Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Jovem é condenado à morte por protesto aos 10 anos

Notícias

Internacional

Jovem é condenado à morte por protesto aos 10 anos


Durante os levantes da Primavera Árabe, em 2011, um menino de 10 anos liderou um protesto infantil, no qual crianças montadas em bicicletas manifestavam por direitos humanos na Arábia Saudita. Três anos depois, aos 13, Murtaja Qureiris foi preso sob alegação de participar de protestos violentos e associação com grupos terroristas. Hoje, aos 18, ele pode enfrentar a pena de morte.

Segundo a Anistia Internacional, o Ministério Público da Arábia Saudita entrou com pedido de pena de morte para Qureiris alegando vários delitos.

Uma das acusações é ele ter acompanhado, aos 10 anos, seu irmão, Ali Qureiris, de motocicleta até uma delegacia onde eles teriam jogado coquetel molotov contra os oficiais.

"Não há dúvida de que as autoridades da Arábia Saudita estão prontas a fazer qualquer coisa para reprimir dissidências contra seus próprios cidadãos, inclusive recorrendo à pena de morte para homens que eram apenas garotos no momento de sua prisão", disse Lynn Maalouf, diretor de Pesquisa do Oriente Médio da Anistia Internacional.

Murtaja Qureiris nega as acusações e, agora, aguarda sua próxima audiência na corte. 

O garoto não é o primeiro caso de condenação por supostos crimes cometidos quando menor, porém ele foi considerado o prisioneiro mais jovem da Arábia Saudita, cujas leis de maioridade penal não são claras.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados