Especialistas dão dicas para manter a calma no fim do ano

Uma coisa é certa. Não dá para fugir da correria de final de ano. São compras, preparativos para festas, ceias e encontros que, somados à rotina habitual, tiram a calma de muita gente. Mas é possível dar a volta por cima. A pedido do AT em Família, especialistas dão dicas de como lidar com o calendário cheio e também para manter a calma ao longo do ano.

“Para evitar o estresse que muitas vezes toma conta das famílias durante este período de festas, eu sugiro que as pessoas façam um planejamento de ações e prioridades. Dessa forma não acontecem tantos atropelos, nem esquecimentos”, declarou a consultora e coach profissional Gilian Follador.

Uma das maneiras de colocar a ação em prática, de acordo com Gilian, é anotar no papel o que precisa fazer, como fazer e quando. “Assim ficará mais fácil para coordenar tudo e não correr o risco de esquecimentos.”

Algumas técnicas específicas também podem ajudar. “A atividade física, de modo geral, contribui para o bom desenvolvimento físico e mental. Manter o autocontrole e administrar as emoções ajudam a obter um bom relacionamento consigo e com os que estão a sua volta”, destacou com a psicóloga Dilma Ribeiro Cursino.

A veterinária Karla Rodrigues diz que investe em atividades físicas para manter o equilíbrio (Foto: Antonio Moreira/ AT/ 06/12/18)
A veterinária Karla Rodrigues diz que investe em atividades físicas para manter o equilíbrio (Foto: Antonio Moreira/ AT/ 06/12/18)

A veterinária Karla Rodrigues, 32, conta que, para manter a calma, investe em atividades físicas. “Eu patino desde a infância, e é minha válvula de escape. Coloco uma música boa e danço sobre os patins. Também faço ioga sempre que possível. Salvo umas práticas da internet, imprimo a sequência no papel e vou para a praia fazer. É maravilhoso praticar na natureza”.

A professora universitária e psicóloga Cláudia Balestreiro Pepino sugere que as pessoas se deem momentos de pausa. “Crie momentos na rotina para exercícios respiratórios e de relaxamento”.

Além disso, ela ressalta a importância de momentos de distração e de estar atento ao agora. Dicas simples, mas que podem ajudar a reduzir a sensação de peso nos ombros.

A reportagem completa você lê no jornal A Tribuna deste domingo (9)