search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Medidas adotadas nos EUA que serviriam muito bem ao Brasil
Tribuna Livre

Medidas adotadas nos EUA que serviriam muito bem ao Brasil

 (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
O índice de percepção da corrupção criado pela ONG Transparência Internacional é o principal indicador de corrupção no setor público do mundo. Criado em 1995, o índice é publicado anualmente, em mais de 180 países. Para garantir maior isenção, apenas especialistas e executivos participam da pesquisa, que leva em consideração inúmeros fatores para chegar ao resultado anual.

No que diz respeito ao Brasil, em 2019 ocupamos a vexatória posição de 106º, com apenas 35 pontos (de 100 possíveis). Foi nossa pior colocação em toda a série histórica. Os Estados Unidos, por sua vez, terminaram o ano de 2019 em 23º lugar, com 69 pontos. Muito embora a posição americana seja bem melhor que a do Brasil, um dado chama a atenção (muito mais por suas consequências e reações, do que pelo dado em si). Por três anos consecutivos os americanos observam, atônitos, a queda em suas pontuações e classificação final.

Se no Brasil, pouco nos incomodamos com a vergonha imposta pela avaliação, nos EUA a queda reiterada provocou grandes reações. Dentre as principais, eu citaria a proposta de alteração legislativa bipartidária consistente no projeto de lei conhecido como Illicit Cash Act (ou Ato do Dinheiro Ilícito, em tradução livre). Três grandes lições podem ser tiradas disso tudo.

A primeira (e mais óbvia) é que precisamos nos indignar diante de uma posição que nos envergonha a todos. A indignação é o primeiro passo para reações que buscam alterar o status quo. Em 2013, manifestações populares democráticas e pacíficas surtiram grande efeito fazendo, por exemplo, que leis como a 12850/2013 (que estabelece uma série de ferramentas para o combate às organizações criminosas) fossem aprovadas.

Em segundo lugar, merece destaque o fato de que o projeto de lei americano é bipartidário, ou seja, trata-se de iniciativa defendida pelos Partidos Democrata e Republicano. Em um país cuja polarização política é semelhante à que vivemos no Brasil, isso chama a atenção e serve de exemplo.

É preciso, para superar a crise e avançarmos como país, que consigamos estabelecer uma agenda em comum (ainda que seja mínima), que contemple a gregos e troianos. A rivalidade cega, que tem impedido qualquer tipo de desenvolvimento, em todas as áreas das políticas públicas nacionais, trará consequências terríveis para todos os brasileiros.

Finalmente, uma das inúmeras previsões do projeto de lei americano cria uma ampla possibilidade de recrutamento de talentos para auxiliar as agências de segurança no combate aos crimes mais complexos, como delitos financeiros e lavagem de dinheiro. Isso permite a criação de um banco de talentos destinado ao combate à corrupção.

As lições que ficam são: precisamos de vergonha na cara, para voltarmos a nos indignar; sensatez, para agirmos com equilíbrio e inteligência; e práticas inovadoras, para superarmos as dificuldades estruturais de nosso país. Talvez assim, consigamos superar a crise do presente e criar boas perspectivas para o futuro.

EUGÊNIO RICAS é adido da PF nos EUA e mestre em Gestão Pública.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Motivação no isolamento torna a rotina menos estressante

Diante de uma pandemia e do isolamento social, pessoas com rotinas agitadas foram de repente obrigadas a desacelerar. Ganharam mais tempo com a família, aumentaram os afazeres de casa, tiveram seus …


Exclusivo
Tribuna Livre

Congresso tem mais funcionários do que 48 municípios do Estado

O Congresso Nacional aprovou e já está em pleno vigor a Lei Complementar nº 173, de 27 de maio de 2020, que trata da ajuda financeira a estados e municípios e estabelece o “Programa Federativo de …


Exclusivo
Tribuna Livre

Desafios da educação após a pandemia do novo coronavírus

Estudos recentes, como em Todos pela Educação (05/2020), mostram que os desafios com que se defrontarão gestores e profissionais da Educação quando do retorno das aulas presenciais são de tal …


Exclusivo
Tribuna Livre

A digitalização dos planos de saúde acelerada pela pandemia

Grandes desafios podem provocar grandes revoluções. A necessidade de superar adversidades leva a humanidade a repensar hábitos e valores e a usar todo o seu potencial de criação. Nestes tempos …


Exclusivo
Tribuna Livre

A importância da Lei da Fauna capixaba em tempos de Covid

Em dezembro de 2019, foi sancionada a Lei Estadual de Proteção à Fauna que, dentre outros assuntos, cuida da prevenção de doenças advindas da relação humana com os animais, alertando sobre o perigo …


Exclusivo
Tribuna Livre

Relacionamentos abusivos mais evidentes durante a pandemia

É significativo o aumento de casos de violência doméstica durante o isolamento social. Mas, infelizmente, a pandemia apenas traz à tona questões já presentes. É num momento de excesso ou modificação …


Exclusivo
Tribuna Livre

Peste, indiferença e luta

Quando a peste resolve sair de seu recôndito esconderijo e assombrar a humanidade, o desespero e a indiferença vêm na bagagem. Desespero porque, por mais pestes e guerras que já tenham havido na …


Exclusivo
Tribuna Livre

Racismo no Brasil não gera a mesma repercussão que nos EUA

Os casos no Brasil ligados a crimes de racismo não geram a mesma repercussão que há nos Estados Unidos e para isso há razões muito específicas que justificam a banalização da violência racial no …


Exclusivo
Tribuna Livre

Quem paga pensão tem o direito de saber como valores são gastos

Alicerçando-se nos princípios constitucionais da proteção integral da criança e do adolescente e da dignidade da pessoa humana, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) modificou entendimento até então …


Exclusivo
Tribuna Livre

Profissões em alta na pandemia influenciam mercado de estágio

A pandemia do coronavírus desestruturou o mercado de trabalho. Além do aumento do desemprego, que subiu para 12,6% no trimestre encerrado em abril deste ano, segundo dados do Instituto Brasileiro de …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados