Educação ambiental na escola

A educação ambiental na escola, envolvendo todo o quadro de professores, funcionários e alunos, vem como um processo de reconhecimento de valores e esclarecimento de conceitos, objetivando o desenvolvimento das habilidades e modificando as atitudes em relação ao meio e aos princípios sociais e ambientais da coletividade.

Diante da problemática ambiental amplamente discutida, a escola aparece como um espaço onde o aluno dá sequência ao processo de formação de valores e socialização. O que nela é feito, dito e valorizado representa um exemplo daquilo que a sociedade deseja e aprova. Comportamentos ambientalmente corretos devem ser aprendidos na prática, no cotidiano da vida escolar, contribuindo para a formação de cidadãos responsáveis.

A educação ambiental torna-se mais urgente uma vez que, quando aplicada da forma correta, representa uma importante ferramenta transformadora da sociedade, catalisando a formação de novos valores e impulsionando o conhecimento do ser humano para várias direções - inclusive a percepção ambiente ao seu redor. Integrar programas de educação ambiental na escola possibilita a aproximação do ambiente natural ao aluno, fazendo com que este perceba que faz parte do ambiente e que deve cumprir um papel na proteção do meio em que vive.

Trabalhar a Educação Ambiental na escola como forma de programas paralelos envolve a construção de atitudes e competências com toda a comunidade escolar que, baseada no Seminário de Belgrado (1975), estruturam-se em: consciência, conhecimento, atitudes, aptidões, capacidade de avaliação e de ação autocrítica no mundo. Torna-se possível, diante dessa perspectiva, dentro da comunidade escolar, aplicar ações que abrandem as necessidades locais com intervenções no dia a dia.

Ao implementar um programa de Educação Ambiental, facilita-se aos alunos e aos professores a compreensão fundamental dos problemas existentes, da presença humana no ambiente, da sua responsabilidade e do seu papel crítico como cidadão. Desenvolvem-se, assim, as competências e valores que conduzirão a repensar e a avaliar de outra maneira as suas atitudes diárias e as suas consequências no meio em que vivem. Esse processo permitirá aos alunos e professores não só a atualização de seus conhecimentos na área ambiental, mas também conhecer e levantar os problemas ambientais ao seu redor.

Os conteúdos ambientais permeando todas as disciplinas do currículo e contextualizados com a realidade circundante auxiliarão o aluno a perceber a relação entre os fatos e a ter uma visão holística. A Educação Ambiental procura manter o respeito pelos diferentes ecossistemas e culturas humanas da Terra. O dever de reconhecer as similaridades globais, enquanto se interagem efetivamente com as especificidades locais é resumido no seguinte lema, segundo a Unesco (1999): pensar globalmente, agir localmente.

* Silvia Mattar é Gestora do Ensino Fundamental II do Colégio Positivo, Bióloga, mestre em Gestão Ambiental.