search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Mercado imobiliário, otimismo e entraves
Tribuna Livre

Mercado imobiliário, otimismo e entraves

Recente pesquisa realizada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-ES) mostra a previsão de lançamentos imobiliários, edição 2019, e inclui levantamento sobre os principais entraves à oferta imobiliária na Grande Vitória.

Novamente, foi realizada com as 20 incorporadoras com maior quantidade de unidades em produção na virada do ano (2018/2019), quando representavam cerca de 80% da produção imobiliária total da região metropolitana, nos segmentos de edificações multirresidenciais e multicomerciais.

Em sua 6ª edição, os resultados da pesquisa foram os mais otimistas até então, intensificando o retorno de expectativas positivas iniciado na pesquisa do ano passado. Das 20 empresas pesquisadas, apenas 1 informou que não pretende realizar lançamentos em 2019. Mais surpreendente que isso, 90% das empresas informaram que pretendem aumentar a quantidade de lançamentos em relação ao ano passado.

Os lançamentos residenciais novamente se concentrarão mais em Vila Velha, seguido por Serra, Vitória, Cariacica e Guarapari. (Fundão e Viana não apresentam previsão).

Mais da metade da quantidade de unidades lançadas serão enquadradas no Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) – o que demonstra que o PMCMV, além de proporcionar moradia mais acessível às classes com menor renda, é fundamental para o setor, para sua empregabilidade e toda a cadeia econômica por ele movida. Dentre as tipologias residenciais, a de apartamentos com 2 quartos representam cerca de 80% do total.

Entretanto, por mais que haja otimismo do empresariado, cabe destacar que haveria intenção de aumentar a oferta imobiliária, principalmente em Vitória e Vila Velha, se não fossem uma série de entraves.

Em Vitória, novamente foi apontada a escassez de terrenos como principal entrave, o que demanda reflexão do setor de planejamento urbano do município, que, para minimizar a escassez dessa matéria-prima, deveria aplicar os instrumentos da política urbana previstos no Estatuto das Cidades, tais como a edificação ou utilização compulsórios, a desapropriação e o IPTU progressivo no tempo.

Esse entrave é reforçado pela contestação do plano diretor ser muito restritivo e dos altos tributos municipais para licenciamentos. Lembrando também que a capital ainda se encontra totalmente ausente no planejamento de lançamentos nas faixas de mercado do PMCMV, devido à falta de políticas estimuladoras para esse segmento, que apresenta as maiores demandas de mercado.

Em Vila Velha, a gestão municipal também teve críticas, destacando entre os principais entraves a burocracia nos licenciamentos na PMVV e os altos tributos municipais para licenciamentos.

Chamou a atenção ainda, para ambas cidades, entre os entraves os custos cartorários. Isso reitera a importância e urgência da revisão adequada da tabela de emolumentos cartorários no Espírito Santo, que tem uma sistemática de atualização injusta e racionalmente incorreta há 18 anos, prejudicando o setor e a sociedade civil.

E claro, diminuindo-se os entraves, aumentam-se a oferta, a variedade de produtos e a competição de preços. Gera-se empregos e tributos, por isso a importância da devida atenção ao tema pelos gestores públicos. No fim, toda a sociedade ganha.

Eduardo Borges é mestre em Arquitetura e Urbanismo e diretor do Sinduscon-ES

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

A digitalização dos planos de saúde acelerada pela pandemia

Grandes desafios podem provocar grandes revoluções. A necessidade de superar adversidades leva a humanidade a repensar hábitos e valores e a usar todo o seu potencial de criação. Nestes tempos …


Exclusivo
Tribuna Livre

A importância da Lei da Fauna capixaba em tempos de Covid

Em dezembro de 2019, foi sancionada a Lei Estadual de Proteção à Fauna que, dentre outros assuntos, cuida da prevenção de doenças advindas da relação humana com os animais, alertando sobre o perigo …


Exclusivo
Tribuna Livre

Relacionamentos abusivos mais evidentes durante a pandemia

É significativo o aumento de casos de violência doméstica durante o isolamento social. Mas, infelizmente, a pandemia apenas traz à tona questões já presentes. É num momento de excesso ou modificação …


Exclusivo
Tribuna Livre

Peste, indiferença e luta

Quando a peste resolve sair de seu recôndito esconderijo e assombrar a humanidade, o desespero e a indiferença vêm na bagagem. Desespero porque, por mais pestes e guerras que já tenham havido na …


Exclusivo
Tribuna Livre

Racismo no Brasil não gera a mesma repercussão que nos EUA

Os casos no Brasil ligados a crimes de racismo não geram a mesma repercussão que há nos Estados Unidos e para isso há razões muito específicas que justificam a banalização da violência racial no …


Exclusivo
Tribuna Livre

Quem paga pensão tem o direito de saber como valores são gastos

Alicerçando-se nos princípios constitucionais da proteção integral da criança e do adolescente e da dignidade da pessoa humana, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) modificou entendimento até então …


Exclusivo
Tribuna Livre

Profissões em alta na pandemia influenciam mercado de estágio

A pandemia do coronavírus desestruturou o mercado de trabalho. Além do aumento do desemprego, que subiu para 12,6% no trimestre encerrado em abril deste ano, segundo dados do Instituto Brasileiro de …


Exclusivo
Tribuna Livre

Renda mínima universal no mundo onde não existe almoço grátis

De repente nos deparamos com emergência de saúde pública internacional, com graves consequências em nosso meio, ocasionando, dentre outras medidas visando minorá-las, a instituição de um auxílio …


Exclusivo
Tribuna Livre

Nos 50 anos do Tri, temos pouco futebol e muita maracutaia

Nesta semana comemoramos o aniversário de 50 anos do Tri. A Copa do Mundo do México, realizada em 1970, foi emblemática! O futebol brasileiro da época era inigualável, fazendo com que nossa seleção …


Exclusivo
Tribuna Livre

Segurança alimentar durante a pandemia é obrigação de todos

A pandemia imposta pela Covid-19 tem nos remetido ao passado, revisitando nossas lembranças de quando nossos pais repetiam diuturnamente para lavarmos as mãos, antes das refeições, de proteger a boca …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados