Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Homenagem a um médico que fez a diferença
Tribuna Livre

Homenagem a um médico que fez a diferença

Recentemente perdemos um dos grandes personagens capixabas. Estamos nos referindo ao professor Carlos Sandoval Gonçalves, ícone dentre os pesquisadores e professores de Medicina do Brasil, que faleceu após uma vida dedicada ao mister de fazer e ensinar sua arte na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Espírito Santo.

Reconhecido por seus feitos, foi agraciado pelo governo, no final do ano passado, com a comenda Jerônimo Monteiro, a mais alta condecoração conferida pelo Estado. Nada mais justo. Me lembro de sua luta para que o Espírito Santo fosse um dos primeiros a receber a vacina para controle da infecção pelo vírus B da hepatite.

Seu trabalho como pesquisador foi fundamental para que o Ministério da Saúde o atendesse. No Hospital das Clínicas, onde atuou por quase toda sua vida, criou um serviço de atendimento à doença do alcoolismo, que ainda dava suporte ao paciente e sua família para combater a dependência da droga.

Nesse quesito, o apoio e a dedicação do médico a seu paciente contam muito, e nisso o professor Sandoval sempre foi um mestre.

Era um incansável pregador da humanização da medicina, como chamava. Que passa por uma preocupação constante pela relação médico-paciente, sem a qual, segundo ele, não há cura para a maioria das doenças.

Essa conduta, associada a sua permanente dedicação às pesquisas, fizeram do professor Sandoval uma referência nos estudos, ensinamentos e atendimento a doenças do fígado.

A autoria de capítulos em livros de graduação e pós-graduação, artigos em revistas especializadas e, sobretudo, suas aulas magistrais em congressos pelo Brasil fizeram dele uma figura expressiva na gastroenterologia brasileira.

Seu lado pessoal era de muito bom humor. Torcedor do Fluminense, certa vez convidou um amigo flamenguista para descerrar a fita de uma placa comemorativa que mandara implantar na sala dos professores.

Ao fazê-lo, fez surgir uma charge mostrando um atacante tricolor fazendo gol de barriga sobre o Flamengo.

Nas reuniões que implantou no Hospital das Clínicas, mesmo que o número de presentes fosse pequeno, dizia: “Em respeito àqueles que chegaram no horário, vamos iniciar nossa reunião”.

Nas mesas em congressos, costumava usar uma frase que ele atribuía a outro colega, quando o orador extrapolava o tempo destinado à aula: “Professor, seu tempo já se esgotou e o prazer que temos em ouvi-lo só é superado pelo rigor do horário”.

Nascido em 20 de abril de 1942, na cidade de Cachoeiro de Itapemirim, formou-se em Medicina pela Faculdade Nacional de Medicina, hoje UFRJ. De retorno ao Espírito Santo, passou a dar aulas na Escola de Medicina da Ufes, até sua aposentadoria, há 7 anos.

Ali construiu uma legião de médicos, muitos deles dedicados ao estudo e tratamento das doenças do aparelho digestivo por sua influência.
Influência e admiração que extrapolaram em muito nossos limites territoriais para ganhar fãs por todo Brasil.

Agnóstico, costumava brincar dizendo que era um “ateu não praticante”. Eu, também ateu não praticante, diria para o professor Sandoval que, se fosse Deus e alguém me solicitasse construir uma pessoa perfeita, o construiria.

Renato Carvalho Fischer é presidente da Sociedade de Gastroenterologia do Espirito Santo.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Um Barracão de memórias

Bianualmente, sempre no mês de julho, ex-alunos do antigo Colégio Agrícola de Santa Teresa se reúnem para um grande encontro festivo. Memórias de um período de vida que marcou toda uma geração, e na …


Exclusivo
Tribuna Livre

A nova cobertura dos benefícios do INSS

O Governo Federal poderá abrir uma concorrência para acabar com o monopólio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na cobertura dos chamados benefícios de risco não programados, como auxílio-d…


Exclusivo
Tribuna Livre

A pasta para dentes e a propaganda abusiva

No Ocidente, os egípcios e gregos foram os primeiros a compor uma mistura para limpar os dentes. A fórmula era bastante variada (cinzas, casca de ovo, pedra-pomes, ervas, carvão, hortelã...). …


Exclusivo
Tribuna Livre

A música romântica e a visão de mundo

Em 1995 escrevi algo sobre a as diferenças entre o romantismo pós-wagneriano e o estilo francês (impressionista, pós-impressionista, de Stravinsky, de Satie, etc). Hoje, retomo ao tema, estando …


Exclusivo
Tribuna Livre

Mercado de trabalho e o profissional do futuro

Com um mercado de trabalho que muda a cada dia, muitos profissionais ficam em dúvida sobre qual caminho seguir. Afinal de contas, vale a pena investir em uma profissão do futuro? Quando é o momento …


Exclusivo
Tribuna Livre

Isenção do “imposto sobre a herança” no Espírito Santo

Como defensor público titular da 2ª Defensoria de Órfãos e Sucessões de Cariacica efetuo diariamente orientações aos meus assistidos sobre as regras legais para a elaboração de inventários e …


Exclusivo
Tribuna Livre

Dragagem ainda não trouxe os resultados esperados

As obras de dragagem no Porto de Vitória foram concluídas em outubro de 2017. A tão esperada dragagem previa que o canal passaria de uma profundidade de 11,7 metros para 14 metros e de 11,7 metros …


Exclusivo
Tribuna Livre

A intolerância do preconceito

Mais uma vez, ficamos chocados com ondas de ataques simultâneos às pessoas inocentes, morrendo, sem motivo aparente, senão à cor que mais uma vez se manifesta diante do racismo radical, abalando a …


Exclusivo
Tribuna Livre

Competindo com eficiência

O Espírito Santo é o maior produtor mundial de pelotas de minério de ferro e o terceiro maior produtor de aço do Brasil, sendo que, juntos, os dois setores representam mais de 20% do PIB estadual, …


Exclusivo
Tribuna Livre

A polêmica “PL do saneamento”

Desde a edição da Medida Provisória (MP) 868 no ano passado, a necessidade de se estabelecer um novo Marco Regulatório sobre Saneamento Básico no País está em voga. É que na última década, os …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados