search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Motoristas de aplicativo poderão ver destino antes da corrida em Vitória

Notícias

Cidades

Motoristas de aplicativo poderão ver destino antes da corrida em Vitória


Durante um debate de segurança com motoristas de aplicativos da Grande Vitória, a Comissão Parlamentar de Inquérito dos Crimes Cibernéticos, definiu que a partir desta terça-feira(15), o motorista saberá o bairro destino dos passageiros antes mesmo de aceitar a corrida.

 (Foto: Ellen Campanharo e Lucas Silva)
(Foto: Ellen Campanharo e Lucas Silva)


A proposta faz parte de uma das medidas para minimizar a violência e vale somente para profissionais da Grande Vitória. De acordo com, Luiz Fernando Muller, Presidente da Associação dos Motoristas de Aplicativo do Espírito Santo (Amapes), nesta segunda-feira(14), a Uber já iniciou o novo sistema informando a localização exata do bairro.

Segundo o presidente, há 15 dias, a Amapes solicitou a implantação do novo sistema para a representante de Políticas Públicas no Brasil da Uber, Srª Mariana Polidorio. Antes, só era possível visualizar regiões municipais, mas sem o nome específico dos bairros.

Participaram do debate na CPI, representantes das plataformas Uber e 99Pop, da Polícia Civil e Militar. Os convidados também apontaram a necessidade de integração entre as empresas e os órgãos de segurança pública para agilizar a troca de informações.

“Antigamente, até ontem de manhã, mostrava-se simplesmente uma região. Um exemplo, região sul da Serra era composta por uns 10 ou 15 bairros, então ficava perigoso para o motorista não saber qual bairro, podia ser Jardim Carapina, Carapina Grande ou aqueles bairros que a noite nós não conseguimos entrar e tem medo”, explicou.

Segundo o gerente de Políticas Públicas da Uber, Pedro Santos, também é importante existir um diálogo com os órgãos públicos de segurança.

“Sempre encontramos dificuldade na integração. E é muito importante para a empresa poder estar hoje em um ambiente para tratar esse nó. Temos cartilha de segurança que explica para os agentes de segurança pública como solicitar dados da Uber, solicitar dados dos motoristas e passageiros, por exemplo. E buscamos essa integração justamente para aprimorar nossos mecanismos e essa relação”, afirmou na Assembleia Legislativa.


 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados