search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Estado registra mais 71 mortes e 1.228 casos de Covid

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Estado registra mais 71 mortes e 1.228 casos de Covid


Coronavírus confirmado no Espírito Santo (Foto: Arte: Renan Martinelli/AT - Foto: CADU ROLIM/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO) )Coronavírus confirmado no Espírito Santo (Foto: Arte: Renan Martinelli/AT - Foto: CADU ROLIM/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO) )

Mais 71 mortes por complicações causadas pelo novo coronavírus foram registradas no Espírito Santo nesta segunda-feira (3). De acordo com os dados do Painel Covid-19, criado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o total de óbitos pela doença chegou a 9.622 em território capixaba.

No domingo (2), o Estado havia registrado 15 mortes em decorrência da Covid-19.

Segundo os dados do painel da Sesa, a cidade de Vila Velha segue como a que registra o maior número de mortes por conta da doença no Espírito Santo com 1.291 óbitos. A Serra, em segundo nessa lista, tem 1.155 e Cariacica, em terceiro, tem 1.096.

Já no interior do Estado, a cidade de Cachoeiro de Itapemirim, localizada na região Sul, é a que registra o maior número de mortes com 460.

Entre os bairros, a Praia da Costa, em Vila Velha, lidera esse ranking com 125 moradores que morreram por conta da Covid-19. Jardim Camburi e Jardim da Penha, ambos em Vitória, estão logo atrás com 100 e 80 óbitos, respectivamente.

Casos

Nesta segunda-feira  (3), foram confirmados 1.228 novos casos de infecção pelo coronavírus em pacientes no Estado. O total de pessoas com Covid-19 chegou a 439.997 no Espírito Santo.

No domingo (2), haviam sido registrados 907 novos casos de infecção pelo coronavírus no Estado.

Entre as cidades, Serra é a que concentra o maior número de casos confirmados da doença com 55.434 diagnósticos de Covid-19. Vila Velha, em segundo, tem 54.196 e Vitória, em terceiro, contabiliza 47.825 casos da doença.

O bairro Jardim Camburi, na capital, é o que apresenta o maior número de casos com 7.170. A Praia da Costa, em Vila Velha, tem 5.629 moradores com testes positivos e Jardim da Penha, também na capital, tem 4.131 casos.

Curados

Mais 1.866 pacientes se curaram da Covid-19, nesta segunda-feira (3). Com mais esses casos, o total de pessoas curadas agora é de 413.174, de acordo com as informações da Sesa.

No domingo (12), haviam sido registrados 1.155 pacientes curados da Covid-19.

A Serra é a cidade com maior número de pessoas curadas da Covid-19 com 52.845 enquanto que Vila Velha, em segundo, tem 51.510 e Vitória, em terceiro, tem 46.321 moradores curados.

Ainda há 246.875 casos suspeitos da doença, mas, por outro lado, 655.732 foram descartados. O total de notificações é de 1.342.604 segundo a Sesa.

A taxa de letalidade é de 2,2% e já foram realizados 1.298.695 testes em pacientes com suspeita de infecção pelo coronavírus.

Leitos

A taxa de ocupação de leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento de pacientes com Covid-19 nos hospitais capixabas está em 84,21%.

Esse índice é um pouco menor do que o registrado no domingo (2), quando a ocupação desses leitos era de 84,25%, segundo a Sesa.

Atualmente, o Estado conta com 1.083 vagas em UTI e UCI para pacientes com Covid-19. Deste total, 912 estão ocupadas - no domingo (2), eram 899 pacientes. Apesar do aumento de internações, a taxa teve uma pequena redução pelo fato de 15 novos leitos terem sido abertos nas últimas 24 horas.

Vacinação

Segundo os dados do Painel de Vacinação, da Sesa, até o momento, o Espírito Santo recebeu mais de 1.300.000 doses do imunizante contra o coronavírus. 

Em relação a primeira dose, já foram aplicadas 687.971 de vacinas nos participantes dos grupos prioritários. Já 253.505 pessoas receberam também a segunda dose do imunizante.

Vale lembrar que o tempo para a aplicação da segunda dose da vacina varia de 28 dias a três meses, dependendo do fabricante.