search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Engata a primeira
Painel da Folha de São Paulo

Engata a primeira

Apontado como meta logo no início da gestão de Dias Toffoli na presidência do Supremo, o projeto de acelerar a solução de impasses judiciais que travam obras em todo o país entra agora em fase executiva.

O ministro esteve semana passada no TCU em reunião com integrantes da corte e representantes de tribunais de contas estaduais. Com o apoio da PGR, foi montado um grupo de trabalho. A ideia é iniciar um mutirão de julgamentos para destravar os empreendimentos.

Planilha - Os tribunais de contas apresentaram a Toffoli uma lista de obras que estão paradas. As prioridades são empreendimentos de grande valor e também de forte impacto social. Mais de duas mil creches estão inconclusas no país por processos judiciais. A ideia é começar por aí.

Mãozinha - A chegada de Augusto Aras à Procuradoria-Geral da República deve dar impulso ao projeto de Toffoli. O atual comandante da PGR já disse que está disposto a imprimir nova marca na ação do Ministério Público, sob o discurso de que a instituição deve apontar caminhos e não apenas problemas.

De um jeito ou de outro - No TCU, Toffoli sugeriu que há um "alinhamento de astros" e pediu engajamento no cumprimento de metas para solução de impasses, seja por conciliação seja por julgamento.

Quer pagar como? - Uma das propostas é fazer com que empresas que estão em débito com a Justiça paguem seus passivos com prestação de serviços, finalizando empreendimentos hoje paralisados.

Uni-vos - O Painel registrou no sábado (12) que o ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) esteve com o presidente da Suzano, Walter Schalka, em um restaurante em São Paulo. Era por um bom motivo. O setor de celulose tenta alinhavar uma parceria com o governo para lançar políticas de combate ao desmatamento.

Uni-vos 2 - A conversa entre o ministro e o líder do setor foi intermediada pelo ex-governador Paulo Hartung (ES). A ideia é envolver a sociedade civil e produzir um documento público que acene com alternativas a quem vive da extração de madeira.

Batido - Políticos da comitiva brasileira ao Vaticano relataram constrangimento com o fato de o papa Francisco não ter feito menção ao país nem às autoridades que foram à canonização de Irmã Dulce.

Ponta do lápis - Um grupo de deputados do PSL fará pedido formal à direção do partido para que sejam detalhados os gastos da primeira edição brasileira da Cpac (Conservative Political Action Conference), organizada por Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), em SP.

Alvo - Usando o mesmo discurso dos aliados de Jair Bolsonaro, essa ala vai cobrar transparência sobre o uso do fundo partidário para bancar o evento. Segundo esses parlamentares, a conferência custou mais de R$ 1 milhão aos cofres da sigla e teria servido de palanque ao filho do presidente.

RG e CPF - Os deputados Alê Silva (PSL-MG), Bibo Nunes (PSL-RS) e Carla Zambelli (PSL-SP) estão no topo da lista dos que devem ser expulsos do partido nos próximos dias.

Titãs - Integrantes da equipe econômica temem que os fundos a serem criados pelo Future-se, do MEC, entrem em choque com o objetivo da pasta de Paulo Guedes de vender o máximo possível dos ativos da União à iniciativa privada.

Sonho meu - O Future-se prevê a criação de fundos patrimoniais, que seriam capitalizados com imóveis da União. A autorização de uso desses imóveis renderia verba para as universidades, nos planos do MEC. O desenho, no entanto, não chegou às mãos de Guedes e de seu time técnico.

Bonde da história - Segundo o secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Lima, não há choque. "O Future-se poderá ajudar no licenciamento das propriedades da União, que precisam ser regularizadas antes de serem alienadas."

VAR - O líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM), pediu que os técnicos da Casa analisem se o projeto que divide o dinheiro da cessão onerosa, aprovado na Câmara, infringe a Constituição. Para ele, o texto permite que os estados e municípios usem a verba para pagar despesas do dia a dia, o que é proibido.

TIROTEIO

"Nossa sigla é muito mais forte do que essa pequena família no poder. Nossa luta é pela vida e pelo direito de amar sem temer."

De David Miranda (PSOL-RJ), sobre Eduardo Bolsonaro ironizar a sigla LGBT em camiseta, mudando as letras para Liberdade, Armas, Bolsonaro e Trump.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Recauchutagem completa

Nem alguns dos aliados mais próximos do Planalto estão dispostos a defender na íntegra o recém-lançado Programa Verde Amarelo. A previsão é a de que ele passe por uma "lipoaspiração" no …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Acabou-se o que era doce

A medida provisória que reformulou o programa Mais Médicos e o rebatizou de Médicos pelo Brasil pode ser a primeira vítima notável da insatisfação de parlamentares com o governo. O texto, que …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Risco de efeito dominó

O temor de que um gatilho dispare ondas de protestos pelo país entrou na agenda dos governantes. São vários os sinais de cuidado: estados do Nordeste trabalham para garantir o 13º do funcionalis…


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Parque dos dinossauros

Parte do pacote entregue pelo ministro Paulo Guedes (Economia) ao Senado, a proposta que pretende pôr fim a mais de 200 fundos federais deve alterar de maneira profunda os orçamentos de prefeitos e …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Perto da inoperância

Dirigentes de partidos de centro relatam que a relação com o governo Jair Bolsonaro também desandou no Senado. Os motivos são semelhantes aos que levaram líderes desse segmento na Câmara a …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Contra-ataque concertado

Paradoxalmente, a negativa de Dias Toffoli ao pedido para rever decisão na qual ordenou a abertura da caixa-preta dos relatórios do Coaf teve gosto de vitória para aliados do procurador-geral, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

O que fez no verão passado?

O embate entre setores do Ministério Público e ala do Supremo alcançou novo patamar após a revelação, na Folha de S. Paulo, de que o presidente da Corte, Dias Toffoli, solicitou dados de relatórios …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Devidamente avisado

Auxiliares de Jair Bolsonaro foram informados por volta das 6h de ontem de que partidários de Juan Guaidó haviam invadido a Embaixada da Venezuela. Ao Planalto, a notícia chegou por María Teresa …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Vinde a mim

Do nome ao manifesto, a identidade do novo partido de Jair Bolsonaro foi concebida para mesclar temas do militarismo com os de religião, num aceno ao que o Presidente vê como bases prioritárias. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Caminho do meio

Partidos de centro e de esquerda articulam apoio a uma proposta alternativa à que quer reabilitar a autorização para prisão em segunda instância. A tese que tem ganhado mais adeptos é a indicada …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados