search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Homenagem a um médico que fez a diferença
Tribuna Livre

Homenagem a um médico que fez a diferença

Recentemente perdemos um dos grandes personagens capixabas. Estamos nos referindo ao professor Carlos Sandoval Gonçalves, ícone dentre os pesquisadores e professores de Medicina do Brasil, que faleceu após uma vida dedicada ao mister de fazer e ensinar sua arte na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Espírito Santo.

Reconhecido por seus feitos, foi agraciado pelo governo, no final do ano passado, com a comenda Jerônimo Monteiro, a mais alta condecoração conferida pelo Estado. Nada mais justo. Me lembro de sua luta para que o Espírito Santo fosse um dos primeiros a receber a vacina para controle da infecção pelo vírus B da hepatite.

Seu trabalho como pesquisador foi fundamental para que o Ministério da Saúde o atendesse. No Hospital das Clínicas, onde atuou por quase toda sua vida, criou um serviço de atendimento à doença do alcoolismo, que ainda dava suporte ao paciente e sua família para combater a dependência da droga.

Nesse quesito, o apoio e a dedicação do médico a seu paciente contam muito, e nisso o professor Sandoval sempre foi um mestre.

Era um incansável pregador da humanização da medicina, como chamava. Que passa por uma preocupação constante pela relação médico-paciente, sem a qual, segundo ele, não há cura para a maioria das doenças.

Essa conduta, associada a sua permanente dedicação às pesquisas, fizeram do professor Sandoval uma referência nos estudos, ensinamentos e atendimento a doenças do fígado.

A autoria de capítulos em livros de graduação e pós-graduação, artigos em revistas especializadas e, sobretudo, suas aulas magistrais em congressos pelo Brasil fizeram dele uma figura expressiva na gastroenterologia brasileira.

Seu lado pessoal era de muito bom humor. Torcedor do Fluminense, certa vez convidou um amigo flamenguista para descerrar a fita de uma placa comemorativa que mandara implantar na sala dos professores.

Ao fazê-lo, fez surgir uma charge mostrando um atacante tricolor fazendo gol de barriga sobre o Flamengo.

Nas reuniões que implantou no Hospital das Clínicas, mesmo que o número de presentes fosse pequeno, dizia: “Em respeito àqueles que chegaram no horário, vamos iniciar nossa reunião”.

Nas mesas em congressos, costumava usar uma frase que ele atribuía a outro colega, quando o orador extrapolava o tempo destinado à aula: “Professor, seu tempo já se esgotou e o prazer que temos em ouvi-lo só é superado pelo rigor do horário”.

Nascido em 20 de abril de 1942, na cidade de Cachoeiro de Itapemirim, formou-se em Medicina pela Faculdade Nacional de Medicina, hoje UFRJ. De retorno ao Espírito Santo, passou a dar aulas na Escola de Medicina da Ufes, até sua aposentadoria, há 7 anos.

Ali construiu uma legião de médicos, muitos deles dedicados ao estudo e tratamento das doenças do aparelho digestivo por sua influência.
Influência e admiração que extrapolaram em muito nossos limites territoriais para ganhar fãs por todo Brasil.

Agnóstico, costumava brincar dizendo que era um “ateu não praticante”. Eu, também ateu não praticante, diria para o professor Sandoval que, se fosse Deus e alguém me solicitasse construir uma pessoa perfeita, o construiria.

Renato Carvalho Fischer é presidente da Sociedade de Gastroenterologia do Espirito Santo.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Classe artística se reinventa durante a pandemia da Covid-19

Após o choque inicial, surge a adaptação a esta nova realidade. O mundo virtual está mais presente do que nunca e o grande desafio é se recriar a cada dia já que a arte não pode parar. Com a pandemia …


Exclusivo
Tribuna Livre

Trabalhadores de aplicativos são autônomos ou empregados?

Numa “live” recente, o ministro Paulo Guedes referiu-se a taxistas e faxineiras como “empreendedores”. Mas...seriam mesmo? Dicionários online ensinam que empreendedor é o “indivíduo que possui …


Exclusivo
Tribuna Livre

O Rio de Janeiro continua lindo, mas até quando?

Matéria jornalística exibida recentemente no Rio de Janeiro apresentou dados aterrorizantes da criminalidade no estado. Os dados apontam um mapa inédito do crime e foi produzido pela Polícia …


Exclusivo
Tribuna Livre

Desafios da liderança em tempo de pandemia e home office

O ambiente organizacional ao longo dos anos vem passando por várias mudanças como, por exemplo, desenvolvimento de tecnologias, mudança dos mercados, das relações de trabalho, dentre outras. Além …


Exclusivo
Tribuna Livre

A pandemia, o déficit de visibilidade e o desvario do olhar

No antigo normal, na vida que se vivia em duas fatias, a presencial e a digital, o olhar e o dar-se ao olhar alheio permitiam uma verdadeira farra de visibilidade. Mas, no meio da vertigem de …


Exclusivo
Tribuna Livre

Motivação no isolamento torna a rotina menos estressante

Diante de uma pandemia e do isolamento social, pessoas com rotinas agitadas foram de repente obrigadas a desacelerar. Ganharam mais tempo com a família, aumentaram os afazeres de casa, tiveram seus …


Exclusivo
Tribuna Livre

Congresso tem mais funcionários do que 48 municípios do Estado

O Congresso Nacional aprovou e já está em pleno vigor a Lei Complementar nº 173, de 27 de maio de 2020, que trata da ajuda financeira a estados e municípios e estabelece o “Programa Federativo de …


Exclusivo
Tribuna Livre

Desafios da educação após a pandemia do novo coronavírus

Estudos recentes, como em Todos pela Educação (05/2020), mostram que os desafios com que se defrontarão gestores e profissionais da Educação quando do retorno das aulas presenciais são de tal …


Exclusivo
Tribuna Livre

A digitalização dos planos de saúde acelerada pela pandemia

Grandes desafios podem provocar grandes revoluções. A necessidade de superar adversidades leva a humanidade a repensar hábitos e valores e a usar todo o seu potencial de criação. Nestes tempos …


Exclusivo
Tribuna Livre

A importância da Lei da Fauna capixaba em tempos de Covid

Em dezembro de 2019, foi sancionada a Lei Estadual de Proteção à Fauna que, dentre outros assuntos, cuida da prevenção de doenças advindas da relação humana com os animais, alertando sobre o perigo …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados