search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Integração para enfrentar a criminalidade articulada
Tribuna Livre

Integração para enfrentar a criminalidade articulada

É sabido por todos, principalmente por aqueles que labutam na área da Segurança Pública, que o crime apresenta várias vertentes e os bandidos utilizam meios cada vez mais articulados para o cometimento das infrações criminais.

Nesse prisma, torna-se imperiosa a ação conjugada do poder público municipal, estadual e federal, em suas diversas áreas de atuação, para fazer frente à violência social vivenciada pelos cidadãos.

Dessa forma, foi graças a essa convergência de esforços que envolvem as Polícias, Ministério Público, Poder Judiciário, Prefeitura Municipal e outros entes, que a cidade de Serra, marcada anteriormente por estatísticas criminais perversas, alcança atualmente números invejáveis no enfrentamento ao crime.

As autoridades locais perceberam que o policiamento é indispensável para a Segurança Pública, porém não possui o condão de solucionar sozinho as suas mazelas. Desnudou-se que cada setor ou órgão possui papel singular nesse processo e colabora de modo determinante para que os objetivos sejam alcançados.

Com esse pensamento convergente, autoridades públicas e suas respectivas equipes, lançaram-se em uma proposta coesa de tornar a cidade uma referência na integração pela melhoria da qualidade de vida e difusão da cultura da paz.

Assim sendo, foi possível reduzir os índices criminais do município no primeiro semestre de 2019, comparado com o mesmo período do ano anterior.

Dentro dessa análise estatística, merece destaque a redução da taxa de homicídios, que implica diretamente no número de vidas preservadas. Foram registrados 35 homicídios a menos neste ano, o que representa uma diminuição de quase 31%.

É preciso destacar ainda dois elementos determinantes nessa jornada de levar a sensação de segurança ao cidadão que reside, trabalha ou frequenta o município mais populoso de nosso estado.

Inicialmente, ressalta-se a importância da organização do espaço físico. Áreas cuidadas, iluminadas, sinalizadas e saneadas afugentam ações delinquentes.

Esse foi um modelo de política de segurança norte-americano, apelidado de “broken windows theory” ou “teoria das janelas quebradas”, que assevera que a incidência criminal tende a ser maior nas áreas de maior descuido, sujeira e desordem.

Em se tratando de integração, não se pode deixar de falar da participação popular. Não há sucesso nas ações de segurança sem o envolvimento da sociedade.

Porém, não basta restringir e mencionar exclusivamente a participação através de debates, propostas, audiências públicas ou conselhos de segurança. É preciso pensar na formação de nossos cidadãos, na participação das famílias na educação dos filhos.

As escolas precisam ser valorizadas, professores respeitados e limites impostos. Necessitamos avaliar quais princípios éticos e morais estão sendo cultivados em nossa sociedade e observar quais são nossos valores e quem são nossos heróis.

Por derradeiro, faz-se necessário esclarecer que os males da criminalidade não são resultado da falha do sistema de segurança pública, mas sim da ação desviante dos indivíduos.

Os protagonistas da violência são os criminosos, deficientes de caráter e formação. Os locais mais seguros não são aqueles em que há maior aparato policial, mas sim onde existem verdadeiros cidadãos e maior respeito às regras.

Rafael Fernando de Carvalho é major da PM e comandante da 14ª Companhia Independente, na Serra.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Ministério Público transforma a realidade e a história do Brasil

O dia 14 de dezembro é uma data muito importante em nosso calendário nacional. Talvez alguns não se recordem, mas é sempre bom fazer menção a esta conquista histórica. Nesta data, celebramos o Dia …


Exclusivo
Tribuna Livre

Tempos atuais caminham para a fusão entre Igreja e Estado

Os brasileiros, em geral, são de uma cultura que dá pouca atenção à história. Há 128 anos, a República brasileira foi implantada separando Igreja e Estado. Porém, a questão da relação entre Religião …


Exclusivo
Tribuna Livre

O custo socioeconômico da “imobilidade” urbana no Brasil

Um estudo realizado pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) mostra que o custo socioeconômico da “imobilidade” urbana no Brasil cresceu 7% em um ano e se aproxima de meio trilhão de …


Exclusivo
Tribuna Livre

A engenharia muda o mundo e está em tudo o que nos cerca

Com o ritmo acelerado da vida contemporânea, quase nunca nos sobra tempo para refletir sobre o mundo a nossa volta. Mas, se pararmos para pensar, concluímos que a engenharia está em tudo o que nos …


Exclusivo
Tribuna Livre

Ineditismo e vanguarda: o Marco Regulatório das Startups

Foi publicada, no último dia 26 de novembro, a Lei Complementar Estadual nº 929/2019, de iniciativa do Governador do Estado, que institui instrumentos e procedimentos para o fomento às parcerias …


Exclusivo
Tribuna Livre

Sábio é quem aprende com a experiência alheia

Na semana passada, tivemos por aqui, nos Estados Unidos, a celebração do famoso feriado de Thanksgiving (Dia de Ação de Graças, destinado a agradecer a Deus os bons acontecimentos do ano). Aproveitam…


Exclusivo
Cidades Tribuna Livre

É preciso priorizar a mobilidade das pessoas e não dos veículos

Todos querem viver numa cidade que ofereça uma boa qualidade de vida. Para tanto, faz-se necessário compreendermos a “mobilidade peatonal”, reconhecendo os pedestres nos planejamentos estratégicos …


Exclusivo
Tribuna Livre

Por que o Tribunal de Contas deu certo

O Tribunal de Contas do Espírito Santo completou 62 anos de existência em 2019. Por desairosa que seja, a verdade é que, ao longo do tempo, consumiu imensos recursos públicos em ajustes políticos que …


Exclusivo
Tribuna Livre

Os jogos precisam ser legalizados no Brasil

O ano era 1946. No dia 30 de abril, foi publicado o Decreto Lei 9215 que proibiu os (erroneamente) denominados jogos de azar. Os fundamentos da proibição? Que a repressão aos jogos de azar é um …


Exclusivo
Tribuna Livre

O ônus do Judiciário e o Legislativo que joga para a plateia

Não é a primeira vez, e certamente não será a última, que vivenciamos certas articulações, no núcleo do poder, com o objetivo, simplesmente, de tentar limpar imagens manchadas e acalmar os ânimos da …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados