search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

E o Gabriel Barbosa, Tite?
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


E o Gabriel Barbosa, Tite?

Dos 84 gols marcados pelo Flamengo em 2019, a dupla de atacantes Gabriel Barbosa (24) e Bruno Henrique (18) fez simplesmente a metade: 42. Fora as oito assistências de Bruno Henrique e as seis de Gabriel Barbosa, jogadores que na última temporada vestiram a camisa do Santos. Na vitória de quarta-feira sobre o Internacional, a dupla voltou a brilhar com gols de Bruno Henrique e uma assistência de Gabriel Barbosa.

E o técnico Tite, presente ao Maracanã, deve ter saído do estádio cheio de perguntas que ele próprio talvez não saiba responder. Uma delas, por que diabos chamou apenas Bruno Henrique para os dois próximos amistosos da Seleção Brasileira, em setembro? Outra: por que deixou fora da lista o artilheiro do Brasileiro, com 11 gols em 11 partidas, já tendo sido ele o maior goleador da edição de 2018?

Lembrando que Gabriel Barbosa, que completa 23 anos no final do mês, foi campeão olímpico em 2016. Fez dois gols em seis jogos, ao lado de Neymar e Gabriel Jesus, e já tinha feito um outro em três jogos da Copa América, nos Estados Unidos.

Se é para renovar a Seleção, valorizando o trabalho na base, e se as convocações devem ter sempre os melhores, não há quem justifique essa ausência com mínimo de bom senso.

Futuro com atraso

Ilusão achar que os vascaínos de hoje têm o mesmo sentimento daqueles que ergueram o clube no início do século passado. Porque não têm.

Aqueles que lá atrás ajudaram a construir São Januário encararam como desafio pessoal a missão de lutar pela existência da instituição que oferecia a pretos e pobres das periferias mais do que o direito de torcer por um time de futebol — mas, sim, o de praticar a modalidade que começava a rivalizar com as regatas. Um esporte onde os protagonistas, na época, eram os descendentes de ingleses e os jovens abastados.

De qualquer forma, o Vasco lançou na quinta-feira (22), com mais de 20 anos de atraso, o projeto de construção de seu Centro de Treinamento. Um equipamento que, se e quando erguido, devolverá ao clube a condição competitiva das grandes forças.

Os dirigentes cariocas levaram duas décadas para enxergar o óbvio, deixaram o dinheiro escorrer pelos dedos e agora tentam reunir condições de ter o que já não é luxo; é básico. Vejamos se, a um ano de nova eleição presidencial, haverá paz, união e entendimento da verdadeira grandeza do Vasco da Gama.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O pecado capital

De todas as discussões sobre o técnico Jorge Jesus e do Flamengo que ele criou para deleite dos amantes do bom futebol, a única que o torcedor não deveria alimentar é a que fala do ódio dos técnicos …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

A disputa do título Brasileiro, há algum tempo restrita a Flamengo e Palmeiras, acabou nesta rodada 33 com o empate em 1 a 1 do time paulista com o Bahia, em Salvador. O olhar dos rubro-negros …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Plano de voo

A real possibilidade de um final de ano maravilhoso, com conquistas dos títulos do Brasileiro e da Libertadores, e a consequente classificação para o Mundial de Clubes, no Catar, faz com que a …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O vencedor

Flamengo e Vasco não fizeram um jogo como outro qualquer do Campeonato Brasileiro na noite de quarta-feira, no Maracanã. Horas após o final da partida ainda havia quem não tivesse entendido a …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O bom duelo

Já há algum tempo não se via um clássico Flamengo x Vasco com qualidade tão distinta em reta final de Brasileiro. Nos anos de conquista de título, tanto de um lado quanto do outro, houve sempre …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

O número de pontos que faz do Flamengo a bonita máquina de quebrar recordes no Brasileiro traz de volta a discussão sobre a atual fórmula de disputa criada pela CBF em 2003 — polêmica, por ora, …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Polêmica sem fim

Tantos foram os avisos que já nem me surpreendo mais com as reclamações sobre as marcações polêmicas em favor de A, B ou C. A CBF amarrou mal o pacote de implementação do VAR no futebol …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

A volta ao início

Logo depois que o conselho da Conmebol decidiu, em fevereiro de 2018, que a Libertadores de 2019 seria disputada em final única, três cidades se lançaram como candidatas a receber o evento: Lima …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

O Flamengo chegou a 71 pontos, com 21 jogos de invencibilidade de Jorge Jesus — entre Brasileirão e Libertadores —, e uma certeza: a força ofensiva põe o time num ponto fora da curva. O líder do …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

A cartilha

Quer dizer então que a diretoria do Fluminense já não acredita que o ex-interino Marcão seja o nome mais indicado para tirar o time do atoleiro em que se encontra no Brasileiro, não é mesmo? A nove …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados