Eleição ou revolução?

Queira ou não, outubro vem aí e, junto com ele, as eleições para presidente, deputados federais, senadores, governadores e deputados estaduais. Embora o cenário político seja catastrófico, o momento de se escolher novos representantes públicos reforça a garantia de um direito fundamental: o voto.

O caminho é longo – Será que estamos prontos para isso? Embora escute muitas pessoas dizendo que não irão votar, vejo que também nos falta compreensão do que seja representatividade política. Isto é assustador, mas independentemente do resultado (muitas vezes frustrante), esse período é importante para o Brasil restaurar suas forças.

O perigo – Você já começou a prestar atenção nas propostas dos candidatos? Confesso que depois do debate dos candidatos à Presidência nas últimas semanas, fiquei com um desânimo quase irreparável. Verdade seja dita: ainda não tenho um candidato para presidente...

O respeito às pluralidades – Como vão fazer para criar novos empregos? E a violência? Quais são as propostas sobre acessibilidade? E a nossa educação? E os investimentos para pesquisas científicas?

O candidato tem maturidade e conhecimento técnico para tratar questões de igualdade de gênero, racismo e diversidade?

São muitas perguntas que temos aos candidatos... Estão eles preparados para abordar esses e tantos outros temas de relevância social?

Caros leitores, essas respostas precisam ser convincentes, claras, e principalmente, precisamos ter a certeza de que essas demandas serão materializadas.

Não pode faltar! – É claro que a minha bússola vai direcionar para aqueles que tenham ações efetivas quanto à política de acessibilidade e inclusão.

Se usarem o termo técnico para se referir às pessoas com deficiência incorretamente, risco da minha seleção. Sem dó e nem piedade. Vou perceber de cara se aquele candidato está apoiado nos alicerces viciantes de uma política pessoal e em busca apenas de um salário. E eu te convido a fazer o mesmo!

Acreditar, sempre – Sei que não é fácil, mas precisamos nos unir para detectar preconceitos e discursos que espalhem o ódio em vez de diálogo e respeito. A individualidade existe, porém o coletivo deve ser a meta principal de qualquer representante.

Revolução vai ter! – Aventureiros não terão vez, pelo menos de minha parte, e os meus valores democráticos estarão blindados. Este assunto não se esgota aqui e vamos falar mais um pouco sobre o andamento e a preparação para o tão esperado mês de outubro, tá? Que continuem as disputas! Boa quarta!

Mariana Reis é consultora em acessibilidade e educadora física


últimas dessa coluna


Capacitismo: entenda para mudar

Hoje trago para vocês mais uma palavra que talvez muitos desconheçam, mas que podem estar usando ou até mesmo sofrendo de forma “inofensiva”. Porém, no fundo, essas atitudes ferem o nosso íntimo como …


O Brasil em cinzas

Caros leitores, adoraria falar de assuntos legais, leves e das experiências que vivo com a acessibilidade ou da falta dela em meu cotidiano. Mas algumas vezes venho aqui manifestar também uma …


Um domingo no museu

Adoro quando o fim de semana se aproxima. Quem não gosta, não é? Poder acordar sem o despertador e sem muitos compromissos profissionais. É chegada a hora do lazer e todos sabem que um passeio …


Ei, psiu. Preciso parar!

Voltarei sempre com este tema aqui até que um dia algumas pessoas parem de passar para trás outros cidadãos. Refiro-me às vagas de estacionamento reservadas para as pessoas com deficiência. Meus …


27 aninhos! Será que pegou?

O aniversário foi no final do mês de julho, mas não poderia passar por aqui sem mais uma vez falar para vocês da importância – ainda – da Lei de Cotas. Do que se trata? - Há 27 anos, em 24 de …


Diversão para nós. Diversão para os pets

O assunto hoje é um tanto quanto inusitado. Quero falar com vocês de uma experiência minha que vale compartilhar. Eu diria que, no mínimo, vale refletir... Muitos de vocês já devem ter ouvido …


Uma roda-gigante de possibilidades!

A roda-gigante é um brinquedo de parque de diversão e nem preciso dizer o quanto sou fascinada por parques. Porém, em muitos lugares do mundo, ela é construída para que as pessoas possam ter, lá do …


Atletas da 3ª idade

Queridos leitores, hoje a coluna terá uma participação especial do amigo pesquisador e mestrando Henrique Viana Taveira. Vejam que massa o trabalho que ele e a equipe do meu professor Rodrigo Vancini …


De chocolate a Bélgica entende

Vocês estão recuperados com a derrota do Brasil nesta Copa? Confesso eu ainda não. Não sou comentarista esportiva, mas tenho que concordar com os especialistas que dizem que foi a pior derrota …


“Esse tempo acabou”

Caros leitores havia programado outro texto para hoje, porém, diante do impacto das notícias sobre o discurso da apresentadora Oprah Winfrey na 75ª edição do Globo de Ouro, em Los Angeles, não tive …