Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Estrabismo: um problema muito além da estética
Tribuna Livre

Estrabismo: um problema muito além da estética

Baixa autoestima, dificuldade de aprendizado, quedas constantes e o risco de perder parte da visão e comprometê-la por toda a vida são alguns inconvenientes enfrentados por crianças que convivem com o estrabismo, uma doença que tem tratamento, mas que pode causar uma série de problemas tanto na primeira infância quanto na vida adulta.

Um estudo realizado pelo departamento de Estrabismo do Hospital São Geraldo, ligado à Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), concluiu que o estrabismo interfere negativamente no bem-estar e na qualidade de vida tanto funcional como psicossocial dos indivíduos pesquisados.

Ou seja, estrábicos desenvolvem uma série de comprometimentos emocionais, relacionados à autoestima e à aceitação nos ambientes em que frequenta.

Caracterizado pelo desalinhamento de um ou dos dois olhos, o estrabismo altera a forma da pessoa enxergar. Um sério distúrbio ocular que pode ser observado a partir do nascimento ou já nos primeiros anos de vida.

Até os três meses de idade, as crianças ainda não têm o controle do movimento dos olhos, por isso é comum que se desalinhem em alguns momentos. O desalinhamento dos olhos é o primeiro sintoma observado pelos pais e deve ser considerado um sinal de alerta a partir dos 4 meses.

Portanto, ao perceber algo diferente na posição dos olhos da criança, como se estivessem apontando para direções diferentes, é necessário levá-la ao médico o quanto antes.

Também é comum que a criança caia muito, tenha dificuldade para começar a andar ou esbarre frequentemente em objetos. Esses sinais são bastante indicativos e devem motivar uma consulta a um especialista.

Além de afetar a autoestima e causar um abalo emocional, o estrabismo infantil pode trazer consequências graves, se não for tratado precocemente. Há a possibilidade de visão dupla, perda da noção de profundidade dos objetos, além de redução do campo de visão.

A maioria dos casos de estrabismo tem fator hereditário, mas a doença também pode aparecer devido a hipermetropia, traumatismos ou ser causada por outras doenças, como síndrome de Down ou meningite, por exemplo.

Uma das principais preocupações com relação à doença é o comprometimento ou a perda significativa da visão da criança. A ambliopia, também chamada de olho preguiçoso, faz com que o cérebro reconheça apenas a imagem do olho de melhor visão, ignorando o outro olho, estrábico. O tratamento para a ambliopia, que acomete cerca de 50% das crianças estrábicas, é a oclusão do olho de melhor visão para exercitar o outro.

Outro ponto de atenção quanto às crianças estrábicas está relacionado à dificuldade para se concentrar em atividades escolares ou para acompanhar o grupo. É muito comum que após as cirurgias as mães retornem ao consultório e relatem a melhora do desenvolvimento da criança na escola. Enxergar bem e com os dois olhos faz diferença na vida de todos nós.

O bullying também é uma realidade para crianças com problemas nos olhos, podendo gerar provocações, apelidos maldosos e, consequentemente, um abatimento emocional. Importante que pais e professores atuem de forma colaborativa para combater essas manifestações, com ações de conscientização e empatia.

Iara Tavares é oftalmologista  especialista em estrabismo.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Mais proteção a vítimas de violência doméstica

Como é possível imaginar um futuro promissor para um país onde as mulheres são, dia a dia, fragilizadas pela violência? Como construir uma estrutura forte, com alicerces abalados? O Brasil é o quinto …


Exclusivo
Tribuna Livre

A tecnologia é capaz de unir as famílias?

A geração dos nativos digitais já vem com o know how tecnológico como item de fábrica. Muitos estudos indicam que até a agilidade que as crianças de hoje possuem nos dedos é maior do que nós jamais …


Exclusivo
Tribuna Livre

A eficiência policial através dos números

Muito se discute, quase sempre de maneira extremamente superficial, a eficiência das forças públicas de segurança em nosso País. O debate traz a reboque questões de formação, qualificação e desvios …


Exclusivo
Tribuna Livre

O professor, o seu papel e as mudanças nos dias atuais

A docência é mais que uma profissão, é uma vocação: é um sacerdócio. O profissional da educação sabe que sua missão vai além de “educar a criança no caminho em que deve andar...”, mas de contribuir …


Exclusivo
Tribuna Livre

Elogio é uma carícia que se faz na alma

Elogie uma pessoa com absoluta sinceridade e perceba o que acontece diante de você. Imediatamente ela muda o ritmo da respiração e solta um sorriso, acompanhado de um leve suspiro. Esse é um claro …


Exclusivo
Tribuna Livre

Considerações sobre a Lava a Jato

Ultimamente temos presenciado um Brasil marcado por uma radical polarização. As duas últimas eleições presidenciais serviram para acirrar ainda mais a divisão do país, deixando clara a existência de …


Exclusivo
Tribuna Livre

Partidos políticos: máquinas de triturar mulheres

Nas eleições presidenciais do ano passado. Dentre 13 candidatos, havia apenas uma mulher na disputa direta pela Presidência da Republica, a ex-deputada federal Marina Silva (Rede), que saiu da …


Exclusivo
Tribuna Livre

Uma lei para conter abusos

Será que realmente é necessário existir um dispositivo legal obrigando o servidor público a atender um cidadão? Ora, não é o servidor público um trabalhador cuja a sua existência e função principal …


Exclusivo
Tribuna Livre

Mercantilização do ensino e trabalho docente

Este é um momento propício para se abordar a expansão desordenada do ensino superior privado brasileiro e suas implicações nas políticas curriculares, bem como no cotidiano do trabalho docente. …


Exclusivo
Tribuna Livre

O novo papel da escola no universo dos nativos digitais

Vivemos o boom da evolução tecnológica. Possibilidades se apresentam e novos caminhos são trilhados. As facilidades se mostram e se conectam em apenas um clique, principalmente nos últimos 20 anos. …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados