Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Educação 4.0
Tribuna Livre

Educação 4.0

Estamos num divisor de águas para a educação no Brasil. Se já temos resultados catastróficos no mundo analógico, se não tomarmos providências, aumentaremos em proporção geométrica nosso atraso no mundo digital 4.0. 

Nos próximos cinco anos, as mudanças nas exigências e nas formas de trabalho serão inimagináveis. A tecnologia 4.0, com ferramentas como: inteligência artificial , robótica , tecnologia 5G, impressão 3D ,empresas por aplicativos, etc, terão um efeito sobre o mundo bem maior do que a revolução industrial.

A educação precisa mesmo  formar alunos com habilidades e competências para empreender neste novo contexto. Um passo importante foi dado com a definição da nova BNCC. Duas importantes inovações estão apontadas. A primeira é a priorização das habilidades sócio emocionais. Das 10 habilidades gerais previstas na Nova BNCC, 4 são focadas nestas. A segunda aponta na direção da mudança da metodologia. Propõe que os alunos deixem de ser passivos para ativos na aprendizagem.

O professor deixe de ser o detentor do conhecimento para ser o facilitador da aprendizagem. Mudanças que mexem com paradigmas incorporados na cultura. Tem sido assim, professor na frente explicando a matéria. Aluno prestando atenção, fazendo exercícios massificados, com o objetivo de fazer uma prova teórica. 

Com as metodologias ativas, o aluno e o professor devem assumir novo papel. O objetivo é aprender com práticas que levem à solução de problemas e execução de projetos, que tenham associação com a realidade de sua comunidade. Com salas reversas e envolvidos em cenários desafiadores, os alunos integram-se com pró atividade e empreendem seu aprendizado.

O professor terá um envolvimento maior na preparação dos roteiros de aulas, dos cenários com problemas e projetos desafiadores e proposição de uma avaliação, mais abrangente envolvendo rubricas, para identificarem os avanços sócio emocionais. 

Precisamos formar empreendedores para o mundo digital 4.0, onde as profissões terão um novo perfil e exigirão novas habilidades, tais como, aprender a conviver com o erro, vê-lo como um processo de evolução, a criatividade para a inovação. As tendências apontam que todas as profissões serão afetadas, muitas deixarão de existir, inúmeras surgirão e não temos a menor ideia como serão. Os jovens devem estar preparados como empreendedores que associem estas novas tecnologias.

Uma importante decisão governamental será a adaptação do ENEM. Fica difícil ter uma prova nacional para avaliação de habilidades sócio emocionais. As bases de conhecimentos da educação básica são linguagens e matemática e suas tecnologias. A sugestão é ter uma prova nacional (Enem) abordando estas duas áreas. O aluno faria sua escolha do curso superior e faculdade pública de sua preferência. Seriam classificados os três primeiros. As faculdades aplicariam uma prova de ciências, específica do curso, para preenchimento das vagas. Exemplo: no curso de medicina, os três classificados no Enem fariam uma prova de ciências naturais e suas tecnologias.

No Enem, as questões devem ser bem contextualizados e com integração interdisciplinar. Se agirmos rápido nesta direção temos chance de não voltar a sermos homens da caverna.

Fernando Cobe é diretor de colégio de educação básica e de cursos técnicos.


últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Integração para enfrentar a criminalidade articulada

É sabido por todos, principalmente por aqueles que labutam na área da Segurança Pública, que o crime apresenta várias vertentes e os bandidos utilizam meios cada vez mais articulados para o cometimen…


Exclusivo
Tribuna Livre

Reclamação do cliente pode ser oportunidade para a empresa

A palavra “reclamação” é vista pela maioria das empresas como algo negativo, mas a grande verdade é que a reclamação é uma excelente oportunidade para “enxergarmos” falhas em nossos processos e em …


Exclusivo
Tribuna Livre

O desafio de tratar a dependência química

A dependência química é uma doença complexa, já considerada um dos maiores desafios de saúde pública no País. Diferentes pesquisas mostram o aumento do uso de drogas em todas as classes sociais. A …


Exclusivo
Tribuna Livre

Homenagem a um médico que fez a diferença

Recentemente perdemos um dos grandes personagens capixabas. Estamos nos referindo ao professor Carlos Sandoval Gonçalves, ícone dentre os pesquisadores e professores de Medicina do Brasil, que …


Exclusivo
Tribuna Livre

Educação especial como política pública

Historicamente, a educação especial para pessoas com deficiência é oferecida por instituições privadas, incluídas as especializadas, confessionais e filantrópicas. A partir de 1973, ela foi incorpora…


Exclusivo
Tribuna Livre

O “ser mulher” e a busca pela sobrevivência

Era uma vez uma selva, onde morava uma leoa muito dócil e, ao mesmo tempo, valente. Cuidava de seus filhotes e ia à caça para não lhes faltar alimento. Por instinto, fazia o que preciso fosse para …


Exclusivo
Tribuna Livre

Deixa falar! Deixa viver!

De acordo com o Atlas da Violência 2019, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a morte no Brasil tem cor, idade, gênero, classe social e nível de escolaridade. Ou seja, quem …


Exclusivo
Tribuna Livre

Respeito à vontade do idoso sobre sua saúde

Respeitar a vontade do paciente idoso quando ele ainda possui domínio mental sobre a própria vida por meio da Diretiva Antecipada de Vontade (DAV) é um recurso que, aos poucos, vem ganhando força e …


Exclusivo
Tribuna Livre

Qual a sua toga?

A revolução francesa legou àquele país uma cultura política refratária ao Poder Judiciário. Ainda hoje, os salários dos seus juízes são baixos e a jurisdição constitucional é feita por órgão político …


Exclusivo
Tribuna Livre

Inovação. Por onde eu começo?

Inovação é a palavra do momento, sobretudo, no mundo dos negócios. Para quem quer iniciar um processo inovador, seja ele pessoal ou empresarial, um bom começo é buscar compreender o que é a inovação …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados