Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Mudanças no pacote anticrime
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Mudanças no pacote anticrime

O senador Marcos do Val, que é relator do pacote anticrime no Senado, já sugeriu algumas mudanças ao projeto apresentado pelo ministro Sérgio Moro. Um dos itens que deve sofrer mudança é o que trata do excludente de ilicitude.

“Estive com o Moro e sugeri de seis a sete mudanças no projeto e ele acolheu. O excludente de ilicitude é um dos itens que pode ser melhorado, para deixar mais claro para a sociedade”.

No projeto, o agente de segurança pode ter redução da pena ou até ser anistiado quando, num conflito armado ou na iminência de um, ele se antecipar e atirar. “Pelo projeto, o policial não vai esperar tomar o tiro para depois reagir, se ele perceber que será atingido, já pode agir. Vai inverter a situação, porque da forma que está, o policial está em desvantagem”.

Há uma polêmica em torno desse item principalmente após o fuzilamento de um músico no Rio com 80 tiros pelo Exército. Do Val diferenciou as ações. “O treinamento do Exército é para atuar em guerra e o da Segurança Pública é servir e proteger”.

Facções por trás
O senador Marcos do Val disse que facções criminosas estão por trás das ameaças feitas a seus familiares após ele ter aceitado ser o relator do pacote anticrime.

Segundo ele, as investigações já chegaram aos autores, que são membros de organizações criminosas. Porém, não foi informado onde atuam e a qual facção pertencem.

Mais um na disputa
Se depender de vontade política, Cariacica vai ter muitos candidatos. O vereador Sérgio Camilo (PSC) e o chefe de Segurança na Assembleia, Subtenente Assis (PSL) fecharam parceria e estarão juntos na disputa a prefeito. “Devo ser cabeça de chapa, o vice ainda não está definido, acredito que o vereador Camilo irá disputar reeleição”, disse Assis.

Aceita uma xícara de café?
O deputado federal Evair de Melo assume hoje a vice-presidência da Frente Parlamentar do Café em Brasília que tem, como um dos objetivos, fortalecer o setor. Evair é degustador e atua em trabalhos de qualidade do café no Estado, além de ser autor de dois projetos de lei sobre o tema.

Religiosos se movimentam
A Comissão Política da Cadeeso (Convenção das igrejas Assembleia de Deus) vai se reunir com o governador Renato Casagrande amanhã, junto com o vereador Reginaldo Almeida, para apresentar seus pré-candidatos às eleições de 2020.

O grupo já tem candidatos às prefeituras de Cariacica e São Mateus. “Vamos nos apresentar”, disse o presidente da Comissão, pastor Antonio Gutemberg.

Pazolini atirou contra o próprio pé
O deputado Lorenzo Pazolini foi com tanta sede ao pote em seu discurso pela urgência no projeto que acaba com auxílio-moradia para secretários e servidores do Estado, que acabou irritando alguns colegas. Juntou a irritação com a união dos governistas e a urgência foi derrubada por 17 votos. Só quatro votaram com Pazolini – Hudson Leal, Carlos Von, Vandinho Leite e Marcos Mansur. O projeto continua tramitando nas comissões e depois irá à votação.

Mais transparência
A Fundação Renova e o Movimento dos Atingidos por Barragens participam hoje de reunião do Conselho de Transparência para detalhar o que foi feito até agora para minimizar os danos sofridos pela população e pelo meio ambiente após a tragédia de Mariana.

Ninho sob nova direção
O PSDB de Cariacica está sob nova direção. Gelianderson Siqueira, que é filho da vereadora Ilma Siqueira, preside o diretório cariaciquense.

Defensoria em debate
A deputada Janete de Sá protocolou requerimento criando a Frente Parlamentar pela valorização da Defensoria Pública no Estado. Conseguiu o apoio de 12 deputados.

100 dias, sem nada
Melhor não fazer o balanço dos 100 dias de governo Bolsonaro.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados