search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Mais uma de Jorge Jesus
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


Mais uma de Jorge Jesus

O técnico Jorge Jesus recomendou ao Flamengo a contratação de outro espanhol: o atacante Carlos Fernández, de 23 anos e 1,85m de altura, com direitos econômicos presos ao Sevilla, mas que foi companheiro do zagueiro Pablo Marí no Deportivo La Coruña na última edição da Segunda Divisão espanhola. Bruno Spindell e Marcos Braz, que estão em Madri, não tiveram êxito nas primeiras ações, mas o nome do jogador ainda roda à boca miúda pelos corredores da Gávea.

Tido com um atacante promissor, titular da seleção espanhola sub-19 em 2015, o canhoto Fernández era o “xodó” do treinador Jorge Sampaolli no Sevilla até sofrer grave contusão no joelho na temporada 2016/17.

Operado, ficou alguns meses em recuperação, perdeu espaço e foi emprestado ao Deportivo ano passado. No time galego, fez 10 gols em 29 jogos (com três assistências) e reanimou os dirigentes do Sevilla. Mas ainda não tem certeza de que vá ser aproveitado pelo técnico Julen Lopetegui, recém-contratado.

Estratégia

O time vai a campo nesta quarta-feira (17) para os 90 minutos finais do duelo com o Athletico/PR, pelas quartas da Copa do Brasil, e é natural que haja ansiedade em torno do desempenho do time após o 6 a 1 sobre o Goiás, na volta ao Brasileirão.

Mas Jesus, embora saiba a importância do resultado, quer os atletas concentrados na intensidade do jogo. O técnico exige que eles se mostrem compromissados com os torcedores que lotarão o Maracanã. Isso significa ter a preocupação em gerar volume, que nada mais é do que jogar bola.

Sem saída

O Fluminense, que empatou três de seus últimos cinco jogos no Brasileirão, perdeu muito com as transferências de Everaldo e Luciano, e, pasmem, com a contusão de Bruno Silva. Perdeu mobilidade na organização do jogo e se tornou um coletivo previsível.

Paulo Henrique Ganso passou a ser a única referência criativa e, apesar das boas exibições de Caio Henrique, as jogadas ofensivas mais perigosas agora são as bolas cruzadas na área através os avanços dos laterais o que, evidentemente, não bastará.

Clássico

O duelo com o Vasco, neste sábado (20), em São Januário, é desafiador. Com a suspensão de Ganso, Fernando Diniz será obrigado a criar soluções para fazer a bola chegar no trio ofensivo Yony González, João Pedro e Pedro.

Mais do que nunca, precisará do bom desempenho dos laterais Gilberto e Caio Henrique. Apesar das limitações dos times, dá para esperar um bom jogo.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Fogo e paixão

Envolvido com suas primeiras oportunidades de conquistas em 2020, o Flamengo já se divide entre presente e futuro. As lesões de Bruno Henrique e Rodrigo Caio trouxeram apreensão, mas o tom ainda é de …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Noite de desafios

Tão importante quanto um bom resultado, o confronto entre Flamengo e Independiente Del Valle, esta noite, nos 2.850 metros da altitude de Quito, no Equador, nos traz a curiosidade de ver como se …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Como espetáculo, ficou claro que o confronto entre os dois campeões nacionais de 2019 teria de ter sido jogado no mesmo ano. Porque embora seja uma bela alternativa para a abertura da temporada …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Pedra no sapato

O Flamengo disputa na manhã de hoje, contra o Athletico, em Brasília, o primeiro dos três troféus que tem para erguer nas próximas duas semanas — a saber: a Taça Guanabara, no sábado, e a Recopa …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Paixão e orgulho

Dois jogos num só, no Fla-Flu da semifinal da Taça Guanabara na noite chuvosa da quarta-feira, no Maracanã. O Flamengo venceu o primeiro tempo por 2 a 0, com gols em oito minutos, e um repertório de …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Em busca de outro patamar

Quase 40 dias após o início da temporada de 2020 no futebol brasileiro, apenas um treinador comandou o time mais vezes do que Odair Hellmann — Guto Ferreira já fez oito jogos à frente do Sport, por …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Nenhum dos quatro primeiros clássicos do Estadual do Rio serviu para aferir o quanto os times estão prontos para serem cobrados pela qualidade do futebol que produzem. Mas, cá pra nós: alguém …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O vírus da paixão

O futebol é apaixonante e, justamente por cegar seus adoradores, exige esforço para que se entenda a lógica construída pelos resultados e se aceite as verdades impostas pela massa. Como o caso …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

É triste ver a mediocridade do futebol praticado pelos clubes cariocas — excetuando-se o Flamengo que, até aqui, tentou ao menos exibir ideias de jogo coletivo mais bem trabalhadas. Tudo bem que …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Símbolo da nova era

Impossível desassociar a compra dos direitos econômicos de Gabriel Barbosa à chegada de Romário ao mesmo Flamengo, em 1995. Primeiro pelo fato de o acordo ter sido fechado na noite do dia 27 de …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados