search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ginecomastia na adolescência
Doutor João Responde

Ginecomastia na adolescência

Doutor João Evangelista, médico e colunista de A Tribuna (Foto: Arquivo/AT)
Doutor João Evangelista, médico e colunista de A Tribuna (Foto: Arquivo/AT)
O crescimento das mamas em homens pode criar constrangimentos de cunho estético.Anormalidade benigna, passível de correção, a ginecomastia é caracterizada por um excesso de tegumento, gordura e glândula mamária.

A doença se confunde muitas vezes com a lipomastia, que se trata apenas do acúmulo de gordura na região.

Ginecomastia é causada por desequilíbrio hormonal, mas não é uma associação meramente quantitativa, pois a mama do paciente pode, por exemplo, ter sensibilidade exagerada à quantidade normal de hormônios produzidos pelo organismo.

Outra hipótese é o homem ter alguma enfermidade que provoque o aumento da produção de hormônios.

Atualmente, uma associação preocupante é o uso de anabolizantes e suplementos, usados para produzir hipertrofia muscular e que desencadeariam a patologia.

Além disso, alguns antibióticos e uma lista significativa de substâncias para tratar hipertensão arterial e gastrite têm efeito no crescimento das mamas em homens.

Estudos também comprovam a relação entre o consumo de álcool e o uso de maconha e cocaína com o aumento do tecido mamário.

Apesar de bastante raros, faz parte do protocolo de investigação da causa da patologia, descartar a hipótese de tumores nos testículos, pulmões ou fígado. Felizmente, a maioria dos homens com ginecomastia não apresenta nenhuma causa conhecida.

Cerca de 80% dos adolescentes desenvolvem ginecomastia púbere. Trata-se de um quadro reversível, transitório, caracterizado por uma “pedra” no peito com sensação dolorosa. Após esse período, o processo regride e estabiliza.

Nos idosos, a incidência também é alta, entre 60 e 70%. A ginecomastia senil aparece durante a andropausa, com queda na produção dos hormônios masculinos. Nesse caso, não é reversível, podendo estacionar ou crescer.

No início da doença, o incômodo não se restringe ao volume das mamas, mas a sensação desconfortável. Nesse período, é possível estabilizar o estímulo hormonal e eliminar a dor com o uso de medicamentos específicos.

Passada essa fase, a abordagem cirúrgica deve ser indicada nos casos dos pacientes que se sentem constrangidos socialmente. Conviver com o problema, ser alvo de piadas e não tirar a camisa em público geram condições psicossociais que podem levar o indivíduo a optar pela cirurgia corretiva.
A maioria dos homens que apresenta essa alteração tem constituição viril, mas o contorno feminino dos seus seios torna-se uma fonte importante de constrangimento.

O normal no sexo masculino é não haver crescimento do tecido mamário. Normalmente, a ginecomastia apresenta-se unilateralmente, mas pode desenvolver-se, após meses, ou até mesmo anos, na outra mama. Quando há comprometimento bilateral, pode surgir assimetria.

Não é comum haver alterações significativas no mamilo e na aréola, embora possa ocorrer hipertrofia dos mamilos e alargamento das aréolas.

As manifestações limitam-se apenas na presença de massa palpável e leve dor à palpação, especialmente nos adolescentes. No entanto, na maior parte dos casos, a doença é assintomática.

O uso abusivo de bebidas alcoólicas e maconha pode predispor ao surgimento da ginecomastia. A consequência mais comum é a elevação dos estrógenos, redução dos andrógenos ou déficit nos receptores androgênicos.

Quando o motivo do surgimento dessa condição é a puberdade, recomenda-se esperar no mínimo dois anos, para observar se haverá regressão espontânea. Jovens que ingerem esteroides na pressa de alcançarem resultados satisfatórios em academias podem desenvolver ginecomastia.

Crescer de mãos dadas com a autoestima afasta os complexos que frequentemente empalidecem a fulgente juventude.


últimas dessa coluna


Exclusivo
Doutor João Responde

Baço, um órgão pouco lembrado

A designação desse órgão abdominal originou-se pelo fato dele ser embaçado, não se deixando ser atravessado pela luz. O baço sempre constituiu um desafio à curiosidade dos investigadores que …


Exclusivo
Doutor João Responde

Nossa memória imunológica

Quase ninguém se recorda da última vez em que ficou doente por conta de uma infecção microbiana, mas o sistema imune lembra bem desse momento da vida, assim como de vários outros anteriores. …


Exclusivo
Doutor João Responde

Esses malditos vírus

Nada garante a saúde permanente do ser humano. Por mais que a vida seja protegida, nada assegura a manutenção da tranquilidade do amanhã. Por esse motivo, a ciência toma conclusões como verdades …


Exclusivo
Doutor João Responde

Maconha não é droga inofensiva

Quando aquele jovem apareceu no consultório, eu já sabia boa parte da história que ele iria me contar. Preocupada, sua mãe havia ligado antes, me passando algumas informações a seu respeito. …


Exclusivo
Doutor João Responde

Minha vesícula encheu de pedras

Semanas após ter sido encaminhada para extrair a vesícula biliar, a paciente retornou ao meu consultório. Satisfeita, ela afirmou: “Minha cirurgia foi um sucesso, doutor”. Nada lembrava a …


Exclusivo
Doutor João Responde

Estou magro, mas sou gordo

Doze meses após se consultar comigo, o paciente reapareceu. Lembro-me quando ele chegou pela primeira vez. Lá estava, diante de mim, um adiposo jovem, carregando lipídios, complexos e desânimo. …


Exclusivo
Doutor João Responde

Idoso não deve morar sozinho

Amparado pelas filhas, um senhor de idade avançada entrou na minha sala e, com certa dificuldade, sentou-se na cadeira. Eu perguntei: O que posso fazer pelo senhor? Como ele se manteve silencios…


Exclusivo
Doutor João Responde

Ainda bem que envelhecer não dói

Agora que meu espírito amadureceu, meu corpo começou a envelhecer, lastimou um grisalho senhor. É verdade. A vida é curta, os sonhos são fugazes, as crises são duradouras, as decisões são difíceis, …


Exclusivo
Doutor João Responde

Como não enjoar navegando no mar

Minha pergunta é bastante objetiva, expôs um paciente ao entrar no meu consultório: Existe algo que eu possa fazer para evitar o vexame de correr em direção à amurada da embarcação e “deitar cargas …


Exclusivo
Doutor João Responde

Doença como forma de protesto

Quando aquele casal entrou no consultório, eu não imaginava que os sintomas, descritos por ambos, revelavam uma linguagem cifrada para um se queixar do outro. Mal iniciei a consulta do marido, a …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados