Gordura sem neura

 (Foto: Kadidja Fernandes/AT)
(Foto: Kadidja Fernandes/AT)

Considerada a grande vilã por quem quer manter a forma, a gordura chega a ser deixada de lado em algumas dietas, mas especialistas alertam que ela é benéfica para o organismo e até ajuda a emagrecer se for consumida de forma equilibrada.

A endocrinologista Rafaela Norbim Barcelos salientou que o consumo de gorduras deve ser controlado, mas nunca abolido da dieta.

“O colesterol é um tipo de gordura que faz parte da estrutura das células do cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestino e coração. É importante ainda para a formação de hormônios, vitaminas (A, D, E e K) e até ácidos biliares, que ajudam na digestão das gorduras da alimentação. Além disso, as células armazenam e utilizam as gorduras para obter energia”.

A nutricionista Ana Elza Pimentel explicou que as gorduras que devemos consumir diariamente são as poli-insaturadas e as monoinsaturadas. “Essas gorduras mantêm o sistema imunológico saudável e têm papel importante no equilíbrio da glicose”.

Ana Elza destacou que é possível encontrá-las em alimentos como castanha-do-Pará, azeite extravirgem, castanha-de-caju, nozes, linhaça, pistache, abacate e também em peixes, como sardinha, salmão, atum e arenque.

“As gorduras boas podem estar presentes em todas as refeições e o consumo diário recomentado para uma pessoa saudável é de 30% a 35% do valor total da dieta”.

A modelo Amanda Loyola, 22, incluiu na dieta óleo de coco, peixes e muito azeite. “Ando sempre com castanhas na bolsa também”.

Sabe aquela batata frita saborosa? Evite. A nutricionista Karina Gouvea lembrou que o excesso desse tipo de gordura está relacionado às doenças cardiovasculares. “Nunca exagere nas frituras e não reaproveite o óleo”, ensinou.

Por Luciana Pimentel