Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Estudo diz que azeite é mais eficaz que Viagra
AT em Família

Estudo diz que azeite é mais eficaz que Viagra

Por Luciana Pimentel

Você sabia que o azeite é uma solução livre de medicamentos que permite que os homens mantenham a sua função sexual? A Universidade de Atenas,na Grécia, divulgou pesquisa apontando que ele ajuda a manter o coração saudável e a limpar os vasos sanguíneos, o que resulta em um bom fluxo de sangue para a virilha. É melhor do que o Viagra!

A endocrinologista Rafaela Norbim explicou que a dieta mediterrânea já é estudada há algum tempo e que, pelo fato de o azeite permitir o controle da pressão arterial, a circulação do sangue realmente melhora.

“Podemos então afirmar que a atividade física regular e este tipo de dieta melhoram a saúde masculina e a disfunção erétil. No entanto, a dieta é algo que tem efeito a longo prazo. Precisamos apostar em uma mudança no estilo de vida, e o azeite está entre os alimentos que ajudam nesse processo.”

Rafaela destacou que o azeite é capaz de reduzir o colesterol ruim e os triglicerídeos, aumentar o colesterol bom, retardar a perda óssea, melhorar o funcionamento intestinal, prevenir o envelhecimento celular e combater os radicais livres.

Especialista em sexualidade, a médica Lorena Baldotto também comentou os resultados da pesquisa. “É interessante, porque o azeite trabalha contra o risco cardiovascular e melhora a ateromatose (doença caracterizada pelo depósito de gordura, cálcio e outros elementos na parede da aorta). E vai prevenir mesmo, pelo fato de evitar a doença arterial, que está entre as principais causas da disfunção erétil e da ejaculação precoce”.

Ela esclareceu que a maioria dos casos de disfunção é psicogênico e, portanto, nem a medicação e nem o azeite sozinhos fazem milagres. “São apenas facilitadores. A pessoa precisa ter desejo sexual”.

A nutricionista Mariana Herzog destacou o potencial antioxidante do azeite, que é rico em polifenóis e vitamina E, agindo ainda como anti-inflamatório. Ela ensinou qual é a melhor forma de consumo.

“Os melhores azeites têm teor de acidez abaixo de 4. O extra-virgem deve ser consumido cru e o convencional no preparo de refeições. Compre embalagens opacas ou de vidro escuro, para não oxidar, e armazene em local escuro, fresco e longe do calor”.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados