search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Em recuperação, Victor vive pior momento desde que chegou ao Atlético-MG

Esportes

Esportes

Em recuperação, Victor vive pior momento desde que chegou ao Atlético-MG


Victor vive o seu pior momento desde que chegou Atlético-MG como a solução para a posilão, em 2012. Com uma tendinite no joelho direito, o goleiro de 36 anos está fora de combate por conta da lesão e deve se ausentar da partida contra o Botafogo, nesta quarta (24), pela Copa Sul-Americana. Antes do problema clínico, ele vinha sofrendo com críticas por parte da torcida por conta das atuações recentes.

Ídolo do clube, sobretudo por sua atuação na Libertadores 2013, o camisa 1 deixou de ser unanimidade na Cidade do Galo. Ele recebe críticas por conta do mau momento. Entretanto, segue com respaldo de comissão técnica e diretoria.

O arqueiro seguirá como titular absoluto quando se recuperar da lesão. Enquanto isso não acontece, Cleiton é utilizado por Rodrigo Santana. O jovem deve entrar em campo no jogo válido pelas oitavas de final da Sul-Americana. No último domingo (21), depois do empate em 2 a 2 diante do Fortaleza, o diretor de futebol Rui Costa o elogiou após ser perguntado sobre a possível contratação de Marcelo Grohe, atualmente no Al Ittihad, da Arábia Saudita.

"Eu conheço o Marcelo [Grohe], conheço outros grandes goleiros e conheço o Victor. Conheço o Cleiton, o Michael, todos os goleiros que temos aqui no Atlético. O Michael, lamentavelmente, teve uma lesão que o tira desta temporada. O Victor está fazendo um trabalho de recuperação que é quase rotineiro, sentiu um pouquinho. Pela responsabilidade que tem, não quis vir para o jogo pelo problema. O Cleiton fez uma partida boa. Estamos trabalhando para ter a maior quantidade de atletas à disposição do nosso treinador. Isso se faz com contratação e com o trabalho que médicos e fisiologistas fazem", disse Rui Costa.

Mas não é só da confiança interna que vive Victor. Fora das quatro linhas, sobretudo nas redes sociais, ele vem sofrendo com críticas. Há quem ache que o goleiro falhou na eliminação da equipe para o arquirrival Cruzeiro nas quartas de final da Copa do Brasil e também em jogos anteriores, como ma derrota por 4 a 1 para o Cerro Porteño, do Paraguai, ainda na fase de grupos da Libertadores.

O goleiro passou a ser contestado pela primeira vez desde que se mudou para a Cidade do Galo, em julho de 2012. Em sua primeira temporada completa, ele foi campeão da Libertadores, defendendo pênaltis importantes a partir das quartas de final.

O goleiro ainda foi decisivo na semifinal e na finalíssima, contra o Olimpia, do Paraguai. As defesas naquele ano o transformaram em "São Victor" para os atleticanos. Um ano mais tarde, ele foi campeão da Copa do Brasil. O prestígio se manteve e só foi colocado em xeque nesta temporada.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados