search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Inconstitucionalidade do imposto de herança sobre bens no exterior
Tribuna Livre

Inconstitucionalidade do imposto de herança sobre bens no exterior

O Supremo Tribunal Federal (STF) declarou a inconstitucionalidade da cobrança de Imposto de Transmissão Causa Mortis ou Doação (ITCMD) sobre bens existentes no exterior, ao julgar RE 851.108-SP, interposto pelo estado de São Paulo na lei paulistana que disciplina a obrigatoriedade de recolhimento do ITCMD nos casos em que os bens do falecido estiverem situados no exterior.

Apesar de o STF ter apreciado a lei, tratando-se de julgamento com repercussão geral, a decisão acarreta a inconstitucionalidade de todas as legislações estaduais que determinam o pagamento do ITCMD nas hipóteses de bens situados no exterior.

Neste sentido, o STF fixou sobre o tema (identificado sob o nº. 825): “É vedado aos estados e ao Distrito Federal instituir o ITCMD nas hipóteses referidas no art. 155, § 1º, III, da Constituição Federal sem a intervenção da lei complementar exigida pelo referido dispositivo constitucional.

”O cerne da questão apreciada foi a possibilidade de os estados instituírem a tributação sobre doações e heranças de bens situados no exterior, em virtude da ausência de lei complementar, estabelecendo as normas gerais para a tributação em tais situações, conforme exigência do artigo 155, § 1º, III, da Constituição Federal.

Isso porque é prevista a necessidade de edição de lei complementar para a instituição do ITCMD sobre bens localizados no exterior nestes casos. Entretanto, em virtude da inércia do legislador nacional, a maioria dos estados brasileiros promulgou normas próprias instituindo a cobrança.

No voto, o ministro Ricardo Lewandowski destacou a necessidade de legislação nacional estabelecendo as diretrizes para a cobrança do imposto, que em tais situações se robustece em virtude da importância de prevenção de conflitos entre os entes da federação, do risco de bitributação e da existência de acordos comerciais dos quais o Brasil é signatário.

O ministro Alexandre de Moraes ressaltou o desastroso impacto financeiro da decisão para os cofres estaduais e a incongruência de imputar-se aos estados federados a inércia do Congresso Nacional na elaboração de lei complementar por mais de 20 anos, tendo proferido voto pela admissibilidade da tributação até a superveniência de lei federal.

Os efeitos da decisão são aplicados apenas para os fatos futuros, ou seja, não permitem o pedido de restituição de valores por contribuintes que tenham realizado o pagamento do ITCMD em tais situações, salvo hipóteses de ações judiciais já existentes impugnando a referida tributação.

Considerando o impacto para os cofres estaduais em virtude da inércia legislativa federal e que aqueles que possuem condições de manter bens e valores no exterior geralmente tem maior capacidade contributiva, faz-se necessário a imediata edição de lei complementar pelo Congresso Nacional para aprofundar em um tema relevante que ainda carece tanto de leis nacionais como de acordos internacionais: as regras de sucessão hereditária de bens de brasileiros no exterior.


ALEXANDRE DALLA BERNARDINA é advogado especialista em Planejamento Sucessório e Patrimonial

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Os cuidados para proteger os olhos, o espelho da alma

Em maio, a oftalmologia celebra dois dias importantes - o do Oftalmologista (07) e o Nacional de Combate ao Glaucoma (26). Comemorações especialmente relevantes, pois chamam atenção para um dos mais …


Exclusivo
Tribuna Livre

O poder da empatia na liderança e gestão de pessoas

Há mais de um ano enfrentamos mudanças drásticas na saúde, na economia, nas relações sociais e no cotidiano das empresas. Para além da adaptação aos novos formatos de trabalho – home office ou …


Exclusivo
Tribuna Livre

Psiquiatria humanizada é respeito, dignidade e cidadania

A psiquiatria vem se transformando ao longo dos anos, mas ainda existem muitas ideias distorcidas sobre transtornos psíquicos e tratamentos, o que impede muitos de buscar ajuda. Mesmo que hoje …


Exclusivo
Tribuna Livre

O trabalho dos garis é essencial para o bem-estar coletivo

Você já parou para pensar em como seriam as cidades, se não contássemos, no dia a dia, com o trabalho dos garis? A atuação desses profissionais reflete na saúde das pessoas, no potencial …


Exclusivo
Tribuna Livre

É preciso debater e aperfeiçoar a lei da alienação parental

Pouco se fala sobre a autoalienação parental em nossa sociedade. A alienação parental, em seu modelo clássico, é a interferência promovida por um dos genitores, avós ou detentores da guarda da …


Exclusivo
Tribuna Livre

Lei da Segurança Nacional para proteção e defesa

O plenário da Câmara dos Deputados deu início à votação do projeto que tipifica crimes contra o Estado Democrático de Direito e revoga a atual Lei de Segurança Nacional. A proposta tem cinco tipos de …


Exclusivo
Tribuna Livre

A sabedoria é uma bênção

O pensamento contemporâneo é formado a partir de várias informações difundidas por múltiplas plataformas, atingindo o público pela linguagem textual, imagética, e sobretudo, digital. A velocidad…


Exclusivo
Tribuna Livre

A saúde mental, a pandemia da Covid-19 e a psicofobia

Não é exagero prever que a nova pandemia será provocada pelos transtornos mentais. O mundo já está vivendo o colapso da saúde mental, que há tempos vinha se delineando e acentuou-se com a pandemia da …


Exclusivo
Tribuna Livre

A finalidade e os limites do governo civil

No século XVII, intensificaram-se os debates acerca da origem, finalidade e função precípua do governo. Em contraposição ao direito divino dos reis, filósofos como Thomas Hobbes e John Locke …


Exclusivo
Tribuna Livre

A tragédia silenciosa da educação brasileira na pandemia

A maior crise humanitária da nossa história geracional, a pandemia da Covid-19, parece ainda estar longe do fim. Segundo dados publicados no último dia 1º de maio pelo consórcio de veículos de …