search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Incontinência urinária e alimentação: existe relação?
Nutridicas

Incontinência urinária e alimentação: existe relação?

Independente do clima, mais quente ou frio, a recomendação dos médicos e nutricionistas, no geral, sempre é a de ingerirmos bastante líquido, não é verdade? Beber muito líquido é essencial para manter-se hidratado. Mas ao ingerirmos mais líquidos, a frequência com que vamos ao banheiro urinar também é maior. Às vezes, até seguramos um pouco para ir ao banheiro, principalmente se estamos no trabalho ou em alguma balada, mas, quando urinamos, a sensação é de alívio.

O fato de conseguir segurar a urina até ir ao banheiro para a maioria é um ato muito simples. Porém, para milhões de pessoas no mundo, esta não é uma tarefa tão fácil.

A incontinência urinária, também conhecida como bexiga hiperativa, é a perda involuntária de urina e atinge cerca de 10 milhões de brasileiros de todas as idades.

Ficou preocupado? Calma! O diagnóstico é clínico e deve ser feito pelo seu médico. Exame físico e de urina são importantes neste processo.

Existem teorias que explicam o porquê da causa dessa hiperatividade, porém não temos ainda nada definido. Uma vez diagnosticada, o tratamento da incontinência urinária deve ser multiprofissional, incluindo fisioterapeuta, nutricionista, médico e psicólogo.

A primeira linha de tratamento são as terapias conservadoras, entre as quais estão incluídas a terapia comportamental e, claro, o controle alimentar.

Para melhor conversarmos sobre este assunto convidei a fisioterapeuta pélvica e doula Tatiana Fassarela Malta. A profissional afirmou que para o tratamento comportamental a fisioterapia pélvica é uma área específica da fisioterapia que atua na prevenção e no tratamento das disfunções do assoalho pélvico.

“No tratamento da incontinência é realizado o treinamento da musculatura da região, e tudo com o objetivo de melhorar a força e a coordenação muscular, e logo inibir as contrações involuntárias do músculo”, afirmou Tatiana.

Além da fisioterapia, mudanças no estilo de vida são importantes para que possamos reduzir e até mesmo eliminar os sintomas da incontinência urinária, como:

1. Diminuir a ingestão de líquidos para 6 a 8 copos de água por dia, mas não ficar sem se hidratar, ok?

2. Evitar o consumo de chás diuréticos, como chá-verde e hibisco;

3. Reduzir a ingestão de substâncias irritantes da bexiga, tais como cafeína, bebidas gaseificadas, alimentos condimentados, açúcares, adoçantes artificiais e álcool;

4. Evitar a constipação;

5. Manter o peso controlado;

6. Parar de fumar;

7. Otimizar saúde geral, melhorando controle da hipertensão e diabetes.

Mas lembre-se que os alimentos citados, quando introduzidos em uma dieta equilibrada e que não valoriza o consumo desses produtos em excesso, podem não influenciar no aumento dos sintomas da incontinência urinária, ou seja, equilíbrio e moderação sempre!

Mas, e você, tem ou já teve em algum momento incontinência urinária? Conte um pouco da sua história para a Nutri #nutridicascomgabi

Até a próxima semana.
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Nutridicas

Alimentação X diabetes

Na próxima quinta-feira, será comemorado o Dia Mundial do Diabetes e, claro, não poderíamos deixar passar essa data em branco, não é verdade? A diabetes é uma doença desenvolvida pela deficiênci…


Exclusivo
Nutridicas

Xô, celulite!

Ah, as celulites! É difícil encontrar uma mulher sem elas. Não importa se são gordinhas ou magrinhas, as celulites estão lá. Elas trazem muitos incômodos à vida das mulheres, além de contribuir para …


Exclusivo
Nutridicas

Cuidado na higienização de verduras, legumes e frutas

Comer verduras, legumes e frutas é indiscutivelmente saudável e não há nutricionista que não fomente este tipo de escolha alimentar na sua consulta. Aliás, sempre que possível, tanto eu como os meus …


Exclusivo
Nutridicas

Prevenção da osteoporose

O Dia Mundial de Prevenção à Osteoporose, que atinge principalmente mulheres após a menopausa e idosos de ambos os sexos, é celebrado no próximo domingo. A osteoporose é uma doença crônica, multifato…


Exclusivo
Nutridicas

Alimentação infantil determina boa parte da saúde no futuro

“Vamos lá, galera, correndo em volta da cadeira. As mãos para trás, sem ajudar, hein! Parou a música, parou, sentou, não sentou, dançou, bobeou, cai de bumbum no chão”. Dança da cadeira, quem nunca …


Exclusivo
Nutridicas

Outubro Rosa e os alimentos que previnem o câncer

Às vezes, pode parecer que bato na mesma tecla quando falo da importância dos alimentos em diversas situações. Mas a verdade é que, com a escolha certa, aumentamos as defesas do nosso organismo, que …


Exclusivo
Nutridicas

30ª Dez Milhas

Por ser um esporte relativamente simples de ser praticado, a corrida ganha cada vez mais adeptos. Basta uma roupa confortável e um tênis correto que o corredor está pronto para enfrentar o mundo das …


Exclusivo
Nutridicas

Cuscuz marroquino é uma delícia e cabe na dieta

Sendo a “sustança” (que dá vigor e força) na manhã de muitos e a força da alimentação de famílias do sertão, o cuscuz amarelo coleciona apaixonados por todo o País. E no movimento crescente de …


Exclusivo
Nutridicas

Os benefícios da semente de abóbora para a saúde humana

Eu amo abóboras! Aqui no Brasil, encontramos cerca de 8 tipos de abóboras: moranga, minimoranga, abóbora japonesa (ou cabotiá), abóbora de pescoço, abóbora paulista, abobrinha-menina brasileira, …


Exclusivo
Nutridicas

Comida japonesa

Comida japonesa é uma delícia! Quem ama? Mas será que combina com o processo de reeducação alimentar? Manter a rotina alimentar não está entre as tarefas mais fáceis, especialmente para quem não quer …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados