search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Entrada de Bolsonaro na reforma gera críticas
Coluna do Estadão

Andreza Matais e Marcelo de Moraes


Entrada de Bolsonaro na reforma gera críticas

A entrada do presidente Jair Bolsonaro nos 45 do segundo tempo na reforma da Previdência não escapou de críticas nem de deputados do seu partido, o PSL. Para o Centrão, o movimento dos últimos dias foi visto como uma forma de retomar o protagonismo em uma pauta que havia sido dominada pelo Congresso. Já no PSL, o raciocínio é: se era para intervir, que o fizesse antes, quando as chances de conseguirem melhorar as regras para policiais seriam maiores. Por fim, todos concordam: atabalhoado, foi mais um passo mirando na reeleição em 2022.

Formação. De olho na Vice-Presidência, Marco Feliciano (Pode-SP) destaca: "Tem que lembrar que o presidente Bolsonaro é político, além de capitão!"

Vão-se os anéis... A promessa de Davi Alcolumbre aos governadores de reincluir os Estados na reforma da Previdência no Senado caso os deputados não o façam deixou a equipe econômica de cabelos em pé. Se houver alteração, a PEC precisa voltar para a Câmara.

...ficam os dedos. A turma de Paulo Guedes no Ministério da Economia tem pressa para aprovar o texto o quanto antes para destravar outras pautas, mesmo que isso implique deixar Estados de fora.

Defensor. Para o relator da PEC no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), é importante ter os Estados na Previdência, mesmo que atrase o calendário. "O déficit deles é estrondoso." 

Plano C. Uma saída seria nova PEC com os Estados, que tramitaria em paralelo. A possibilidade, segundo Tasso, não foi discutida ainda, mas já está no radar.

Posto avançado. O deputado Mauro Benevides Filho (PDT-CE) tem substituído o governador Camilo Santana nas reuniões em Brasília. Ele próprio autor de uma proposta de reforma, tem trocado figurinhas com o governo, mesmo sendo de partido de oposição. 

Meio-termo. Após reação do setor, Jerônimo Goergen (PP-RS) recuou no relatório da MP de Liberdade Econômica. Vai manter a autorização para supermercados venderem remédios sem receita, desde que cumpram as mesmas regras sanitárias das farmácias.

Me ajuda. Depois de o ministro do Supremo Marco Aurélio Mello ter concedido liminar a favor do Maranhão, Minas Gerais reiterou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o pedido para que a União também abra ao governo mineiro uma linha de crédito para o pagamento de precatórios.

Loteria. Com a vitória no STF, a União terá de abrir ao Maranhão uma linha de crédito de até R$ 623,5 milhões. Minas pede R$ 659 milhões. O caso está sob a relatoria de Cármen Lúcia, que já foi procuradora-geral do Estado. Bahia e Goiás já tiveram pedidos negados.

A tempo. Desde o início do programa, o Criança Feliz detectou, por meio das visitas realizadas, 7,3 mil gestantes que ainda não haviam iniciado o pré-natal. Ao todo, 108 mil gestantes já foram atendidas. A ação, iniciada no governo de Michel Temer, completou mil dias esta semana.

De olho. O Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça vai pôr à disposição no site a situação de cada uma das 45 obras em execução nas unidades prisionais dos Estados. Em São Paulo, a previsão é criar 8.448 vagas em 2019.

Pronto, falei!
"Não foi por atuação da oposição que se atrasou a votação da reforma na comissão."

Deputado federal José Guimarães (PT-CE), sobre atraso de 7 horas para início da sessão por dificuldade de acordo com policiais.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Coluna do Estadão

O Brasil quer saber: Moro fica no governo?

O presidente Jair Bolsonaro retorna esta semana ao Brasil depois da viagem à Índia, com passagem pela África, ofuscada em parte pelo mais novo embate com Sergio Moro. Disputa esta que monopolizo…


Exclusivo
Coluna do Estadão

A recauchutagem do Cidadania por Huck

De olho na cada vez mais possível candidatura de Luciano Huck à Presidência, o Cidadania faz uma recauchutagem interna para atrair o apresentador. O processo começou no ano passado, com uma série de …


Exclusivo
Coluna do Estadão

General atua para manter União da direita

Soaram como tentativa desesperada de manter a direita unida as postagens de Augusto Heleno sobre a nova crise na relação Bolsonaro-Moro. Claro, um rompimento dos titãs do campo conservador tende …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Pasta de Moro também vai monitorar esgotos

O Ministério da Justiça também quer monitorar o esgoto dos brasileiros para radiografar o consumo de drogas no País. Essa é a proposta do projeto Cloacina, da Secretaria Nacional de Políticas sobre …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Planalto entrega a Maia lista com prioridades

O governo apresentou a Rodrigo Maia 15 propostas que tramitam na Casa e são tidas como prioritárias. Dentre elas, a mudança no marco regulatório das PPPs, o projeto do Senado de segurança das …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Entorno de Huck vibra com ataque de extremos

Cresce entre apoiadores de Luciano Huck a sensação de que ele está no caminho certo. O motivo? Começou a “apanhar” dos extremos. Em entrevista recente, Lula disse que Huck “não representa a centro-es…


Exclusivo
Coluna do Estadão

Líder do DEM é favorito para comandar CMO

De olho nas eleições municipais deste ano, a cúpula do Congresso tem se articulado para indicar o líder do DEM, Elmar Nascimento (BA), para o comando da Comissão Mista de Orçamento neste ano. A …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Maia terá ainda mais poder, preveem líderes

Se quiser fazer avançar seu governo, Jair Bolsonaro terá de conviver em harmonia com um Rodrigo Maia ainda mais poderoso neste ano, avaliam líderes do Congresso. É o preço a ser pago pelo Presidente …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Com ou sem Regina, guerra cultural seguirá

A demissão de Roberto Alvim e a péssima repercussão do malfadado vídeo com alusões ao nazismo foram um revés para a guerrilha bolsonarista, mas não deverão motivar um cavalo de pau no rumo da …


Exclusivo
Coluna do Estadão

MPF quer manter poder de delações premiadas

Associações de procuradores federais e membros da Procuradoria-Geral da República (PGR) estudam pontos do pacote anticrime sancionado por Jair Bolsonaro que podem ferir a atuação dos Ministérios …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados