Notícias

Polícia

Ministério Público consegue reverter soltura de acusados de tráfico


Após o pedido do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Mimoso do Sul, a Justiça decidiu pela prisão preventiva de dois dos três acusados de transportarem 79 quilos de maconha de Cachoeiro de Itapemirim para o Rio de Janeiro, em agosto deste ano. Os suspeitos, que tinham sido presos na abordagem policial, foram soltos após audiência de custódia, mesmo tendo confessado a atividade ilícita.

A partir de uma denúncia anônima, em 16 de agosto de 2018, o Serviço de Inteligência do 9º Batalhão da Polícia Militar foi informado que os três denunciados teriam deixado o município de Cachoeiro de Itapemirim com destino ao Estado do Rio de Janeiro com o objetivo de buscar uma grande quantidade de entorpecentes.

A audiência de custódia, realizada dois dias após a prisão, converteu a prisão em flagrante de dois dos acusados em medidas cautelares. O terceiro, por ser reincidente, teve prisão preventiva solicitada.

O MPES argumentou que a liberdade dos acusados interferiria nos depoimentos necessários à formação probatória. Dessa forma, solicitou a revisão do posicionamento adotado, com o objetivo de revogar a decisão anterior, que concedeu a liberdade provisória aos denunciados.