search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Médico revela as lesões mais comuns na academia

Especial Fim de Ano

Especial Fim de Ano

Médico revela as lesões mais comuns na academia


Marcelo Sarmenghi alerta para o perigo do excesso de exercícios (Foto: Divulgação)
Marcelo Sarmenghi alerta para o perigo do excesso de exercícios (Foto: Divulgação)
Faltando 21 dias para o início do verão, as academias de ginástica estão lotadas de pessoas que buscam chegar com o corpo perfeito na estação mais quente do ano. Nesta época, é comum observar nesses estabelecimentos a chegada de novos alunos tentando correr atrás do prejuízo após um ano inteiro de sedentarismo.

Para os médicos, começar uma programação de exercícios físicos sem a preparação correta pode ser perigosa, causando lesões comprometedoras para a saúde.

De acordo com o ortopedista Marcelo Dettogni Sarmenghi, especialista em lesões do joelho, a ausência de atividade física pode provocar um processo de regressão funcional no organismo.

“Nessa fase acontece a perda da flexibilidade articular e o comprometimento do funcionamento de vários órgãos do corpo humano. Posteriormente, com a sobrecarga de atividade física, podem ocorrer prejuízos para o corpo. Isso porque de uma hora para outra o organismo sai de uma fase de estabilidade para uma fase de sobrecarga intensa de atividades e exercícios”, explicou.

As lesões mais comuns para quem começa uma rotina de atividade física são os problemas nos membros inferiores, principalmente nas articulações de joelho, tornozelo e quadril.

“Quando a pessoa não tem costume com os exercícios, ou exagera na carga, podem ocorrer as tendinites do quadril e da musculatura de coxa, estiramentos musculares, dor lombar (lombalgia), inflamações nas articulações e tendinite do joelho, além de dores musculares”, disse.

O ortopedista destacou que podem ocorrer, inclusive, problemas cardíacos, uma vez que a pessoa não está acostumada com aquela rotina.

“Lesões cardiológicas, como hipertensão e infarto do miocárdio, podem acontecer se o indivíduo não estiver preparado”, frisou.

Para o médico, antes de começar uma atividade física, o ideal é procurar um cardiologista e um ortopedista e também contar com um bom profissional de educação física para orientar as atividades.

“A primeira coisa é fazer avaliação médica com um cardiologista, já que o esforço pode trazer risco para o paciente. É importante também fazer acompanhamento com um ortopedista para verificar as articulações, a forma da pisada, os membros superiores e inferiores e a coluna”, orientou o ortopedista, que também respondeu às dúvidas dos leitores de A Tribuna.

Por quanto tempo é normal sentir dor após um estímulo físico em um grupo muscular não antes exercitado?
Karolayne Bienow neves, 18,estudante
Marcelo Dettogni Sarmenghi: A dor muscular aparece entre seis a oito horas após o esforço e pode ocorrer pico máximo até 72 horas após a atividade física. Quem está sedentário vai sentir a dor com mais intensidade.

***

Quais são os sinais de alerta de que alguma lesão pode ter acontecido?
José Lúcio pio, 50, confeiteiro

Marcelo Dettogni Sarmenghi: Aquela dor que não diminui, está sendo constante até cinco dias após o treino, com vermelhidão, hematoma ou inchaço no local pode ser sinal de uma lesão muscular. Outro indicativo de lesão muscular é ter dor localizada no mesmo grupo muscular mesmo depois do período de descanso.


***

Pessoas que já frequentam academia, têm o costume de fazer treinamento com pesos e querem pegar mais pesado no final do ano devem tomar que tipo de cuidados para não se lesionar?
Bruna Bolsoni, 39, pedagoga
Marcelo Dettogni Sarmenghi: Para quem já está acostumado, mas quer pegar um pouco mais pesado para o verão, deve reforçar os limites do corpo e saber qual é o momento de parar a atividade. Se decidir aumentar a carga, por exemplo, é indicado ter sempre alguém do lado para ajudar na postura e no levantamento de peso.

***

Quais são os exercícios que causam mais lesões?
Vânia Gomes, 59, autônoma
Marcelo Dettogni Sarmenghi: Qualquer tipo de exercício mal feito, mal orientado e com carga maior pode causar lesões. Podemos citar o supino reto, agachamento, extensor de joelho e o legpress como práticas que causam mais problemas se não executados de maneira correta.

***

Para quem está sedentário, como começar sem lesões?
Elzenir Costa, 62, aposentada
Marcelo Dettogni Sarmenghi: Buscar orientação de um cardiologista e de um ortopedista sempre. Se possível, ter um profissional de educação física junto.

Amanda Wendt Oliveira, 23  anos, universitária (Foto: Acervo Pessoal)
Amanda Wendt Oliveira, 23 anos, universitária (Foto: Acervo Pessoal)
Após o exercício, é necessário sentir dor para ter efeito?
Amanda Wendt Oliveira, 23 anos, universitária
Marcelo Dettogni Sarmenghi: Sentir um pouco de dor depois de fazer exercícios físicos é normal tanto para quem está começando a atividade quanto para quem já está fazendo há algum tempo. O que não é normal é sentir uma dor que não passa depois de cinco dias. Este cenário já pode indicar a presença de uma lesão.


SAIBAM MAIS

Sintomas de lesões
> SE DE TRÊS A CINCO dias após fazer o
exercício a pessoa continuar sentindo
dor intensa, latejante, aguda e
que não está melhorando mesmo
com gelo ou um pouco mais de repouso
é sinal de que pode ter ocorrido
uma lesão.
> O TEMPO do tratamento depende do
tipo de lesão. De duas semanas para
as mais simples até 6 meses a um
ano para as mais complicadas.
 

 (Foto: Jornal A Tribuna)
(Foto: Jornal A Tribuna)


leia mais / especial fim de ano


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados