search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Eleição municipal e cargos em jogo
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Eleição municipal e cargos em jogo

A PEC que visa mudar a regra para a eleição da Mesa Diretora da Assembleia ganhou o apoio de 25 dos 30 deputados estaduais.

Conforme mostrou ontem com exclusividade a Coluna Plenário, o presidente Erick Musso tem uma lista com o apoio de quase todos os seus pares para antecipar a eleição.

E o mais provável é que o novo comando da Casa seja eleito antes do pleito de outubro de 2020. Há uma razão para isso. Se a eleição da Mesa Diretora fosse hoje, Erick seria reeleito. Mas, em outubro, boa parte dos deputados que o apoiam deve disputar prefeituras e, tendo êxito, deixaria o Parlamento. Há também os que são contra a antecipação, como o deputado Dary Pagung, que ontem divulgou uma nota e não assinou a lista.

Mas, não é só Erick que ganharia com uma eleição antecipada. Hoje, a estrutura da Assembleia conta com cerca de 280 cargos comissionados, que são rateados entre os deputados na seguinte proporção: indica mais quem é mais alinhado.

“Terá governabilidade”

O líder do governo na Assembleia, Enivaldo dos Anjos, foi um dos primeiros a assinar a lista de apoio à PEC da eleição da Mesa Diretora. Ele disse que não há risco da antecipação mudar a relação com o governo. “Se não tivesse a garantia de manter a governabilidade, não teria assinado. O compromisso de apoio ao governo é para os quatro anos”.

Tomada de contas

O secretário de Estado da Saúde (Sesa), Nésio Fernandes, instaurou uma tomada de contas especial para apurar os indícios de irregularidades no contrato entre a Sesa e o Instituto de Gestão e Humanização (IGH), que gerenciava o Hospital Infantil de Vila Velha. Uma comissão foi criada e tem como objetivo identificar os responsáveis e quantificar o dano ao erário.

Ninho do PSB fora da lista

Cinco deputados não tinham assinado a lista de apoio à PEC que muda a data da eleição da Mesa Diretora. São eles: Iriny Lopes (PT), Eustáquio de Freitas (PSB), Sergio Majeski (PSB), Dary Pagung (PSB) e Fabrício Gandini (Cidadania). Na Assembleia, todo o ninho socialista ficou de fora.

Conferência define políticas aos LGBTs

Começa hoje e vai até domingo a 4ª Conferência Estadual LGBT+ que tem como tema “A garantia do direito à diversidade sexual e de gênero para a conquista da democracia”. Será realizada pela Secretaria Estadual de Direitos Humanos na Serra.

Serão discutidas propostas para criação do Plano Estadual de Enfrentamento da LGBTfobia, que servirá de base a políticas públicas.

Três processos contra Assumção no MP-ES

Três processos estão abertos contra o deputado estadual Capitão Assumção no Ministério Público do Estado. Um investiga a oferta que o deputado fez, da tribuna da Assembleia, de dar R$ 10 mil a quem matasse o autor de um crime em Cariacica. Outros dois apuram a conduta do deputado que expôs a filha de 10 anos, numa rede social, segurando uma pistola. Os dois casos ganharam repercussão nacional e foram alvos de repúdio de várias instituições.

Galeria

Ciúme de você!
O ex-senador Magno Malta (PL) não está nada satisfeito com o deputado Theodorico Ferraço (DEM). Motivo? A intenção do DEM de levar a ex-mulher de Malta, a deputada federal Lauriete Rodrigues, e o deputado estadual Lorenzo Pazolini para seus quadros. Lauriete entrou na Justiça pra se desfiliar do PL e Pazolini, aliado de Malta, está sem partido.

Em prol do consumidor
A Câmara de Vila Velha vai votar em regime de urgência, na próxima segunda-feira, projeto de lei do presidente Ivan Carlini (DEM) obrigando estabelecimentos comerciais do município a disponibilizarem balança em local visível para que os clientes possam conferir o peso dos produtos.

Cada um no seu quadrado
“Não acredito que o governador irá se envolver nas coisas internas da Assembleia. Poderes são independentes e a Ales tem dado apoio ao governo”. Do deputado Enivaldo dos Anjos.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados