Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Dnit autoriza controle estadual da BR-262 e a Segunda Ponte

Notícias

Cidades

Dnit autoriza controle estadual da BR-262 e a Segunda Ponte


 (Foto: Leone Iglesias/AT)
(Foto: Leone Iglesias/AT)

A BR-262 pode virar uma via estadual no trecho entre a Segunda Ponte e a Central de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa), em Cariacica. Atualmente, a rodovia é de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

O superintendente regional do Dnit, Romeu Scheibe Neto, através de ofício, demonstrou interesse na proposta apresentada pela Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa do Estado (CoinfraES), presidida pelo deputado estadual Marcelo Santos, em agosto deste ano.

De acordo com o deputado, a estadualização da BR-262 em Cariacica vai diminuir as dificuldades para intervenções na via. “Diminui a burocracia. Podemos transformar essa rodovia na grande avenida de Cariacica, com comércio, construções imobiliárias que vão dar vida ao município”, explicou.

O plano já havia passado pela CoinfraES, com ofício encaminhado, em 2015, ao então ministro de Transportes, Antônio Carlos Rodrigues.

“Naquela época o País entrou em crise e o projeto foi deixado de lado. Agora conseguimos voltar com tudo. A parte mais difícil nós já conseguimos, que é a autorização pelo Dnit. Agora falta o governo do Estado comunicar o interesse oficialmente ao Dnit”, salientou o deputado.

O governador Renato Casagrande afirmou que o Estado está analisando a proposta. “O governo tem interesse porque facilita os investimentos no trecho. Podemos fazer obras de melhorias, como ciclovias, com menos burocracia”, disse.

Para o secretário estadual de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, a estadualização do trecho é importante. “Entendemos a dificuldade do Dnit, que é um órgão federal e precisa dividir a verba com o Brasil inteiro. O Estado tem mais condições de administrar”, afirmou.

Ainda não há prazo para o trâmite. O trecho que pode ser estadualizado tem 7,2 km e está ligado à estrada Leste-Oeste – que corta Vila Velha e Cariacica –, à rodovia José Sette, além de acessos à região de Jardim América e do Estádio Kleber Andrade.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados