Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Governo vai abrir 140 bolsas para pesquisadores no Estado

Notícias

Educação

Governo vai abrir 140 bolsas para pesquisadores no Estado


Com o objetivo de incentivar a pesquisa científica e a pós-graduação no Espírito Santo, o governo do Estado anunciou ontem um investimento de R$ 79 milhões nas áreas da ciência, tecnologia e inovação.

Governador Renato Casagrande ao lado de autoridades:  investimento será nas áreas da ciência, tecnologia e inovação (Foto: Divulgação/ Governo do estado)
Governador Renato Casagrande ao lado de autoridades: investimento será nas áreas da ciência, tecnologia e inovação (Foto: Divulgação/ Governo do estado)

Entre as novidades, está a criação de 140 bolsas para a formação de novos pesquisadores. Serão 100 bolsas de mestrado e 40 de doutorado, a partir de fevereiro do próximo ano.

A seleção será feita pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), que vai escolher as instituições de ensino cadastradas a partir de novembro, quando o edital será aberto.

De acordo com o governador do Estado, Renato Casagrande, o investimento em ciência e educação no Espírito Santo não será reduzido por conta da política nacional.

“O País se desorganizou e hoje tem dificuldade em executar tarefas estratégicas. Enquanto o governo federal está retirando recursos das universidades e institutos, nós estamos investindo em ciência, tecnologia e inovação”, disse o governador.

Apoio a ideias inovadores no Estado

Mestrado e Doutorado
Serão oferecidas cotas para 140 bolsas, visando a formação de novos pesquisadores, sendo 100 de mestrado e 40 de doutorado.

A inscrição precisa ser feita pela instituição de ensino (pública ou particular) a partir de novembro, quando o edital será aberto pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes). A partir dessa inscrição, será feita a seleção dos pesquisadores, que passam a receber a bolsa em fevereiro de 2020.

Publicações científicas
Também haverá apoio financeiro a pesquisadores e discentes para a publicação de artigos em periódicos acadêmicos e científicos. Os valores e quantidade de vagas serão divulgados no próximo ano, quando o edital for aberto.

Apoio às ideias inovadoras
ideias inovadoras que podem impactar diretamente na vida dos moradores do Estado terão incentivo financeiro dos governos federal e estadual através do “Programa Centelha”.
O programa vai contemplar 28 ideias, oferecendo R$ 60 mil para cada projeto, além de capacitações e suporte para a criação do negócio.

Qualquer pessoa física ou jurídica pode participar. No caso de empresa, ela deve ter sido criada há menos de um ano e ter faturamento anual bruto de até R$ 4,8 milhões.
As inscrições foram abertas ontem e podem ser realizadas até às 18h do dia 25 de outubro no site programacentelha.com.br/es.

300 ideias serão selecionadas e divulgadas no dia 10 de novembro. Após as capacitações, a lista final com os 28 aprovados será anunciada no dia 3 de abril de 2020.

Programa “ES Inovador”
É um programa que busca a otimização e a rápida resolução de processos por meio da robotização, diminuindo tempo das ações e gastos financeiros. Além disso, o cidadão poderá acessar os serviços do governo por meio de aplicativos e computadores, sem precisar ir a qualquer repartição pública.

Manifesto da Inovação
Um grupo composto por representantes da sociedade, poder público, instituições de ensino e empresas – denominado Mobilização Capixaba para a Inovação –, criou o “Manifesto da Inovação”, material com explicação, propostas e metas para o desenvolvimento capixaba de inovação.

As metas previstas pelo Manifesto, em 10 anos, são: colocar o Espírito Santo entre os cinco estados mais inovadores do Brasil; ampliar o número de empresas inovadoras (startups) capixabas; e ter 20% de empresas baseadas em tecnologia e inovação entre as 200 maiores empresas do Estado.

Ecossistema de empreendedorismo
O Estado terá versão capixaba do Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development (SEED) (um programa de aceleração de empresas inovadoras) para apoiar atividades de aceleração, projetos inovadores e startups com modelo de negócio ou produto já testados. Soma-se a isso, a estruturação da Fábrica de Ideias para a instalação de um polo de inovação.

Programa PitchGov
O Governo selecionará e apoiará projetos de startups que ofereçam soluções para desafios da gestão pública por meio do Programa PitchGov.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados