search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Escolha de Sofia
Painel da Folha de São Paulo

Escolha de Sofia

Às vésperas de decidir a amplitude dos vetos que deverá impor ao projeto que pune o abuso de autoridade, Jair Bolsonaro tentou acomodar posições divergentes. O presidente escalou o ministro Jorge Oliveira (Secretaria-Geral) para falar com a cúpula do Congresso: Rodrigo Maia (DEM-RJ), na Câmara, e Davi Alcolumbre (DEM-AP), no Senado.

Deste segundo, de acordo com aliados, recebeu uma lista com sugestões de artigos que poderiam ser limados sem abalar a relação com o Congresso.

Me ajuda a te ajudar - Aliados de Maia e Alcolumbre vivem a expectativa de que o presidente acolha as sugestões do Congresso e opte por um veto "meio-termo": que atenda parte de sua base sem melindrar os partidos de centro e centro-direita. Algo muito amplo reforçaria a tese de que Bolsonaro "só joga para a torcida".

Amostra grátis - Após o presidente afirmar, na manhã desta terça (3), que vetaria cerca de 20 itens do texto que pune o abuso, partidos rapidamente esboçaram uma reação. Em reunião à tarde, pediram ao governo que retirasse a urgência de projeto de lei que trata do pagamento de peritos judiciais para atuar em causas de segurados contra o INSS.

Amostra grátis 2 - O objetivo era adiar a votação para depois do anúncio dos vetos, para, se necessário, "dar resposta à altura do ato do presidente". No final da tarde, porém, o Planalto sinalizou que a decisão não seria drástica e conseguiu manter o cronograma.

Sobe em árvore - Um trecho inserido no projeto dos peritos do INSS, no Senado, foi derrubado. O dispositivo, que teria a anuência do governo, facilitava o acesso da União a dados sigilosos de contribuintes.

Montanha russa - Indagado sobre como andava a relação com Rodrigo Maia, no café da manhã desta terça (3) com a Folha, o presidente Jair Bolsonaro fez um gesto de ondas com a mão direita e falou: "Altos e baixos".

Montanha russa 2 - À mesma pergunta, desta vez sobre o governador Wilson Witzel (RJ), respondeu: "Ele está querendo criar o posto de general na PM fluminense. Eu falei para ele não fazer isso, porque vai dar problema".

Toque de Alvorada - À Folha, o presidente disse que acorda todos os dias às 4h30 da manhã, posta algo na conta dele do Facebook, distribui missões para os ministros e, às 8h, já está cobrando retornos.

O regresso - O subprocurador Augusto Aras voltou a liderar as apostas pela sucessão de Raquel Dodge na PGR. Após temporada em baixa, Aras ampliou sua base de apoio. Conquistou ministros do governo e dirigentes partidários.

Escudo - Deputados da Frente Parlamentar da Agropecuária interpretaram o fato de Rodrigo Maia (DEM-RJ) ter levado líderes da oposição a reunião na Confederação Nacional da Agricultura, nesta terça (3), como uma tentativa de afastar pedidos para pautar polêmico projeto de licenciamento ambiental.

Timing - Na CNA, Maia disse que não há clima para discutir o tema agora –posição referendada pela esquerda. A integrantes da frente ruralista, o presidente da Câmara fez a avaliação de que o governo demorou a reagir à crise na Amazônia, e que, agora, a Casa precisa trabalhar para desfazer a impressão de que o Brasil fragiliza controles ambientais.

Girl power - Ganha força no PSOL o nome da deputada Sâmia Bomfim como candidata à Prefeitura de São Paulo, no ano que vem. Eleita com quase 250 mil votos, seu perfil é valorizado por ser mulher, jovem (30 anos) e popular nas redes sociais.

Girl power 2 - Sâmia seria mais uma peça no tabuleiro de uma eleição paulistana com forte presença feminina. Estão em discussão possíveis candidaturas de Joice Hasselmann (PSL) e Tabata Amaral (PDT). Ana Estela Haddad, que foi cogitada como candidata do PT, hoje pende para a candidatura de vereadora.

Visita à Folha - Marco Antonio Zago, presidente da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), visitou a Folha nesta terça (3), onde foi recebido em almoço. Estava acompanhado de Milton Flávio Lautenschläger, assessor da presidência, e Carlos Eduardo Lins da Silva, consultor em comunicação da instituição.

TIROTEIO

"A República sujeita aos caprichos do presidente: da reforma da Previdência, Bolsonaro nada fala. Só pensa na família."

Do deputado Marcelo Calero (Cidadania-RJ), sobre o Planalto mudar o timing de propostas de olho na indicação do filho a embaixador.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Recauchutagem completa

Nem alguns dos aliados mais próximos do Planalto estão dispostos a defender na íntegra o recém-lançado Programa Verde Amarelo. A previsão é a de que ele passe por uma "lipoaspiração" no …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Acabou-se o que era doce

A medida provisória que reformulou o programa Mais Médicos e o rebatizou de Médicos pelo Brasil pode ser a primeira vítima notável da insatisfação de parlamentares com o governo. O texto, que …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Risco de efeito dominó

O temor de que um gatilho dispare ondas de protestos pelo país entrou na agenda dos governantes. São vários os sinais de cuidado: estados do Nordeste trabalham para garantir o 13º do funcionalis…


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Parque dos dinossauros

Parte do pacote entregue pelo ministro Paulo Guedes (Economia) ao Senado, a proposta que pretende pôr fim a mais de 200 fundos federais deve alterar de maneira profunda os orçamentos de prefeitos e …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Perto da inoperância

Dirigentes de partidos de centro relatam que a relação com o governo Jair Bolsonaro também desandou no Senado. Os motivos são semelhantes aos que levaram líderes desse segmento na Câmara a …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Contra-ataque concertado

Paradoxalmente, a negativa de Dias Toffoli ao pedido para rever decisão na qual ordenou a abertura da caixa-preta dos relatórios do Coaf teve gosto de vitória para aliados do procurador-geral, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O que fez no verão passado?

O embate entre setores do Ministério Público e ala do Supremo alcançou novo patamar após a revelação, na Folha de S. Paulo, de que o presidente da Corte, Dias Toffoli, solicitou dados de relatórios …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Devidamente avisado

Auxiliares de Jair Bolsonaro foram informados por volta das 6h de ontem de que partidários de Juan Guaidó haviam invadido a Embaixada da Venezuela. Ao Planalto, a notícia chegou por María Teresa …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Vinde a mim

Do nome ao manifesto, a identidade do novo partido de Jair Bolsonaro foi concebida para mesclar temas do militarismo com os de religião, num aceno ao que o Presidente vê como bases prioritárias. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Caminho do meio

Partidos de centro e de esquerda articulam apoio a uma proposta alternativa à que quer reabilitar a autorização para prisão em segunda instância. A tese que tem ganhado mais adeptos é a indicada …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados