8º Congresso de Educação

“Inovar na educação é desafiador”, afirma presidente do Sinepe


Moacir Lellis, presidente do Sinepe (Foto: Jefferson Rocio/ Divulgação Sinepe)
Moacir Lellis, presidente do Sinepe (Foto: Jefferson Rocio/ Divulgação Sinepe)

Inovação é uma palavra cada vez mais presente no cotidiano das escolas brasileiras. A busca pela mudança ocorre para haver melhoria do aprendizado e ampliação dos índices educacionais, além de uma formação completa do aluno, com valores, ética e inteligência emocional.

De acordo com o presidente do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino no Espírito Santo (Sinepe-ES), Moacir Lellis, é para promover debates acerca da melhora no ensino e na solução de seus desafios que o 8º Congresso Educacional das Escolas Particulares, promovido pelo Sinepe, ocorre, em Vitória, nesta quinta e sexta-feira (23 e 24 de agosto).

“O Sinepe se constitui como centro de reflexão acerca de temas relevantes e de diferentes aportes teóricos sobre diversos campos do segmento educacional. O tema central do congresso deste ano é a reforma do ensino, transformando e inovando a educação.”

Para Lellis, inovação é a palavra do momento. “Inovar é ‘tornar novo, renovar, restaurar’. O termo é significante e desafiador. Inovar em sala de aula e no âmbito escolar restaura o desejo do aluno de aprender, de tornar novo um conceito ou atividade na forma de sua realização e pelos recursos de que se faz uso.”

Segundo o presidente do Sinepe, os educadores devem estar atentos às mudanças frequentes no meio educacional.

“A cada instante, tudo se modifica e, como educadores e formadores de opinião, precisamos estar ‘antenados’, como dizem nossos jovens. Necessitamos de escolas e estudantes em conexão.”

Lellis acredita que os gestores educacionais precisam criar condições e projetos pedagógicos adequados à nova geração de jovens.

“Com isso, vamos promover momentos de aprendizagem e contato com outras formas de ensinar e aprender, trabalhando em conjunto com nossos educadores e estimulando iniciativas inspiradoras de transformação em favor de uma educação sustentável.”