search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Fragmento é encontrado em praia de São Mateus e Marinha faz análise

Notícias

Cidades

Fragmento é encontrado em praia de São Mateus e Marinha faz análise


Fragmentos que podem ser de óleo foram encontrados na praia de Guriri, em São Mateus, no Norte do Estado. O material foi levado para análise da Marinha do Brasil, mas os resultados ainda não saíram, de acordo com o superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) no Espírito Santo, Diego Libardi Leal.

O teste vai apontar se o fragmento é do mesmo óleo que se espalhou pelo litoral do Nordeste. A mancha, que avança por todos os estados nordestinos, já atingiu praias do município baiano de Nova Viçosa, a cerca de 50 quilômetros do Estado.

A Marinha do Brasil enviou 85 militares para São Mateus e Conceição da Barra com objetivo de localizar possíveis manchas no litoral capixaba. Eles também vão atuar nas ações preventivas para minimizar o impacto do produto.

Fragmentos de óleo encontrados na praia de Olivença, em Ilhéus (BA). (Foto: Reprodução Twitter/Gabriel Thread)
Fragmentos de óleo encontrados na praia de Olivença, em Ilhéus (BA). (Foto: Reprodução Twitter/Gabriel Thread)


Os militares já iniciaram o reconhecimento das praias capixabas para facilitar a atuação nos locais, em conjunto com prefeituras, governo do Estado e Ibama.

São 75 homens do Grupamento de Fuzileiros Navais do Rio de Janeiro e 10 militares da Capitania dos Portos e da Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santo.

Em Conceição da Barra, o grupo do Gabinete de Gestão de Crise está monitorando os 43 quilômetros de litoral da cidade, com vistoria nas praias de Itaúnas, Guaxindiba, Centro, Bugia e Pontal do Sul.

Na Foz do Riacho Doce, uma barreira de proteção foi feita com areia para impedir que o óleo avance sobre a bacia hidrográfica, caso a substância atinja o Estado.

Nesta sexta-feira (8), o grupo fará barreiras com rede de pesca para garantir a proteção dos rios Itaúnas e Cricaré.

A ação contará com participação de pescadores, voluntários e integrantes da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e da Marinha.

A Defesa Civil de Conceição da Barra também vistoriou três praias do município baiano de Mucuri, na divisa com o Espírito Santo, mas não encontrou vestígios de óleo.

Já em São Mateus, uma estrutura foi montada em Guriri para servir de base a equipes que atuam no monitoramento. O espaço será utilizado ainda pelas equipes que atuarão numa eventual operação de limpeza de praias.

"O Espírito Santo está preparado, caso seja preciso. Os municípios capixabas saem na frente”, afirmou o secretário de Estado de Meio Ambiente, Fabrício Machado.

De acordo com o Ibama, 4.300 toneladas de resíduos de óleo já foram retirados das praias nordestinas. Foram atingidos, até agora, 107 municípios de nove estados.
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados