search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Drone vai identificar pelo calor onde bandidos estão escondidos

Notícias

Polícia

Drone vai identificar pelo calor onde bandidos estão escondidos


Policiais militares e civis poderão identificar a presença de bandidos escondidos em locais escuros e matagais fazendo a utilização de superdrones de última geração que possuem câmeras térmicas.

Os equipamentos foram recebidos pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) na manhã de terça-feira (12).

Três drones, que custaram cerca de R$ 30 mil cada, foram doados pela mineradora Vale ao Estado, por meio de um Termo de Cooperação Técnica.

“É um equipamento moderno e que vai nos ajudar no enfrentamento à violência. À medida que melhoramos a nossa visão estratégica e tática, melhoramos também o trabalho de quem está em terra”, afirmou o secretário de Estado da Segurança, Roberto Sá.

De acordo com o coordenador de segurança da Vale, David Paranhos, os drones doados têm alcance de 8 quilômetros de distância e 500 metros de altura.

O superdrone  pesa 900 gramas, possui 32,2 centímetros de comprimento e é operado através de um controle com tela integrada. (Foto: Fábio Nunes/AT)
O superdrone pesa 900 gramas, possui 32,2 centímetros de comprimento e é operado através de um controle com tela integrada. (Foto: Fábio Nunes/AT)

O equipamento pesa 900 gramas, possui 32,2 centímetros de comprimento e é operado através de um controle com tela integrada, que tem acesso à internet e a capacidade de fazer transmissões ao vivo pelas redes sociais.

Os superdrones são do modelo Mavic 2 Enterprise Dual. “A câmera térmica é um diferencial desse equipamento. Com ela, o policial vai identificar o calor no ambiente. O operador do drone vai jogar paletas de contraste e escolher um ponto no visor. Clicando, ele vai saber a temperatura e identificar se trata-se de um animal ou um ser humano”, disse Paranhos.

Ele destacou que será possível localizar bandidos até mesmo no escuro. “Isso por causa da identificação do calor humano, que vai facilitar o patrulhamento em regiões hostis. Com esse recurso, é possível localizar até pessoas bem escondidas, deitadas. Pode ser usado em operações em morros e em locais com pouca luminosidade”, destacou o coordenador.

Ele frisou que a altura ideal para encontrar os criminosos é entre 50 e 100 metros. “A mais de 100 metros, a imagem não fica tão nítida e, a menos de 50 metros, o drone pode se tornar perceptível para o criminoso. Uma vez que o policial encontrar o bandido, a localização será enviada por GPS ao visor do controle e, então, será repassada a outro policial, que irá até o suspeito”.

Atualmente, a PM possui quatro drones e a Polícia Civil tem oito. Mas esses equipamentos não possuem a mesma tecnologia dos recebidos na terça.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados