search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Estrada de acesso à pedra O Frade e a Freira será pavimentada

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Estrada de acesso à pedra O Frade e a Freira será pavimentada


Estrada de acesso ao monumento do Frade e a Freira será pavimentada (Foto: Alessandro de Paula)Estrada de acesso ao monumento do Frade e a Freira será pavimentada (Foto: Alessandro de Paula)

A estrada de acesso à pedra do Frade e a Freira, monumento situado ao Sul do Espírito Santo e que se transformou na nova rota turística do Estado, vai receber pavimentação com blocos específicos para área de preservação ambiental.

A informação é do secretário de Turismo de Itapemirim, município onde está situada a entrada da pedra, Wilson de Souza Viana. Ele informou que a obra já foi definida e está em processo de elaboração de projeto.

A nova rota turística, que foi tema de reportagem especial publicada neste domingo (2) no jornal A Tribuna, reúne além de Itapemirim, as cidades de Vargem Alta, Cachoeiro de Itapemirim e Rio Novo do Sul.

Percorrer de carro os 4,5 quilômetros até a montanha, principalmente no último 1,5 km, lembra uma disputa de rally. O caminho de chão sinuoso e repleto de valetas representa uma armadilha a cada curva. Se chover, a subida fica restrita a veículos tracionados ou a pé.

Por pouco o militar aposentado Ivan Torres, 54 anos, e sua família não conseguiram chegar à montanha. O carro da família ficou agarrado em uma valeta e foi difícil sair do local. Mas ele afirma que, apesar do sufoco, o passeio valeu a pena: “O local é maravilhoso e a vista fantástica. Queremos voltar”, disse.

Além da estrada pavimentada, o secretário de Turismo explicou que a prefeitura também estuda melhorias na trilha de acesso, que passa dentro de uma pequena mata, com acessibilidade para deficientes visuais e cadeirantes.

“Acreditamos no potencial daquele local, principalmente agora com a criação da rota. Nossa meta é uma movimentação turística semelhante à Rota do Lagarto, em Domingos Martins”, explicou.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.