Fazendo as pazes com o espelho

Eulália Naves é psicóloga hipnoterapeuta e coaching de emagrecimento. (Foto: Divulgação)
Eulália Naves é psicóloga hipnoterapeuta e coaching de emagrecimento. (Foto: Divulgação)
Fazer as pazes com o espelho significa não só fazer as pazes com aquela imagem exterior que aparece refletida no espelho, mas também fazer as pazes com aquela imagem interna que existe dentro de você e que faz com que você se veja como bonito/feio, gordo/magro, capaz/incapaz, aceito/rejeitado, valorizado/desvalorizado.

Quantas vezes as pessoas se olham no espelho e vêem uma imagem desbotada de si mesmo, um reflexo de si, introjetado, a partir de uma história de vida, com um arcabouço de emoções ora prazerosas ora profundamente desprazerosas e dolorosas. Desde o momento da sua concepção até os dias de hoje, as pessoas vão se distanciando do seu Eu verdadeiro, e projetam uma imagem criada na sua mente, que não se alinha com sua essência, desconfigurando nas mais das vezes o ser, em visões pré-concebidas.

Iniciei meus estudos relacionados à obesidade, me aprofundando no assunto através de técnicas de hipnose e toques de PNL, com o objetivo de ajudar as pessoas que têm dificuldade de controlar a sua vontade de comer, e buscam a comida, mesmo sem fome, de maneira inconsciente. O gatilho para deflagrar uma alimentação compulsiva pode ser uma ansiedade, uma frustação, uma decepção, ou como uma fuga de determinadas situações.

Mas após cederem ao impulso de comer, as pessoas acabam por desenvolverem outros processos de insatisfação, em consequência do aumento de peso, tais como: angústia, depressão e baixa autoestima. Aliado a isso, é comum sentirem-se desmotivadas na hora de comprar uma roupa nova, pois quase não encontram uma peça que lhes caia bem. O processo de autoexclusão advém, em virtude de sentirem-se envergonhadas na hora de tirar uma foto ou mesmo ir à praia, julgando-se diferente das outras pessoas e incapazes de se sentir bem consigo mesmas.

Sair desse lugar onde, um padrão comportamental, que virou hábito, não o escravize mais; onde seja possível conseguir ter domínio sobre si mesmo e mudar o jogo, admitindo a possibilidade de vir a ser uma pessoa desejante, cujo desejo possa fazer com que alcance os seus sonhos não está distante, muito pelo contrário, está ao alcance de você! Usando a mente, que é quem cria tudo na sua vida, e que através dos pensamentos torna o virtual em real, é perfeitamente possível aprender a criar uma nova realidade e transformar seus hábitos e sua vida em mais saudáveis e melhores para você.

Foi isso que mais me atraiu para encontrar um diferencial que fosse capaz de auxiliar essas pessoas a se olharem no espelho e verem quem realmente são: pessoas maravilhosas, lindas, capazes, atraentes, divertidas, enfim uma perfeita obra de Deus. O resultado vai muito além do espelho, e traduz-se em oportunizar às pessoas a descobrirem sua força, sua capacidade de superação, bastando para isso voltarem-se para si, na busca por compreender como funciona a sua mente inconsciente.

Ao assumir poder e controle sobre a mente, é natural o processo de transformação do hábito de buscar o alimento como meio de suprimir questões emocionais. Tornar-se finalmente é assumir a decisão de procurar trabalhar em seu favor, na busca por viver uma vida com plenitude e qualidade.

Eulália Naves é psicóloga hipnoterapeuta e coaching de emagrecimento


últimas dessa coluna


Eleição presidencial: de volta ao terror

Ao longo da campanha eleitoral para Presidente da República do ano de 2002, quando o então candidato Luiz Inácio Lula da Silva estava à frente nas pesquisas eleitorais, o PSDB, estando no Poder, …


Você sabe quando e como utilizar um pronto-socorro?

Não é de hoje que assistimos pela televisão, internet ou até mesmo vivenciamos de alguma maneira a superlotação das unidades de urgência e emergência, comumente conhecidas como pronto-socorro. …


Vacinar ou não vacinar? Eis a questão

A reumatologia é mesmo uma especialidade que nos obriga a conhecer não só sobre doenças e medicamentos, mas também sobre exercício físico, nutrição, psicologia e imunização. Haja cérebro pra guardar …


Terceira idade: desafios e cuidados

Com o avanço da idade, é comum surgirem alterações no estilo de vida. Em razão desse processo, vem o comprometimento de funções e atividades que antes pareciam ser de simples execução. A partir …


A internet e a fragilidade das campanhas eleitorais

É consensual entre os analistas que a atual disputa eleitoral para a Presidência da República é a mais incerta desde a redemocratização do Brasil, nos anos 1980. Apesar da sensação difusa de …


Resolver só a corrupção, não resolve o Brasil

Em tempos de cenário eleitoral, Operação Lava a Jato, lideranças políticas apreendidas, democracia sendo questionada e vazio extremo de lideranças, urge a necessidade de parar, analisar e discernir. …


Nota fiscal eletrônica: avanço que exige novos hábitos

O Código Tributário Nacional define as obrigações acessórias como o conjunto de informações, declarações e prestações exigidas do contribuintes e de interesse do Fisco para fins de arrecadação e …


Diálogo com os presidenciáveis

Considerando o período eleitoral, o Sindiex iniciou um diálogo com os presidenciáveis, objetivando conhecer os seus projetos de governo, e percebemos que já são velhos conhecidos: ajuste fiscal, …


Segurança pública e eleições

Os números da segurança pública no Brasil podem ser considerados de um país em guerra. De acordo com os últimos dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgados no 12º Anuário de Segurança …


O cuidado fora dos hospitais e o foco no paciente

A palavra desospitalização pode até assustar, mas nada mais é do que tirar, na medida do possível, os pacientes de dentro dos hospitais, garantindo a eles o melhor cuidado, com as terapias necessária…