Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Incêndio na Vila Rubim: oito imóveis interditados e 70 pessoas desalojadas

Notícias

Cidades

Incêndio na Vila Rubim: oito imóveis interditados e 70 pessoas desalojadas


Oito imóveis - dois prédios, quatro casas e dois sobrados -, que ficam próximos à loja Alves Couros, que foi consumida por um incêndio na tarde de sexta (20), na Vila Rubim, em Vitória, foram interditados por tempo indeterminado pela Defesa Civil. Com isso, 70 pessoas estão desalojadas. Elas fizeram fila para entrar nos prédios e pegar os seus pertences.

 (Moradores fizeram fila para pegar pertences - Foto: Rafael Gomes/AT)
(Moradores fizeram fila para pegar pertences - Foto: Rafael Gomes/AT)

Sem alvará

A Secretaria de Desenvolvimento da Cidade (Sedec) de Vitória informou que a loja incendiada estava com o alvará de localização e funcionamento vencido desde o dia 7 de outubro de 2017, e que o responsável recebeu 57 autos de infração. Ela também não tinha alvará do Corpo de Bombeiros desde setembro de 2017.

Entenda

O fogo começou no galpão da loja Alves Couros, que fica na Rua Duarte Lemos, no Centro de Vitória, por volta de 15h40 desta sexta-feira (20). O dono da loja, Moisés Alves da Cruz, de 53 anos, contou que o fogo começou por volta de 14h30 e que no local estavam armazenados produtos inflamáveis como espumas, cola e tíner (solvente), o que fez com que o fogo se alastrasse rapidamente e o controle das chamas fosse difícil.

Ao lado da loja, as labaredas queimavam ainda a lateral do Edifício Sassine, de 13 andares. Os moradores acompanhavam aflitos o trabalho dos bombeiros. Alguns entraram em desespero e choravam vendo o fogo consumir a loja, temendo também danos à estrutura dos imóveis ao lado. O calor chegou a provocar rachaduras no lado de fora do prédio e, devido à alta temperatura, peças de cerâmica da fachada passaram a se soltar.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados