Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Meu jeito de Mãe é...

Meu jeito de Mãe é...

"Cheio de amor, loucura e muito aprendizado! Amor é a palavra base das relações aqui em casa. Amo muito meus filhos e sou grata a Deus por cada um deles. Loucura porque ser mãe de 3 não é fácil, ainda mais com um em cada fase. Eu piro, mas, não troco toda essa doideira por nenhuma calmaria de uma vida pacata e sem filhos. Aprendizado porque entendi que tenho que aprender a ser mãe; o filho nasce, a gente “vira mãe”, mas, a capacitação é diariamente, só cabe a nós perceber o tanto que nos ensinam. Foi pelo 3° tópico que nosso espaço no Instagram é Universidade da Mãe, pois, quem é mãe, deve viver a aprender.

Voltando a Meu Jeito de Mãe, sou mãe de uma adolescente, uma criança e um bebê. Você sabe o que é isso? É viver numa capacitação diária, com 3 mestres que me dão aulas particulares diariamente: o Ben, a Vitória e a Luana (filhos). É tipo quando tirei carteira de motorista, foi de primeira, sabe? Mas, quando passei falei para o instrutor:

•  Ainda não estou segura, acho que não sei dirigir.

• Ele me respondeu: Você sabe, mas, à medida que for dirigindo vai ficando mais segura e aperfeiçoando.

E essa situação é uma analogia que se encaixa bem com minha vida materna. Pari, me tornei mãe, mas... Sentia que não sabia o que fazer. E agora?

A partir daí, descobri que nasce um filho, nasce uma mãe, mas, essa mãe não nasce sabendo. Por isso, é necessário humildade e empatia para aprender com os filhos e também com outras mães. Meu Jeito de Mãe é uma loucura porque tem semana que o prato de comida tem 5 cores, tem outra que são duas cores e pronto! Tem dia que não vêem televisão, há outro em que falo senta aí e assiste algo por favor pra eu respirar quietinha. Tem dia que fazemos 3 programas diferentes na rua e outro que passamos o dia todo em casa, nos curtindo. Tem dia que faço todas as brincadeiras montessorianas e no outro eu libero o tablet para um joguinho do bem. Com alguns exageros, excessos, alguns gritos (confesso), mas, sempre com muito, muito amor”.

Vivi Loureiro, mãe do Ben, da Vitória e da Luana


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados