mudanças no pacote anticrime

O senador Marcos do Val, que é relator do pacote anticrime no Senado, já sugeriu algumas mudanças ao projeto apresentado pelo ministro Sérgio Moro. Um dos itens que deve sofrer mudança é o que trata do excludente de ilicitude.

“Estive com o Moro e sugeri de seis a sete mudanças no projeto e ele acolheu. O excludente de ilicitude é um dos itens que pode ser melhorado, para deixar mais claro para a sociedade”.

No projeto, o agente de segurança pode ter redução da pena ou até ser anistiado quando, num conflito armado ou na iminência de um, ele se antecipar e atirar. “Pelo projeto, o policial não vai esperar tomar o tiro para depois reagir, se ele perceber que será atingido, já pode agir. Vai inverter a situação, porque da forma que está, o policial está em desvantagem”.

Há uma polêmica em torno desse item principalmente após o fuzilamento de um músico no Rio com 80 tiros pelo Exército. Do Val diferenciou as ações. “O treinamento do Exército é para atuar em guerra e o da Segurança Pública é servir e proteger”.

Facções por trás
O senador Marcos do Val disse que facções criminosas estão por trás das ameaças feitas a seus familiares após ele ter aceitado ser o relator do pacote anticrime.

Segundo ele, as investigações já chegaram aos autores, que são membros de organizações criminosas. Porém, não foi informado onde atuam e a qual facção pertencem.

Mais um na disputa
Se depender de vontade política, Cariacica vai ter muitos candidatos. O vereador Sérgio Camilo (PSC) e o chefe de Segurança na Assembleia, Subtenente Assis (PSL) fecharam parceria e estarão juntos na disputa a prefeito. “Devo ser cabeça de chapa, o vice ainda não está definido, acredito que o vereador Camilo irá disputar reeleição”, disse Assis.

Aceita uma xícara de café?
O deputado federal Evair de Melo assume hoje a vice-presidência da Frente Parlamentar do Café em Brasília que tem, como um dos objetivos, fortalecer o setor. Evair é degustador e atua em trabalhos de qualidade do café no Estado, além de ser autor de dois projetos de lei sobre o tema.

Religiosos se movimentam
A Comissão Política da Cadeeso (Convenção das igrejas Assembleia de Deus) vai se reunir com o governador Renato Casagrande amanhã, junto com o vereador Reginaldo Almeida, para apresentar seus pré-candidatos às eleições de 2020.

O grupo já tem candidatos às prefeituras de Cariacica e São Mateus. “Vamos nos apresentar”, disse o presidente da Comissão, pastor Antonio Gutemberg.

Pazolini atirou contra o próprio pé
O deputado Lorenzo Pazolini foi com tanta sede ao pote em seu discurso pela urgência no projeto que acaba com auxílio-moradia para secretários e servidores do Estado, que acabou irritando alguns colegas. Juntou a irritação com a união dos governistas e a urgência foi derrubada por 17 votos. Só quatro votaram com Pazolini – Hudson Leal, Carlos Von, Vandinho Leite e Marcos Mansur. O projeto continua tramitando nas comissões e depois irá à votação.

Mais transparência
A Fundação Renova e o Movimento dos Atingidos por Barragens participam hoje de reunião do Conselho de Transparência para detalhar o que foi feito até agora para minimizar os danos sofridos pela população e pelo meio ambiente após a tragédia de Mariana.

Ninho sob nova direção
O PSDB de Cariacica está sob nova direção. Gelianderson Siqueira, que é filho da vereadora Ilma Siqueira, preside o diretório cariaciquense.

Defensoria em debate
A deputada Janete de Sá protocolou requerimento criando a Frente Parlamentar pela valorização da Defensoria Pública no Estado. Conseguiu o apoio de 12 deputados.

100 dias, sem nada
Melhor não fazer o balanço dos 100 dias de governo Bolsonaro.