search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Eu sou real. E você?
Tribuna Livre

Eu sou real. E você?

Paulo Wanick é diretor de Finanças, Riscos & Tecnologia da Informação da ArcelorMittal FC Latam (Foto: Divulgação)
Paulo Wanick é diretor de Finanças, Riscos & Tecnologia da Informação da ArcelorMittal FC Latam (Foto: Divulgação)
Nunca na história da humanidade vivemos um momento de tantas, intensas e tão rápidas transformações como o que presenciamos hoje. Em cerca de três décadas, equipamentos, até então considerados revolucionários e até sinônimos de status, como o pager, o fax e a agenda eletrônica, tornaram-se completamente obsoletos e deram lugar a tecnologias que não param de se  reinventar.

Hoje somos capazes de criar produtos e processos que nem mesmo os mais criativos roteiristas do século passado poderiam conceber. A tecnologia nos proporcionou essa evolução. Estamos cercados por comandos digitais, envolvidos em interações virtuais, com acesso a todo e qualquer tipo de serviço ou informação em milésimos de segundos. 

Apesar dos inquestionáveis benefícios e facilidades que toda essa revolução nos oferece, ela também nos impõe importantes desafios: como nos comportar diante desse mundo de aceleradas transformações? Como agir e assegurar que tudo isso possa fazer sentido, tanto do ponto de vista pessoal quanto do profissional ou empresarial? Vale a pena fazer uso de novas soluções pelo simples fato delas estarem ali, disponíveis? Qual nosso papel, enquanto seres humanos, em todo esse processo e como podemos fazer para que estas inovações representem valor ou ganho, não só para a nossa vida ou a nossa empresa, mas para toda a sociedade?  

Em primeiro lugar precisamos entender que somos todos agentes desta transformação. Somos nós os responsáveis por tudo isso que está acontecendo. Não somos digitais ou virtuais; não moramos nas nuvens; não possuímos conexões wifi e nossa inteligência não é artificial.  
Somos reais, humanos, físicos, com emoções! E, assim como nós, o produto desta transformação também precisa ser REAL.  

Mas o que isso significa? Em primeiro lugar, temos que ter em mente que este produto precisa agregar valor, somar, gerar RESULTADOS tanto para o nosso próprio negócio quanto para a sociedade. Em seguida e não menos importante, vem a ÉTICA. Ela é quem deve nortear tudo o que fazemos e orientar nossos processos. Valores como liderança, qualidade, integridade são indispensáveis para que o desenvolvimento seja realmente sustentável.  

Ter AGILIDADE é outro aspecto imprescindível. O mundo moderno demanda respostas rápidas e eficientes, que possibilitem aproveitar ao máximo todos os recursos e oportunidades que possam surgir. Uma agilidade que deve ser acompanhada de segurança e qualidade o tempo todo.  
Por fim, devemos construir processos mais LEVES e simples, com menos burocracias e complexidades que acabam por dificultar seu entendimento e aplicação, e mais focados em agregar valor.

Como expressa o modelo de Sustentabilidade em Seis Dimensões, cujos valores e princípios norteiam o ambiente em que atuo, somos mais que átomos e matéria. Somos protagonistas da história. Pertencemos a um planeta e aqui estamos, essencialmente, para sermos felizes e fazermos do mundo um lugar melhor para se viver.  

As ferramentas que a tecnologia nos oferece a cada dia podem e devem ajudar nesta tarefa. Mas é preciso lembrar: elas que nos servem; e não o contrário.

Somente quando praticarmos a verdadeira essência e objetivos desta transformação Real, onde com Resultados, Ética, Agilidade e Leveza certamente teremos o devido retorno dos incontáveis benefícios dessa nova era e criaremos o verdadeiro valor que toda a sociedade tanto almeja.

Paulo Wanick é diretor de Finanças, Riscos & Tecnologia da Informação da ArcelorMittal FC Latam

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Meditação é de graça e fácil

Li outro dia uma coisa engraçada sobre a meditação, mas que traduz uma grande verdade: “Se correr o bicho pega; se ficar o bicho come; se meditar o bicho some”. Sim, o bicho some completamente …


Exclusivo
Tribuna Livre

O uso da geointeligência no combate ao crime

Nas últimas décadas, a humanidade vivencia grandes invenções tecnológicas. Sua constante necessidade de compreender e ocupar o meio em que vive a obriga ter novos conhecimentos a sua disposição. …


Exclusivo
Tribuna Livre

Ionização negativa como cura e prevenção

Muitas pessoas não sabem, mas existe uma situação em que a palavra negativo se completa perfeitamente com a palavra positivo. Sim, quando falamos em íons negativos, que são partículas rápidas da …


Exclusivo
Tribuna Livre

Cidadania ativa é o caminho

O mundo está mudando, as pessoas já não aceitam mais ser espectadoras da cena política, o incômodo parece ser geral, corações e mentes em franco processo de transformação. Parece desordem, fim …


Exclusivo
Tribuna Livre

Donald Trump, Brexit e eleições municipais

Nós, brasileiros, vivenciamos nas últimas eleições nacionais uma guinada política. Sem qualquer juízo de valor, destaco apenas que foi possível verificar nas urnas uma escolha da substancial maioria …


Exclusivo
Tribuna Livre

Depressão, um problema que não podemos ignorar

Um alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou que a depressão entre idosos lidera o ranking de novos diagnósticos. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou, por …


Exclusivo
Tribuna Livre

Menos cortes e mais cultura

A cultura faz parte da estrutura identitária de um povo. É o elo de pertencimento do indivíduo com a coletividade, e deve ser tratada como política pública, de matriz constitucional. Se depender …


Exclusivo
Tribuna Livre

O julgamento do Tribuna do Júri

O primeiro imperador do Brasil, D. Pedro I, instituiu, em 1822, o Tribunal do Júri no Brasil, com competência exclusiva para julgar os crimes de imprensa. No ano de 1824, outorgou a primeira …


Exclusivo
Tribuna Livre

Tecnologia e o trabalho humano entre operadores do Direito

Sou um advogado em meio a 1,1 milhão de outros advogados espalhados pelo Brasil, aproximadamente. Frente a isso, temos ainda as tecnologias, robôs e equipamentos eletrônicos que tendem a ocupar força …


Exclusivo
Tribuna Livre

Constelação sistêmica familiar como uma ferramenta de cura

A constelação sistêmica familiar, organizacional e jurídica é uma ferramenta de cura desenvolvida por Bert Hellinger, que viveu muitos anos na África com os índios da tribo Zulu, onde estudou padrões …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados