search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Dora Aventureira vira adolescente nos cinemas

Entretenimento

Para Assistir

Dora Aventureira vira adolescente nos cinemas


Dora e seus amigos prometem mistério e muitas aventuras. (Foto: Divulgação)
Dora e seus amigos prometem mistério e muitas aventuras. (Foto: Divulgação)
“Diga mochila! Mais alto!”. É quando ela precisa de ajuda. “Raposo não pegue!” tem que ser falado três vezes para que seus objetos não sejam levados pelo vilão.

A criançada sabe bem como socorrer Dora, a pequena aventureira da animação que faz sucesso há 19 anos na telinha. Mas agora, nos cinemas, ela é uma adolescente. E seus desafios também serão maiores!

Uma grande aventuras chega à telona em “Dora e a Cidade Perdida” na quinta-feira (14) . Nele, Dora (Isabela Moner, que passou a usar sobrenome Merced) quer seguir com seus pais (Michael Peña e Eva Longoria) pela Amazônia peruana em busca da cidade de Parapata, uma cidade de ouro.

Mas eles têm uma outra ideia. Mandar a filha para os Estados Unidos para rever seu primo Diego (Micke Moreno) e ficar em segurança.

Mas não vai demorar para Dora retornar à floresta. Com o macaco Botas, a mochila falante, alguns amigos da escola e um antigo amigo, Alejandro (Eugenio Derbez), ela terá que encontrar seus pais, a cidade de ouro e descobrir quais são os verdadeiros tesouros de sua vida.

CURIOSIDADES

Troca de nome

  • Isabela Merced pode não ser um nome muito conhecido, mas Isabela Moner já foi vista anteriormente na telona em “Transformers: O Último Cavaleiro” (2017) e “De Repente uma Família” (2018).
  • A atriz de 18 anos resolveu mudar seu nome artístico e revelou o motivo em entrevista ao Refinery29: é uma homenagem à sua avó, que não chegou a conhecer.
  • “Isabela Merced representa tudo que me definiu e que continuará a me definir. Representa os valores que foram passados para mim através de minha avó. Ela era uma força da natureza, sem medo de nada, sempre pronta para qualquer desafio e qualquer pessoa que dizia que ela não conseguiria fazer nada. Ao mesmo tempo, ela amava sua família. Essa sou eu! Espero continuar o legado de minha avó porque ela nos deixou muito cedo”, explicou.

A vida inteira

  • A atriz Isabela Merced impressiona pela semelhança com a Dora da animação. “Eu fui chamada de Dora minha vida inteira. Quando cortei franja então... foi uma loucura!”, disse a atriz em entrevistas sobre o filme.
  • Vivendo a mãe de Dora na história, Eva Longoria completou que as semelhanças vão além da parte física. “Isabela é Dora. Não poderia ter alguém melhor para interpretar Dora. Ela é uma aventureira”, afirmou.

Indiana Jones

  • Em “Dora e a Cidade Perdida”, Dora e seus amigos se aventuram nas selvas para resgatar seus pais e impedir que criminosos roubem tesouros antigos. Soa familiar? Sim, o filme, segundo o diretor James Bobin bebe bastante da fonte do clássico “Indiana Jones e a Última Cruzada” (1989), estrelado por Harrison Ford.
  • Ainda inspirado pelo filme, há cenas em que a turma precisa resolver enigmas mortais para chegar ao tesouro.

Amigos da aventureira

  • As aventuras de Dora nunca seriam completas sem a ajuda de seus confiáveis companheiros, a Mochila e o Mapa. Embora eles sejam vistos apenas brevemente na imaginação de Dora, os dois ainda fazem parte do filme.
  • A Mochila está um pouco diferente, mas o Mapa ainda é o mesmo pergaminho sorridente de papel.

Animação

  • Na animação criada há 19 anos, Dora é uma menina de sete anos, latino-americana, que vive altas aventuras na floresta com sua mochila e mapa falantes e seu melhor amigo, o macaco Botas. O grande vilão da história é o Senhor Raposo, que tenta a todo momento roubar objetos de Dora. Então, a menina quebra a quarta parede e pede a ajuda da criançada, para mandar o ladrão embora.

Botas fala

  • O melhor amigo de Dora, Botas, é um macaco que não consegue falar. No filme, o simpático símio faz os ruídos característicos dos macacos. Mas há uma breve cena em que Botas fala. Na versão legendada do filme.

Cultura latina

  • Para a atriz Eva Longoria, “Dora e a Cidade Perdida” é um filme “autenticamente latino” e isso contou na hora de aceitar o convite para filmar somente dois meses depois de dar à luz Santiago, hoje com 1 ano e meio.
  • “É importante para dar maior visibilidade. É simples: Dora é latina, seus pais e seu melhor amigo também são latinos e toda a diversidade da cultura latina está no filme”, disse.

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados