Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Estados e municípios vão perder R$ 350 bilhões
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Estados e municípios vão perder R$ 350 bilhões

Se de fato não forem incluídos no texto da reforma da Previdência que está na Câmara dos Deputados, estados e municípios brasileiros devem perder cerca de R$ 350,7 bilhões em dez anos.

É o que aponta a nota técnica nº 34 da Instituição Fiscal Independente (IFI), do Senado, que fez uma análise completa do relatório de Samuel Moreira (PSDB-SP), encarregado da emenda constitucional na comissão especial.

Quanto seria a economia?

O IFI estima em R$ 299 bilhões a economia relativa a servidores civis e R$ 51,6 bilhões devidos aos militares, só para estados e municípios.

O “remédio”

O relatório inclui a proibição da incorporação na remuneração de cargo efetivo de vantagens de caráter temporário, diz o IFI do Senado.

Benefício não é salário

A medida barra a incorporação de vantagens ou benefícios vinculados ao exercício de funções de confiança ou cargos em comissão.

Dúvida

Na página 65, o relatório diz que essa proibição trará benefício fiscal igual à retirada dos estados e municípios da PEC. O IFI duvida.

Relator poupa quem lucra mais e taxa os bancos

O relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP), quer inventar receita de R$ 50 bilhões em dez anos, aumentando de 40% para 45% apenas o imposto sobre o lucro dos bancos, 15º lugar entre os setores de maior lucro, segundo o Valor 1000, estudo do jornal Valor Econômico. Curiosamente, o relator poupa empresas que lucram mais, como a mineradora Vale, a que matou quase trezentas pessoas em Brumadinho (MG) e preservou seu lucro de R$ 25,6 bilhões em 2018.

Lucros poupados

A Petrobras foi a empresa brasileira que mais lucrou em 2018: R$ 25,7 bilhões. Mas, à frente dos bancos estão setores como a mineração.

Quem mandou ser banco?

Por alguma razão, o relator quer penalizar bancos por serem bancos, deixando de lado 14 setores que estão à frente em volume de lucros.

Cliente pagará a conta
O aumento do imposto sobre lucro dos bancos será repassado aos correntistas, assim como impactará na redução do crédito.

Saúde em primeiro lugar

Levantamento Paraná Pesquisa aponta que quase 26% acham que a saúde deve ser prioridade do governo Bolsonaro. Em último lugar estão “novas leis de trânsito”, prioritárias apenas para 0,3% dos eleitores.

Tem dinheiro por trás

O ministro Sérgio Moro (Justiça) deixou claro qual a sua suspeita sobre o que motiva a transcrição de supostas mensagens com procuradores: “Alguém com muitos recursos está por trás das invasões”.

Bancada do holofote

A TV Câmara 2 mostrou a queixa patética da oposição sobre o fato de ter sido interrompida a transmissão do depoimento de Sérgio Moro (Justiça) para mostrar a leitura do relatório da reforma da Previdência. Eles não queriam esclarecer coisa alguma, queriam apenas aparecer.

Contra redução da maioridade

A ministra Maria Elizabeth Teixeira Rocha, ex-presidente do Superior Tribunal Militar (STM), é contra reduzir a maioridade penal. Acha que o problema se resolve com educação e “equalização de oportunidades”.

Decoro agredido

Após muita gritaria diante de Sergio Moro, o Rei da Paciência, o presidente da comissão, Felipe Francischini (PSL-SP), ameaçou encerrar a sessão se a bagunça continuasse. Paulo Teixeira (PT-SP) reagiu com uma agressão ao decoro: “Encerrar p(*) nenhuma!”.

Carlos na oposição

Carlos Bolsonaro parece não saber que o Brasil elegeu um presidente e não um vereador. Destilar idiossincrasias e insultar pessoas como o general Augusto Heleno ajuda apenas a quem se opõe ao seu pai.

Sentenças mantidas

Sérgio Moro lembrou aos deputados que a maioria de suas sentenças na Lava a Jato foram mantidas pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. A dosimetria de 39% foram preservadas e 25% aumentadas.

Ficou pior que era

Tiririca é um dos deputados federais que mais perdeu votos entre a eleição 2014 e 2018: foram 571 mil a menos. Já havia perdido mais de 300 mil votos entre 2010 e 2014. Se mantiver o ritmo, não se reelegerá.

Pensando bem...

...alguns deputados mostraram na terça (3), diante do ministro Sérgio Moro, que mais parecem aqueles arruaceiros de torcida organizada.
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

Submarino teve propina milionária para franceses

Não foram apenas PT e Odebrecht que faturaram alto com o projeto bilionário do submarino nuclear brasileiro (Prosub). Em sua delação, o ex-ministro Antonio Palocci detalha os repasses de propina a …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Palocci implica Safra e seu banco em corrupção

Joseph Safra e o banco Safra são citados 68 vezes por Antonio Palocci em depoimento devastador à Polícia Federal sobre suas relações com o ex-presidente Lula. O ex-ministro confessa haver …


Exclusivo
Cláudio Humberto

PSL pede a Bolsonaro “a dignidade de se desfiliar”

Lideranças do PSL esperam que o presidente Jair Bolsonaro “tenha a dignidade de apresentar sua desfiliação”, após atacar a sigla, que para ele “já era”, e seu presidente Luciano Bivar. Políticos …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Meirelles “atrapalhava” e Mantega o queria fora

O ex-ministro Antonio Palocci, homem de confiança de Lula, contou à Polícia Federal como Guido Mantega articulou, em 2009, a demissão do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, para que ele …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Lula levou 10% do lucro do BTG com vazamento

A informação privilegiada sobre a queda da taxa de juros Selic, vendida pelo ministro Guido Mantega ao banco BTG, de André Esteves, operou um “milagre” em 2011: da noite para o dia, entre 31 de …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Novo presidente deprime e torna a OAB omissa

Eleito em janeiro presidente a OAB até 2022, Felipe Santa Cruz já é considerado, de longe, a mais omissa liderança da história recente da entidade. Tomou chá de sumiço logo após a polêmica com o …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Cubana processa a Opas por trabalho escravo

A Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), que se presta ao papel de intermediar programas como o “Mais Médicos”, baseado na exploração da mão-de-obra de profissionais de medicina cubanos, é o …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Ibaneis vai à OAB para impedir Janot de advogar

O governador Ibaneis Rocha, que foi presidente da OAB no Distrito Federal e membro do conselho federal da Ordem, representou contra o ex-procurador geral da República Rodrigo Janot, pedindo a …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Juristas preveem até anulação de atos de Janot

A expectativa dos meios jurídicos é de avalanche de ações, nos tribunais, tentando a nulidade das denúncias do ex-procurador geral da República na Lava a Jato. Criminalistas constroem a …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Janot confessa que trabalhava em meio a bebida

Um bar com bebidas alcoólicas em sala anexa ao próprio gabinete, na Procuradoria Geral da República (PGR), pode render dissabores a Rodrigo Janot. Em seu livro, onde também revela o plano de …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados