search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Eu sou o caminho
Painel da Folha de São Paulo

Eu sou o caminho

O esforço para viabilizar a aprovação de Eduardo Bolsonaro à embaixada do Brasil nos EUA fez de Davi Alcolumbre (DEM-AP) o principal articulador do governo no Senado.

Segundo dirigentes de partidos, o Planalto deu "todos os instrumentos" para que o presidente da Casa possa negociar com as bancadas. Ao contrário do que houve na Câmara, a liberação de cargos não está condicionada à reforma da Previdência. Com os senadores, as conversas giram em torno de votos a favor do 03.

Quem te viu... - A proximidade do presidente do Senado com os planos da família Bolsonaro passou a incomodar governadores de centro e centro-direita que apoiaram sua eleição para o comando da Casa. Alguns têm chamado Alcolumbre de "vice-presidente de fato", numa ironia ao tamanho dos poderes que Jair Bolsonaro delegou ao democrata.

...quem te vê - Segundo dirigentes de partidos ouvidos pelo Painel, o presidente do Senado tem feito conversas individuais com senadores do centrão. Nesses encontros, explica que a indicação de Eduardo tornou-se questão central para o governo e indaga sobre demandas que poderiam ser levadas ao Planalto.

Prioridades - No Senado, a reforma da Previdência é vista como um não problema. A aprovação do texto está precificada. O foco mesmo de atuação do governo é a indicação do filho mais novo do presidente a embaixador.

Deixa que eu deixo - A chamada CPI da Lava Toga, que investigaria o Judiciário, dividiu a base bolsonarista. Youtubers que apoiam o governo tentam demover apoiadores do presidente de irem a manifestações convocadas para o dia 25 pela direita lavajatista em defesa da apuração, que é um incômodo para o Supremo.

Todo lugar é lugar - Renan Calheiros (MDB-AL) foi indicado para compor a CPMI das fake news. O senador quer levar ao palco deste colegiado a discussão sobre as mensagens no Telegram de Deltan Dallagnol e Sergio Moro reveladas pelo The Intercept, pesar de elas estarem no centro de outra investigação parlamentar.

Todo lugar é lugar 2 - Apesar da provocação, o objetivo do senador na CPMI, dizem seus aliados, é provocar discussão sobre o aperfeiçoamento da lei que regulamenta atuações na internet. Renan busca fórmula para inibir a ação de robôs que propagam conteúdos falsos ou difamatórios.

Pano para manga - Mensagens reveladas pelo ex-procurador Marcello Miller ao Supremo colocam em xeque a versão de que a PGR não estava a par da participação dele no caso J&F. Como mostrou o Painel, Miller entregou ao STF informações que foram omitidas de relatório dos investigadores.

Duplo azul - No depoimento, o ex-procurador narrou conversa com o então coordenador da Lava Jato na PGR, Sergio Bruno, do dia 10 de abril de 2017, véspera de reunião para tratar de delação e leniência.

Que me dizes - Nas mensagens, Miller ressalta que está trabalhando para a JBS, explica que havia feito contato com procuradores americanos e pergunta: "Outra coisa: vocês estão em paz com a perspectiva de eu participar (...) da leniência aqui no Brasil?".

Nas sombras - Bruno pede que Miller o procure no Telegram. Depois, responde: "Quanto à sua participação, vou dar minha opinião –não falo pelo grupo, muito menos pelo [Rodrigo] Janot: acho que ela será muito profícua para chegarmos a um acordo, mas eu, no seu lugar, não apareceria, tentaria atuar nos bastidores".

Versões - O ex-coordenador da Lava Jato diz que, "quando isso estourar, vão lançar teorias da conspiração, dizendo que você atuou dos dois lados". "De qualquer forma, será bem-vindo se quiser vir amanhã." Quando a crise JBS estourou, a PGR disse em nota que Miller apareceu "sem conhecimento prévio" dos procuradores.

Axé - Indicado para suceder Raquel Dodge na PGR, Augusto Aras cercou-se de parlamentares baianos para auxiliá-lo na peregrinação pelo Senado. Recentemente, aproximou-se de João Roma (PRB-BA).

Vai que é tua - Em reunião na terça (10), a senadora Simone Tebet (MDB-MS) teria deixado claro a Baleia Rossi (MDB-SP) que não pensa em se candidatar à presidência do partido. Ele é favorito para o posto.

TIROTEIO

"A unidade da esquerda precisa estar acima de ranços e projetos pessoais. Vamos construi-la nas ruas e nas urnas."

De Guilherme Boulos, candidato do PSOL ao Planalto em 2018, sobre os embates que têm travado a aliança contra Bolsonarismo em 2020.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Parque dos dinossauros

Parte do pacote entregue pelo ministro Paulo Guedes (Economia) ao Senado, a proposta que pretende pôr fim a mais de 200 fundos federais deve alterar de maneira profunda os orçamentos de prefeitos e …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Perto da inoperância

Dirigentes de partidos de centro relatam que a relação com o governo Jair Bolsonaro também desandou no Senado. Os motivos são semelhantes aos que levaram líderes desse segmento na Câmara a …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Contra-ataque concertado

Paradoxalmente, a negativa de Dias Toffoli ao pedido para rever decisão na qual ordenou a abertura da caixa-preta dos relatórios do Coaf teve gosto de vitória para aliados do procurador-geral, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O que fez no verão passado?

O embate entre setores do Ministério Público e ala do Supremo alcançou novo patamar após a revelação, na Folha de S. Paulo, de que o presidente da Corte, Dias Toffoli, solicitou dados de relatórios …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Devidamente avisado

Auxiliares de Jair Bolsonaro foram informados por volta das 6h de ontem de que partidários de Juan Guaidó haviam invadido a Embaixada da Venezuela. Ao Planalto, a notícia chegou por María Teresa …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Vinde a mim

Do nome ao manifesto, a identidade do novo partido de Jair Bolsonaro foi concebida para mesclar temas do militarismo com os de religião, num aceno ao que o Presidente vê como bases prioritárias. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Caminho do meio

Partidos de centro e de esquerda articulam apoio a uma proposta alternativa à que quer reabilitar a autorização para prisão em segunda instância. A tese que tem ganhado mais adeptos é a indicada …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Distância regulamentar

Integrantes do governo pretendem criar uma espécie de quarentena para servidores públicos que queiram se candidatar a cargos políticos. Pela proposta, ocupantes de carreiras de Estado terão de …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Aqui me tens de regresso

"Deu certo". Foi assim que um agente da Polícia Federal anunciou a Lula e aos que aguardavam com ele, na carceragem, a decisão sobre o pedido de soltura. O ex-presidente não chorou, mas, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O retorno

Às vésperas da decisão do STF que revogou a autorização para prisão em segunda instância, líderes de partidos de centro e centro-direita começaram a cotejar o impacto da saída do ex-presidente Lula …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados