Música

Jeff Gutt, nova voz do Stone Temple Pilots celebra "maior oportunidade da vida"


 (Foto: )
(Foto: )

As bandas da época do grunge não tiveram vida fácil. A maioria delas sofreu com perdas trágicas de seus vocalistas: Alice in Chains com a morte de Layne Staley, Nirvana com o suicídio de Kurt Cobain e recentemente Soundgarden com Chris Cornell. A mais afetada com certeza foi o Stone Temple Pilots, que precisou lidar com duas baixas: Scott Weiland, falecido em 2015 e Chester Bennington (também do Linkin Park) em 2017. Até aparecer Jeff Gutt, o novo frontman, pelo caminho.

Jeff é conhecido do grande público britânico e norte-americano por ter participado do reality The X-Factor e por ter cantado no grupo de nu metal Dry Cell. Sua entrada no Stone Temple Pilots em 2017 deu nova vida e cores à banda de San Diego. Junto com os irmãos Dean e Robert DeLeo, mais o baterista Eric Kretz, lançaram em 2018 o elogiado álbum homônimo e estiveram no Brasil para show em São Paulo. A apresentação acontecue dia 14 de fevereiro no Credicard Hall.

O show na capital paulista fez parte da Revolución Tour 2019, que contou também com a performance do grupo inglês Bush.

Vaga de responsa

De poucas palavras, Jeff se mostra grato pela chance de poder cantar em uma das bandas mais icônicas dos anos noventa, que seguiu firme e forte mesmo após perder dois vocalistas. “Está sendo uma experiência incrível fazer parte do Stone Temple Pilots. É muito gratificante pra mim saber que estou ajudando a banda a seguir em frente”, diz o cantor.

“Eu sempre vivi de música, então estou acostumado com o palco. Embora seja a maior oportunidade da minha vida, não me senti pressionado em momento algum porque já tinha experiência na música quando entrei”, revela Jeff sobre a difícil responsabilidade de substituir Weiland e Bennington. “Os caras da banda entraram em contato comigo e pediram a minha ajuda para cantar com eles. Eu apenas aceitei e fui. Então as coisas começaram a fluir naturalmente”, completa.

O cantor também revela que os fãs o tem ajudado a se sentir confiante dentro da banda. Ou seja, em casa: “Os fãs estão sendo incríveis. Me aceitaram facilmente. Nos shows é que eu percebo essa positividade toda. As pessoas emanam muita energia para a banda e pra mim. Sei que estão gostando”.

Sobre o álbum Stone Temple Pilots, Jeff só tem elogios e se mostra satisfeito com o trabalho realizado: “Posso dizer que é um disco cheio de grandes canções, com algumas das melhores que a banda já fez. Nos dedicamos ao máximo pra isso e conseguimos chegar no resultado que queríamos”.

Quem for ao show verá a performance de Jeff, além de poder cantar hits como Plush, Creep, Vasoline, Interstate Love Song, Wicked Garden, Sour Girl, entre muitos outros.