search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Estado Islâmico reivindica autoria de atentado em Nice

Notícias

Internacional

Estado Islâmico reivindica autoria de atentado em Nice


Pessoas prestam homenagens a vítimas em memorial em Nice. Foto: Reprodução / Internet.
Pessoas prestam homenagens a vítimas em memorial em Nice. Foto: Reprodução / Internet.
Pessoas prestam homenagens a vítimas em memorial em Nice. Foto: Reprodução / Internet.

O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou neste sábado, 16, a autoria do atentado em Nice, França, na quinta-feira, 14. Segundo o grupo, o franco-tunisiano que dirigiu o caminhão era um “soldado” do EI.

Essa foi a primeira reivindicação para o atentado que deixou 84 mortos e mais de 200 feridos, sendo pelo menos 30 crianças, no dia de comemoração pela Queda da Bastilha na França. O Estado Islâmico publicou a reivindicação em redes sociais e em sua agência de notícias, a Amaq. No entanto, o grupo não identificou o motorista do caminhão no comunicado.

"O autor da operação é um soldado do Estado Islâmico. Executou a operação em resposta aos chamados para atacar cidadãos dos países da coalizão internacional que lutam contra o EI no Iraque e na Síria", dissse a Amaq em comunicado.

O grupo terrorista havia conclamado seus seguidores no dia 21 de maio a praticar atentados no Ocidente, especialmente  na Europa e nos Estados Unidos, devido ao Ramadã, mês sagrado para os muçulmanos, que terminou em 5 de julho. O porta-voz do EI, Mohammad al Adnani afirmou nas redes sociais que “atacar aos chamados civis é melhor e mais útil”.

Segundo o porta-voz do grupo terrorista, qualquer ataque, por menor que seja, na casa do inimigo, é melhor que um grande nos territórios controlados pelo EI.

A promotoria francesa destaca que o atentado em Nice encaixa neste tipo de ameaça do grupo terrorista, que já havia pedido para seus seguidores utilizarem balas, facas ou carros para matar os infiéis.

O motorista do caminhão foi identificado pela  França como Mohamed Lahouaiej-Bouhlel, 31 anos. Ele morava em Nice e foi morto pela polícia.

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, destacou na sexta-feira, 15, que “sem dúvidas o motorista do caminhão tem ligação com o islamismo radical”. Porém, as autoridades ainda não esclareceram se o ataque foi solitário.

Neste sábado, as autoridades francesas afirmaram que após o atentado cinco pessoas foram presas, mas ainda não foram identificadas. A área do ataque em Nice foi reaberta.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados